Não sabemos comprar?

26 08 2013

Maiores aquisições do futebol brasileiro se tornaram grandes decepções

 

Por Matheus de Andrade

A tradição sempre foi de o futebol brasileiro exportar jogadores para o exterior. No entanto, nos últimos anos, muitos atletas vêm seguindo um rumo diferente. Depois de atuarem no exterior, voltam para o Brasil. Os motivos para essa inversão são diversos, como o fortalecimento do real frente as outras moedas e a estabilização da economia brasileira, enquanto a União Europeia e a Argentina enfrentam várias crises.

Ganso, altas cifras na contratação, ainda pouco justificadas em campo (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Outro ponto importante é a presença de empresários nas negociações. Em 2005, o grupo MSI, foi responsável por levar vários jogadores para o Corinthians, incluindo três das maiores contratações da história do futebol brasileiro: Tévez, Nilmar e Mascherano. Segundo, terceiro e quarto no ranking das compras dos clubes nacionais respectivamente, os três somados chegaram a praticamente 86 milhões de reais.

Dentro de campo os resultados apareceram, o Corinthians foi campeão brasileiro de 2005, com Tévez sendo eleito o melhor jogador do campeonato. No ano seguinte a situação começou a se complicar, escândalos envolvendo a origem do dinheiro da MSI, fizeram o grupo a abandonar as atividades no Parque São Jorge, e levaram Tévez e Mascherano para o West Ham, e Nilmar voltou para o Lyon. Em 2007, o clube com graves problemas em virtude do rombo deixado, caiu para a Série B.

Romário e Sávio, formavam junto com Edmundo o “melhor ataque do mundo” (Foto: Divulgação)

O sucesso das aquisições da MSI é indiscutível, no entanto os clubes nacionais vêm acumulando fracassos em relação às contratações de grandes cifras. Em 1995, o Flamengo, em uma ousada iniciativa, resolveu trazer Romário junto ao Barcelona, maior compra do futebol brasileiro na época, além de Sávio e Edmundo. Chamado de “melhor ataque do mundo”, as expectativas eram enormes, no entanto, o time acabou sem nenhum título no período e o ataque foi desmanchado.

Recentemente temos outras amostras de decepções envolvendo grandes contratações. Sem os contratados pela MSI, o Top 3 das maiores compras do futebol seria formado por: Pato, Ganso e André. Os dois primeiros sofreram com as lesões, e ainda não mostraram a que vieram, sofrendo críticas da torcida e por parte da imprensa. Já o atacante André, passou por duas equipes, depois que o Atlético o contratou junto ao Dinamo de Kyev por quase 20 milhões de reais. Está atualmente no Vasco, depois de uma passagem apagada no Santos.

Quem pensa que contratações caras que dão errado são de exclusividade dos clubes de maior investimento, está enganado. Em 2011, o Atlético Paranaense, fez a maior compra de sua história, trouxe do Nacional do Uruguai, o atacante Morro García, por cerca de 8 milhões de reais, o jogador não fez nem vinte jogos pelo Furacão e abandonou o clube no ano seguinte.

Dentre os grandes, o que parece ter o melhor aproveitamento nas altas transações, é o Botafogo. O clube carioca foi o que menos se arriscou neste mercado, tendo Elkeson e Maicossuel como grandes compras. Os dois somados não custaram o que o Grêmio pagou para tirar Marcelo Moreno da Ucrânia, no entanto o alvinegro conseguiu vender os jogadores e acumular um bom lucro.

Analisar as grandes compras, também ajuda a observar as disparidades do futebol brasileiro. Sete, das dez maiores contratações, foram feitas por times paulistas, enquanto o futebol do Nordeste, não tem nenhuma compra registrada entre as 100 maiores.

Pato, contratação mais cara do futebol brasileiro, ainda não mostrou a que veio (Foto: Eliária Andrade / O Globo)

Mas a análise mais importante a ser feita, é quanto contratações de jogadores como: Pato, Ganso, Valdivia, André, e tantos outros. Custam milhões aos cofres dos clubes, que se endividam sem nenhuma condição de pagar, e tem um retorno em campo absolutamente questionável. Cabendo a pergunta: sabemos comprar?

Alexandre Pato: Contratado por cerca de 40 milhões de reais, ainda não conseguiu uma sequência de boas atuações, chegando a ser criticado pelo torcida.

Ganso: Com muitas lesões, não conseguiu se firmar na equipe principal, e após uma série de partidas ruins, teve seu empenho questionado.

André: Maior compra do futebol mineiro, decepcionou muito no Atlético, onde teve inclusive a forma física questionada. Depois foi para o Santos, onde não teve sucesso, e está no Vasco.

Montillo: Grande esperança santista, ainda não conseguiu demonstrar o bom futebol de quando atuava no Cruzeiro.

Wesley: Esperança do Palmeiras na última temporada, sofreu com as lesões e assistiu ao clube cair para a Série B. O esforço do alviverde em pagar os quase 15 milhões de reais foi tão grande, que chegou a pedir a colaboração de torcedores pela internet.

Dedé: Grande reforço do Cruzeiro para a temporada, o zagueiro custou aos cofres do clube 14 milhões de reais, no entanto, ficou longe do futebol apresentado no Vasco.

Valdivia: O chileno acumulou várias lesões em sua volta ao Palmeiras, a diretoria tentou arranjar outro clube para o meia, mas os altos valores afastaram interessados.

Confira o ranking das 20 maiores compras do futebol nacional:

  1. Alexandre Pato (Milan>Corinthians)/Por 40,5 milhões de reais/Em 2013
  2. Tévez (Boca>Corinthians)/Por 33 milhões de reais/Em 2005
  3. Nilmar (Lyon>Corinthians)/Por 27,8 milhões de reais/Em 2005
  4. Mascherano (River Plate>Corinthians)/Por 25 milhões de reais/Em 2005
  5. Ganso (Santos>São Paulo)/Por 23,9 milhões de reais/Em 2012
  6. André (Dinamo de Kyev>Atlético Mineiro)/Por 19,7 milhões de reais/Em 2012
  7. Luís Fabiano (Sevilla>São Paulo)/Por 17,5 milhões de reais/Em 2011
  8. Montillo (Cruzeiro>Santos)/Por 16,2 milhões de reais/Em 2013
  9. Thiago Neves (Al-Hilal>Fluminense)/Por 16,2 milhões de reais/Em 2012
  10. Oscar (São Paulo>Internacional)/Por 15 milhões de reais/Em 2012
  11. Marcelo Moreno (Shakhtar Donetsk>Grêmio)/Por 14,5 milhões de reais/Em 2012
  12. Vágner Love (CSKA Moscou>Flamengo)/Por 14,4 milhões de reais/Em 2011
  13. Wesley (Werder Bremen>Palmeiras)/Por 14,3 milhões de reais/Em 2012
  14. Guilherme (Dinamo de Kyev>Atlético Mineiro)/Por 14,1 milhões de reais/Em 2011
  15. Alex (Spartak de Moscou>Corinthians)/Por 14 milhões de reais/Em 2011
  16. Tardelli (Al-Gharafa>Atlético Mineiro)/Por 14 milhões de reais/Em 2013
  17. Dedé (Vasco>Cruzeiro)/Por 14 milhões de reais/Em 2013
  18. Valdivia (Al Ain>Palmeiras)/Por 13,7 milhões de reais/Em 2010
  19. Petkovic (Venezia(ITA)>Flamengo)/Por 13 milhões de reais/Em 2000
  20. Sorín (River Plate>Cruzeiro)/Por 12 milhões de reais/Em 2000

 

  

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: