Palmeiras anuncia contratação de jogador uruguaio

5 07 2013

Sebástian Eguren assinou contrato até dezembro de 2014

Por Camila Andrade

Volante uruguaio jogou na Copa das Confederações (Foto: AFP)

O Palmeiras estava há dias em contato com o jogador uruguaio Sebástian Eguren e nesta sexta-feira (05), após realizar exames e ser aprovado, o atleta assinou contrato com o clube até 31 de dezembro de 2014.

O volante Eguren, de 32 anos, disputou a Copa das Confederações, no Brasil, pela seleção uruguaia. Compunha a equipe do Libertad, jogando ao lado do também contratado pelo Verdão, Mendieta. Teve passagens também por: Montevideo Wanderers/URU; Nacional e Danubio, do Uruguai; Rosenborg/NOR; Hammarby/SUE; AIK/SUE; Sporting Gijon/ESP e Villarreal/ESP.

Ele espera ajudar o acesso do clube a série A do Brasileiro e espera de 2014 um ano maravilhoso.

– Almejo a princípio realizar o objetivo inicial, que é subir para a Série A, e, em 2014, quero aproveitar o centenário, o estádio novo e viver um ano maravilhoso. São coisas que motivam muito a gente, pois ficaremos na história do clube – afirmou o uruguaio.

OUTRA CONTRATAÇÃO: Alan Kardec também reforça o verdão

O atleta também fez questão de elevar o Palmeiras mundialmente.

– Acertei com o Palmeiras pelo que é o Palmeiras. É um clube muito grande, vencedor e conhecido mundialmente. Estou muito feliz e quero ser campeão aqui –  completou o jogador.

O clube paulista deve contar com o atleta por cerca de dez dias, pois, por ser uma transferência internacional, ainda precisa resolver as pendência burocráticas envolvendo a contratação e o inscrever no BID.

Anúncios




Copa das Confederações: Volante artilheiro é lindo! Aos 40 minutos, Paulinho classifica o Brasil

26 06 2013

Mesmo jogando mal, Brasil supera as dificuldades e as “catimbas” e se garante em mais uma final

Por Gustavo Soler

 

Decisivo, Paulinho garante o triunfo brasileiro no Mineirão (Foto: AFP)

Decisivo, Paulinho garante o triunfo brasileiro no Mineirão (Foto: AFP)

Nesta quarta-feira (26), Brasil e Uruguai se encararam pela semifinal da Copa das Confederações. A partida foi realizada no estádio do Mineirão, no mesmo local em que a Seleção Brasileira venceu na inauguração do estádio. A curiosidade é que a equipe Canarinha foi representada pelo time do Palmeiras. A Celeste tem um passado que assombra o Brasil: em 1950, os uruguaios venceram a Copa do Mundo no Brasil. Nesta partida, o time de Luiz Felipe Scolari venceu no sufoco por 2 a 1 e agora espera pelo vencedor de Espanha e Itália.

A primeira etapa começou com as duas equipes se estudando muito, diferentemente dos outros jogos. O Brasil começou muito mal no jogo. Aos doze minutos, David Luiz puxou Lugano dentro da área e o juiz deu o pênalti. Na cobrança, Forlan bateu no canto direito e Júlio César fez a defesa. A seleção Brasileira não se encontrava no confronto. Aos 26 min, Hulk tabelou com Fred, porém, o camisa 19 mandou a bola pra longe.

Forlan voltou a aparecer. Aos 30 minutos, Matin Cáceres cruzou para o camisa 10, que ajeitou e bateu de esquerda, tirando tinta do gol de Júlio César. O Brasil se encontrou no jogo aos 36, após boa jogada de Marcelo pela esquerda. Fred se esticou e o zagueiro Godin fez o corte, porém, o árbitro deu tiro de meta. A equipe Canarinha chegou mais uma vez com 40 min: Paulinho lançou, Neymar ganhou na corrida de Lugano e deu um toquinho na saída de Muslera, o camisa 1 do Uruguai defendeu, no entanto, Fred aproveitou o rebote e abriu o placar.

No oportunismo, Fred abri o placar para o Brasil no Mineirão (Foto: AFP)

No oportunismo, Fred abri o placar para o Brasil no Mineirão (Foto: AFP)

O Uruguai começou o segundo tempo com tudo. Logo aos 2 min, um bate-rebate dentro da área brasileira: Cavani ganhou de Marcelo  bateu de esquerda no cantinho de Júlio César para empatar o jogo. A resposta veio rápida, aos 8 min. Muslera saiu errado, Oscar tentou o toque de cobertura, mas a zaga conseguiu desviar e mandar para escanteio. Com 11 min, Hulk cobrou falta da intermediária e Muslera rebateu de qualquer jeito.

Luís Suárez por pouco não virou o jogo depois de cobrança de falta de Forlan. O camisa 9 subiu sozinho, porém, a redonda passou sobre o gol de Júlio César. Na primeira jogada de Bernard no jogo, o meia do Atlético Mineiro cruzou na medida para Fred, no entanto, o centroavante brasileiro mandou a bola pra longe. A Celeste respondeu: Cáceres avançou pela esquerda e deixou para Cavani; o atacante do Napoli se livrou de Hernanes e chutou, a jogada desviou em Luiz Gustavo e assustou o arqueiro brasileiro.

Depois de confusão, Neymar manda beijinho irônico para González (Foto: Reprodução Sportv)

Depois de confusão, Neymar manda beijinho irônico para González (Foto: Reprodução Sportv)

Após uma falta sofrida por Neymar, o volante Álvaro González chutou a bola em cima do camisa 10, que se irritou e bateu boca com o uruguaio. Aos 36 min, González foi substituído e ao sair de campo, o camisa 20 irritou novamente o craque brasileiro, que o xingou e mandou beijinhos de tchau. Na cobrança do escanteio, a zaga afastou e no rebote Marcelo mandou por cima do gol. A pressão do Brasil era enorme. Em novo escanteio, Neymar bateu bem, Paulinho subiu mais que Cáceres e tocou para o fundo das redes. Depois do segundo tento, a pressão mudou de lado, a Seleção Uruguai tentou o empate, Muslera foi para a área, mas não deu. O Brasil chegou a mais uma final de Copa das Confederações.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 X 1 URUGUAI

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data e hora: 26/6/13, às 16h
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Carlos Astroza (CHI) e Sergio Roman (CHI)
Público: 57483 presentes
Cartões amarelo: David Luiz, Luiz Gustavo, Marcelo (BRA); Cavani, A. Gonzalez (URU)
Cartão vermelho: –
Gols: Fred, aos 41’/1ºT (1-0), Cavani, aos 3’/2ºT (1-1), e Paulinho, aos 41’/2ºT (2-1)

BRASIL: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar (Hernanes – 27’/2ºT); Hulk (Bernard – 18’/2ºT), Neymar (Dante – 45’/2ºT) e Fred. Técnico: Felipão.

URUGUAI: Muslera; M. Pereira, Godin, Lugano e Cáceres; A. Gonzalez (Gargano – 37’/2ªT), Arévalo e C. Rodriguez; Cavani, Forlán e Suaréz. Técnico: Oscar Tabaréz.





Copa das Confederações: Com reservas, Uruguai goleia Taiti, e pega o Brasil nas semis

23 06 2013

Em ritmo de treino, Celeste massacrou os taitianos, que voltam  à Oceania com 24 gols sofridos, e 1 marcado

Por Pedro Orioli

Abel Hernandez gol Uruguai jogo Taiti (Foto: Getty Images)

Abel Hernández foi o nome do jogo, marcando quatro gols (Foto: Getty Images)

Sabendo do grau de dificuldade que encontraria no jogo de hoje, o técnico Óscar Tabaréz optou por escalar uma equipe reserva, e a Celeste confirmou a classificação com uma sonora goleada por 8 a 0. Embora a vitória tenha sido ampla, o Uruguai encontrou algumas dificuldades, como a expulsão do veterano zagueiro Scotti, assim como o time da Oceania, que também teve um jogador expulso.

A superioridade dos profissionais ficou clara logo no primeiro minuto de jogo, onde o artilheiro Abel Hernández marcou o primeiro de seus três gols só no primeiro tempo. Ele também marcou aos 23 e aos 45. Diego Pérez fez o quarto, aos 26.

LEIA TAMBÉM: México vence Japão na última partida das duas equipes pela Copa

Gilbert Meriel goleiro Taiti defende Pênalti jogo Uruguai (Foto: Reuters)

Meriel defendeu o pênalti cobrado por Scotti no segundo tempo (Foto: Reuters)

Na segunda etapa, o destaque foi o goleiro Meriel, do Taiti. Na quinta-feira, Fernando Torres chutou no travessão, hoje a terceira opção taitiana agarrou o pênalti cobrado pelo zagueiro Scotti, expulso por uma falta desnecessária no minuto seguinte. Pouco depois, o zagueiro Ludivon também foi expulso, e com 10 jogadores de cada lado, e Celeste fez mais quatro, com Lodeiro, Abel Hernández, e dois de Luis Suárez, que saiu do banco, e tomou o lugar de Forlán como o maior artilheiro da seleção uruguaia, com 35 gols.

Com a goleada, o Uruguai garantiu a segunda colocação, e agora enfrenta a seleção brasileira, que garantiu a primeira colocação do Grupo A, vencendo a  Itália por 4 a 2.

FICHA TÉCNICA
URUGUAI 8 X 0 TAITI

Estádio: Arena Pernambuco, Recife (PE)
Data/hora: 23/06/2013 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Pedro Porença (POR)
Auxiliares: Bertino Miranda (POR) e José Trigo (POR)
Cartões amarelos: Ludivion (TAI), Chong Hue (TAI), Scotti (URU), Gargano (URU)
Cartões vermelhos: Scotti (URU) 5’/2ºT, Ludivion (TAI) 13’/2ºT

GOLS: Hernández 1’/1ºT (1-0), Hernández 23’/1ºT (2-0), Diego Pérez 26’/1ºT (3-0), Hernández 45’/1ºT (4-0), Lodeiro 15’/2ºT (5-0), Hernández 21’/2ºT (6-0), Luis Suárez 36’/2ºT (7-0), Luis Suárez 44’/2ºT (8-0)

URUGUAI: Silva, Aguirregaray, Coates, Scotti e Álvaro Pereira; Diego Pérez, Eguren, Gargano e Lodeiro; Gastón Ramírez (Luis Suárez 23’/2ºT) e Hernández. Técnico: Oscar Tabárez.

TAITI: Meriel, Vahirua, Ludivion, Caroine e Vallar; Chong Hue, Jonathan Tehau, Aitamai (Lemaire 7’/2ºT) e Lorenzo Tehau (Atani 26’/2ºT); Simon e Hnanyine (Tihoni 41’/2°T). Técnico: Eddy Etaeta.

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.





Copa das Confederações: Ídolos decidem e Uruguai encaminha classificação

21 06 2013

Com gols dos veteranos Lugano e Forlán, Celeste se aproxima de vaga e torce por uma vitória da Espanha diante da Nigéria

Por Pedro Orioli

Veteranos marcam e deixam Uruguai perto da vaga

Lugano marcou o primeiro da Celeste na partida (Foto: Getty Images)

No primeiro jogo entre Uruguai e Nigéria na história do futebol mundial, seja em amistosos ou em competições oficiais, quem levou a melhor foi a Celeste, que contou com a força dos veteranos Lugano e Forlán, que completou a centésima partida com a camisa da seleção de seu país.

E foi o atacante do Internacional quem se destacou, participando do primeiro gol, marcado por Lugano, e fazendo o segundo. Mas o golaço da partida ficou com o nigeriano Obi Mikel, jogador do Chelsea, que limpou o capitão uruguaio e estufou as redes.

O resultado deixou a seleção uruguaia em situação confortável para confirmar sua classificação no grupo B da Copa das Confederações. Os campeões sul-americanos somam os mesmos três pontos da equipe africana, mas enfrentarão o modesto Taiti, que foi goleado pela Espanha, por 10 a 0.

Forlan gol Uruguai x Nigéria (Foto: Reuters)

Forlán saiu como herói, marcando um golaço no segundo tempo (Foto: Reuters)

Como tem acontecido nos jogos em que não envolvem o Brasil, a torcida elegeu a seleção menos tradicional, no caso a Nigéria, para apoiar. Desde a entrada, ao último toque na bola, a Celeste foi vaiada pelos brasileiros, apesar de contar com uma numerosa torcida uruguaia no estádio.

O Uruguai começou bem, pressionando a equipe nigeriana, que logo equilibrou o jogo, e com muita inteligência, forçou o jogo e expôs a lentidão da zaga celeste, formada por Godín e Lugano. Quando os africanos eram melhores, um vacilo dos zagueiros pôs tudo a perder, e Forlán achou o capitão uruguaio sozinho na área, que só teve o trabalho de mandar para as redes.

Seleção Uruguaia chega ao Brasil e deposita suas esperanças na dupla de ataque

Os nigerianos, porém, não sentiram o baque, e buscavam sempre pressionar a seleção uruguaia, e pouco depois, surgiu o empate em uma bela tabelinha de Obi Mikel na entrada da área, que limpou Lugano e bateu forte, sem chances para o goleiro Muslera.

A segunda etapa foi mais nervosa, com as equipes sabendo que um erro poderia ser fatal e decretar a vitória para algum dos times. E ele veio logo no começo, do lado nigeriano. Em um contra-ataque bem armado entre as estrelas da seleção uruguaia, Forlán recebeu na área e chutou forte sem chances para o goleiro nigeriano.

Forlan gol, Nigéria x Uruguai (Foto: Reuters)

Forlán acerta um belo chute, e define o placar para a seleção uruguaia (Foto: Reuters)

Depois disso, os nigerianos dominaram completamente o jogo, mas pararam no ferrolho armado pelo técnico da seleção uruguaia, Óscar Tabarez, que colocou o zagueiro Coates no lugar do centro-avante Suárez, e fechou o jogo.

NIGÉRIA 1 x 2 URUGUAI

Local: Arena Fonte Nova – Salvador, Bahia
Data/hora: 20/06/2013 – 19h (de Brasília)
Árbitro: Björn Kuipers (HOL)
Cartões amarelos: Babatunde, Akbala (NIG), Lugano, Coates (URU)
Cartões vermelhos:
Gols: Lugano (18′ do 1º tempo), Mikel (36′ da 1ª etapa), Forlán (5′ do 2º tempo)

NIGÉRIA: Enyeama, Ambrose, Oboabona, Omeruo e Echiéjilé; Mikel, Ogu (Mba – 20′ da 2ª etapa), Ogude, Oduamadi (Babatude – 44′ do 1º tempo) e Musa; Ideye (Akbala – 27′ da 2ª etapa) Técnico: Stephen Keshi

URUGUAI: Muslera, Lugano, Godín e Cáceres; Maxi Pereira, Arévalo Ríos, González e Rodríguez (Álvaro Pereira – 42′ do 2º tempo); Forlán, Suárez (Coates – 36′ da 2ª etapa) e Cavani Técnico: Óscar Tabárez

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.





Copa das Confederações: Forlán se torna o primeiro jogador a completar 100 jogos pelo Uruguai

21 06 2013

O atacante vai atingir essa marca no jogo desta quinta-feira contra a Nigéria, mas não pensa em briga por artilharia com Suárez.

Por Diogo Arraes

Forlán coletiva Uruguai (Foto: EFE)

Forlán será o primeiro jogador uruguaio com 100 jogos na seleção (Foto:EFE)

Diego Forlán está perto de marcar novamente o seu nome na história do futebol uruguaio. Ele que foi eleito o melhor jogador da última Copa do Mundo de 2010, agora está prestes a completar 100 jogos com a camisa da seleção uruguaia. Isto vai acontecer na partida contra a Nigéria, pela segunda rodada do Grupo B da Copa das Confederações.

Leia mais: Uruguai e Nigéria se preparam para segundo jogo no Grupo B

O atacante do Internacional e filho do ex-lateral da seleção uruguaia, Pablo Forlán, tem 99 jogos e 33 gols, mas afirma que nunca pensou em conseguir chegar a números tão expressivos.

– Estou orgulhoso por ser o primeiro jogador a atingir essa quantidade de jogos pelo Uruguai. Nunca imaginei passar por isso. Como também não imaginava ser o melhor de uma Copa do Mundo. É algo que significa muito para mim.  Espero ajudar nesta partida contra a Nigéria. Precisamos vencer para avançar. Espero ter muitas outras chances de vestir a camisa celeste – resumiu Forlán durante a entrevista coletiva na Arena Fonte Nova.

Confira também: Fred quer voltar a marcar pela seleção

Forlán foi questionado sobre o fato de ter os mesmos 33 gols do atacante Luis Suárez, mas disse que não pensa em disputar o posto de artilheiro com o companheiro de seleção.

– Não fico pensando nisso, em números… Suárez é muito mais jovem, tem mais partidas para jogar. Estamos na mesma situação hoje, mas ninguém fica pensando nisso. Queremos competir na Copa das Confederações e ajudar o Uruguai. Quem puder marcar contra a Nigéria estará fazendo a sua parte. O importante é jogar bem e ganhar – garantiu.

Uruguai e Nigéria jogam hoje às 19h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela segunda rodada do Grupo B. Como perdeu a primeira partida para a Espanha por 2 a 1, o time do técnico Óscar Tabárez precisa vencer para continuar vivo na competição.

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.

 





Copa das Confederações: Uruguai e Nigéria farão a primeira decisão do campeonato

20 06 2013

Equipes entram em campo em busca de vaga para a próxima fase

Por Gustavo Soler

Nesta quinta-feira (20), Uruguai e Nigéria se enfrentarão na Arena Fonte Nova, em Salvador. Disputando a segunda posição do Grupo B, as equipes começaram a competição de forma diferente. Os sul-americanos enfrentaram a Espanha e perderam por 2 a 1, agora precisam desesperadamente da vitória para tentar a classificação para a próxima fase. Por outro lado, os africanos golearam a Seleção Taitiana por 6 a 1 e podem garantir vaga na semifinal na segunda rodada.

O jogo contra a Espanha mostrou a necessidade de mudança na Seleção Uruguaia. A Celeste foi dominada do começo ao fim da partida e ficou refém do sistema de jogo e posse de bola da Fúria. O zagueiro Martin Cáceres alertou sobre este desempenho e cobrou de sua equipe mais força ofensiva para a partida contra a Nigéria.

– Esperemos jogar mais. A Espanha complicou o nosso jogo em Recife, foi um jogo difícil, mas agora será diferente. Não importa as dificuldades. Temos que encarar da melhor maneira sempre. Esperamos ganhar – afirmou o defensor da Juventus.

Óscar Tabárez deve fazer alterações com relação ao time que enfrentou a Espanha (Foto: Edgard Maciel de Sá)

Visando a velocidade, principalmente dos atacantes nigerianos, o técnico Óscar Tabárez deve iniciar a partida usando um esquema com três zagueiros e dois alas no meio de campo, que voltam para compor o sistema defensivo uruguaio. Porém, o treinador não quis falar muito sobre o assunto e disse para os jornalistas esperarem pela partida.

Óscar Tabárez deve fazer alterações com relação ao time que enfrentou a Espanha (Foto: Edgard Maciel de Sá)

– Já falei demais. No jogo todos vão ver. Já estou dando a escalação 24 horas antes do jogo. Acredito que isso é muito. Tudo é pensando com base nas características dos rivais. Cada jogo tem sua história. Usamos muito os dados científicos que temos, não apenas a nossa experiência, para tomarmos a decisões sobre quem está em melhores condições para jogar – disse o técnico.

Os nigerianos sabem da dificuldade que terão na partida desta quinta-feira, diferentemente da estréia com goleada sobre o Taiti, a Seleção Nigeriana tem preocupações extras com a dupla Cavani e Luis Suarez, no entanto, o goleiro Enyeama afirmou que os atacantes não são as únicas peças que podem desequilibrar a partida.

 

LESÕES: David Luiz e Paulinho serão avaliados, mas não preocupam

Enyeama durante a entrevista coletiva (Foto: EFE)

– Pessoalmente nós não vamos ter nenhuma questão especial com esses atacantes. Temos 11 jogadores, os reservas e a gente vai enfrentar o Uruguai da melhor maneira que puder jogar. A combinação deles que é difícil. Cavani e Suárez são dois bons jogadores. E, como já respondi anteriormente, não vamos nos focar neles dois. Vamos nos focar no Uruguai. Não vai jogar contra um determinado jogador. A gente vai enfrentar todos os jogadores do Uruguai – comentou o experiente goleiro.

Assim como Óscar Tabárez, o técnico da Nigéria, Stephen Keshi também não revelou o esquema tático e nem a equipe que iniciará a partida. Porém, o treinador deixou em aberto a possibilidade de por o mesmo time em campo nesta quinta-feira, na Arena Fonte Nova.

FAVORITISMO: Fábregas analisa a Espanha: ‘não somos favoritos’

– Se você é um profissional, sua mentalidade é forte, e vai te carregar até o fim do jogo. Então, quero ter certeza de que meus jogadores estejam em suas posições e apenas focados no jogo – afirmou o treinador.

O jogo entre Uruguai e Nigéria será às 19 horas, pelo horário de Brasília. O vencedor da partida deve ficar bem próximo da classificação, pois na última rodada, a última rodada será tranquila para a Celeste e muito complicada para os africanos, que enfrentarão Taiti e Espanha respectivamente.

Ficha técnica:

 

Uruguai: Muslera; Martin Cáceres, Lugano e Godin; Maxi Pereira, Arévalo Ríos, Cristian Rodríguez e González; Fórlan, Suarez e Cavani

Técnico: Óscar Tabárez

Nigéria: Enyeama; Ambrose, Oboabona, Omeruo e Echiejile; Ogude, Obi Mikel e Sunday M’ba; Anthony Ujah, Musa e Oduamadi.

Técnico: Stephen Keshi

Árbitro: Bjorn Kuipers (HOL)

Auxiliares: Sander van Roekel e Edwin Zeinstra (HOL)

Local: Arena Fonte Nova.

Data: 20/06/2013. Horário: 19h.

 

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.





Copa das Confederações: Suárez esperava vitória da Espanha contra o Uruguai

19 06 2013

Atacante minimiza derrota na estreia para a Fúria: ‘sabíamos que a Espanha seria superior’

Por Luiz Queiroga

Já sabia: Luis Suárez (esquerda) esperava uma derrota para a Espanha (Foto: Reuters)

Melhor time sul-americano na última Copa do Mundo, na África do Sul, e campeão da Copa América de 2011, o Uruguai teve uma queda significativa de rendimento dentro de campo nos últimos anos. Antes do início da Copa das Confederações, o torneio era visto como um verdadeiro vestibular para os comandados do técnico Oscar Tabárez antes da Copa do Mundo do ano que vem, a derrota na estreia para a Espanha, porém, não estremeceu o ambiente na Celeste, pelo menos no discurso do atacante Luís Suaréz.

TÉCNICA x RAÇA: Espanha bate o Uruguai na estreia

O resultado de 2 a 1 à favor do time treinador por Vicente Del Bosque foi considerado normal perante o futebol apresentado pela Fúria desde a Copa do Mundo, quando a Espanha se sagrou campeã. Para Suárez, a matemática é simples para definir um duelo entre Uruguai e os espanhóis:

– Se jogarmos dez vezes contra eles, o normal é que nos ganhem nove. Desde antes do jogo sabíamos que a Espanha seria superior. Os espanhóis têm um grande controle de bola, fica difícil roubá-la. Além disso, contam com jogadores de muita qualidade no meio e são muito eficientes no ataque. Eram os favoritos, e no final o resultado não foi surpreendente – declarou ao site oficial da FIFA.

A raça do Uruguai perdeu para a técnica da Espanha (Foto: AFP)

A pressão em cima do Uruguai é enorme: a seleção é quinta colocada nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e somou apenas dois pontos nos últimos 18 possíveis. Por mais que para Suárez a derrota não tenha abalado a situação da Celeste, a classificação para a semifinal da Copa das Confederações é obrigação para acalmar o time com a torcida e imprensa local.

ARTE: Todo cuidado é pouco..

O principal atacante do Uruguai afirmou que a atuação diante da Espanha demonstrou o espírito competitivo do time e que evidencia que a Celeste seguirá forte para o restante do torneio.

– Acho que deixamos uma boa imagem, que nunca cruzamos os braços, apesar de o jogo parecer perdido. Agora virão partidas diferentes, que temos de vencer para seguir adiante. Acho que a atitude foi positiva, e estou otimista.

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.








%d blogueiros gostam disto: