Confirmado: Mário Fernandes deixa o Grêmio e vai para o CSKA

25 04 2012

Clube russo irá pagar R$ 37 milhões pelo lateral direito, que deixará o clube somente depois da Copa do Brasil

Por Leonardo Perri

Mário Fernandes jogará na fria Rússia pelo CSKA (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Foi confirmada na tarde desta quarta-feira (25) a transferência do lateral-direito Mário Fernandes, do Grêmio, para o CSKA, da Rússia, pelo valor de R$ 37 milhões de reais. O presidente Paulo Odone, que assinou o contrato nesta tarde, confirmou a negociação:

– Vamos assinar (o contrato) durante a tarde. Ele fica conosco até o fim da nossa participação na Copa do Brasil – declarou Odone, ao GLOBOESPORTE.COM

O jogador irá viajar na próxima semana, logo após o Gre-Nal que irá ocorrer no próximo domingo, para realizar os exames médicos no clube do Leste Europeu. A saída em definitivo do clube ocorrerá após a participação do Tricolor na Copa do Brasil.

Mário Fernandes era desejo antigo do clube russo, que na última temporada chegou a fazer uma proposta de 10 milhões de euros pelo defensor, recusada pela diretoria gremista por não atender aos interesses na época. Agora, confirmado o negócio, o Imortal terá direito a 50% do valor da negociação, enquanto que a outra metade ficará com o grupo de investidores NBK. Como clube formador do atleta, o São Caetano irá receber R$ 1 milhão.

Enquanto isso, o defensor segue em recuperação de uma cirurgia realizada no ombro esquerdo para corrigir uma frouxidão ligamentar. Na última terça-feira, o lateral voltou a treinar com bola e participou de um jogo treino realizado contra o Sindicato dos Atletas, e a expectativa é que ele seja relacionado para o clássico Gre-Nal que acontecerá no fim de semana valendo o segundo turno do Gaúchão.


Anúncios




Com 2 de Cristiano Ronaldo, Real vence por 4 a 1 e avança na Champions League

14 03 2012

Equipe merengue não teve grandes problemas na partida e teve classificação tranquila

Por Caio Martins

Cristiano Ronaldo comemora um de seus tentos no Santiago Bernabéu (Foto: Getty Images)

O Real Madrid venceu o CSKA por 4 a 1, nesta quarta-feira (14), no Santiago Bernabéu, e garantiu-se nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Com um empate em 1 a 1 na partida de ida na Rússia, os russos promoveram uma partida dura e equilibrada aos merengues na primeira etapa. Contudo, o time da casa tinha um time mais talentoso e saiu vitorioso com gols de Higuaín, Cristiano Ronaldo, duas vezes, e Benzema. Ao CSKA, que diminuiu com Tosic, resta brigar pelo título do Campeonato Russo, em que se encontra na segunda colocação, seis pontos atrás do líder Zenit.

Mourinho não teve grandes preocupações na partida (Foto: Getty Images)

Começando a partida classificado, o Real por pouco já não viu sua vantagem conquistada fora de casa na partida de ida ir por água abaixo no início do jogo. Aos sete minutos, Dzagoev deu belo passe para Doumbia que, na cara do gol, chutou pouco acima do travessão de Casillas, assustando o time merengue. A primeira finalização dos espanhóis veio com oito minutos, dos pés de Xabi Alonso, que arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Chepchugov a fazer a defesa. Entretanto, o momento era da equipe russa. Aos 12min, Dzagoev descolou bom passe para Musa, que estava na direita. O atacante penetrou na área dos blancos e cruzou rasteiro, procurando Doumbia, que chegou atrasado no lance e perdeu boa oportunidade.

Controlando a posse de bola para equilibrar a partida que parecia à favor dos russos, o Real Madrid quase abriu o placar com 17min, quando Cristiano Ronaldo fez jogada individual pela direita e cruzou rasante na área visitante. Shennikov afastou mal e, na sobra, Kaká arrematou de primeira e a bola passou raspando a trave direita do goleiro russo.

Os merengues, aos poucos, tomaram conta do jogo e o resultado disso foi muito positivo para a equipe de Mourinho. Após excelente passe de cavadinha de Khedira para Kaká na área, o brasileiro cruzou rasteiro para a pequena na área e o argentino Higuaín só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes fazendo 1 a 0 Real Madrid.

O CSKA quase igualou o marcador aos 33min, quando Musa chutou da entrada da área e Casillas fez ótima defesa. O time da casa, satisfeito com a vitória parcial, esperou o fim da primeira etapa com a maioria da posse de bola.

Kaká fez boa partida diante do CSKA (Foto: Getty Images)

Sem querer dar chance ao azar, o Real teve duas boas oportunidades logo no início do segundo tempo. Aos dois minutos Kaká finalizou da entrada da área e a bola passou próxima à meta russa. Pouco depois, com três minutos, Kaká encontrou Cristiano Ronaldo passando pela esquerda e lançou-o. O português, sem ângulo, chutou e o goleiro Chepchugov teve que fazer a intervenção. E a pressão não parou por aí. Aos dez minutos, Cristiano Ronaldo arriscou de muito longe, a bola quicou na frente de Chepchugov que, com uma falha bizarra, complicou a situação de sua equipe ao ver os mandantes abrirem 2 a 0 no placar.

Com 21min, o CSKA perdeu grande chance de incendiar a partida. Dzagoev lançou Doumbia em velocidade, o atacante marfinense driblou Casillas e, com Sergio Ramos fechando seu ângulo, tentou tocar por cima para diminuir, mas errou o alvo. E esse erro foi fatal. Logo depois, com 25min, Özil tocou para Benzema, que finalizou em cima do arqueiro russo. Chepchugov, no entanto, não segurou a bola e o próprio Benzema conferiu e fez o terceiro gol do Real no Santiago Bernabéu.

Mesmo com a partida controlada pelos galáticos de Madrid, o CSKA conseguiu diminuir o placar em grande estilo. Aos 31min, Tosic recebeu a bola próximo à área, cortou e deixou Pepe no chão e colocou a bola no ângulo esquerdo de Casillas, marcando um golaço na Espanha, deixando o placar em 3 a 1.

Faltando dois gols para a classficação, os russos intensificaram sua pressão e teve avanços constantes contra o gol de Casillas, mas sem algum sucesso. Ainda deu tempo para o Real marcar o seu quarto gol, com Cristiano Ronaldo novamente, após passe de Benzema, aos 48min do segundo tempo, sacramentando o placar em 4 a 1 e a classificação merengue às quartas de final da maior competição de clubes da Europa.

Jogadores do Real comemoram um dos gols e a classificação da equipe na Champions (Foto: Getty Images)

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID 4 X 1 CSKA

Local:  Santiago Bernabéu, em Madrid, na Espanha
Data: 14 de março de 2012, quarta-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Stéphane Lannoy (França)
Assistentes: Eric Dansault e Frédéric Cano (ambos da França)
Cartões amarelos: Xabi Alonso (Real Madrid); Chepchugov, V. Berezutski, Musa e Mamaev (CSKA)
Gols: REAL: Higuaín, 25’/1ºT (1-0); Cristiano Ronaldo, 8’/2ºT (2-0); Benzema, 25’/2ºT (3-0); Tosic, 32’/2ºT (3-1); Cristiano Ronaldo, 48’/2ºT (4-1)

REAL MADRID: Casillas; Arbeloa, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Khedira, Xabi Alonso, Kaká (Granero) e Ozil (Diarra); Higuaín (Benzema) e Cristiano Ronaldo
Técnico: José Mourinho

CSKA: Chepchugov; Ignashevich, Aleksei Berezutski, Vasili Berezutski e Schennikov; Wernbloom, Dzagoev, Musa (Oliseh) e Tosic (Necid); Aldonin (Mamaev) e Doumbia
Técnico: Leonid Slutski





No último minuto de partida, CSKA arranca empate com o Real Madrid

21 02 2012

As duas equipes empataram por 1 a 1; Cristiano Ronaldo marcou para o Real

Por Caio Martins

Real Madrid e CSKA empataram por 1 a 1 nesta terça-feira (21) pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Sob uma temperatura de -10ºC, os merengues saíram na frente com um gol do craque da equipe, Cristiano Ronaldo. Os russos só empataram no último minuto da partida, com Wernbloom. Após um primeiro tempo movimentado, mas sem muito brilho, a equipe espanhola foi para os vestiários vencendo pelo placar mínimo, que perdurou até o final do jogo no Estádio Luzhniki.

 A primeira boa chance da partida foi aos seis minutos. Shennikov recebeu pela esquerda, cruzou na área, Dzagoev finalizou de primeira e a bola passou raspando a trave direita de Casillas. Com 14min, uma baixa no Real Madrid: Benzema sentiu dores e teve que ser substituído por Higuaín. O hermano já teve sua primeira chance logo aos 16min. Após bela tabela de Cristiano Ronaldo com Khedira, o atacante recebeu do alemão e chutou. O goleiro Chepchugov espalmou para o meio da área e Khedira tentou o rebote de frente para o gol, mas o goleiro russo fez uma belíssima defesa.

O jogo estava marcado pelo equilíbrio. Mas quando tudo está difícil, é a hora de um craque desequilibrar. Com 28min de partida, Coentrão lançou na segunda trave para o luso Cristiano Ronaldo pegar de primeira, chutando cruzado. A bola passou por baixo do goleiro Chepchugov e morreu no fundo das redes: Real Madrid 1 a 0.

Cristiano Ronaldo comemora o gol do Real na partida, que terminou empatada (Foto: Globoesporte.com)

Depois do gol, o CSKA continuou a defender-se bem e, para chegar ao ataque, apostava muito no marfinense Doumbia, que estava bem marcado pelo zagueiro Pepe. Aos 39min, Aldonin lançou Doumbia na área, mas o camisa 8 cabeceou prensado para o gol e a bola passou à direita de Casillas. O primeiro tempo acabou com ambas as equipes buscando o gol, mas o sistema defensivo dos russos não voltou a falhar e o dos espanhóis continuou intacto.

A segunda etapa começou com o Real Madrid pressionando ainda mais a saída de bola do CSKA, mas a equipe russa, assim como no primeiro tempo, conseguia subir ao ataque com certo perigo. Aos seis minutos, Cristiano Ronaldo rolou para Callejón, o meia passou pelo seu marcador, chegou na cara do gol, tentou a finalização por debaixo do goleiro e Chepchugov fez a defesa, impedindo o segundo gol do blancos. Com 16min, em contra-ataque, Musa carregou a bola com velocidade e finalizou contra o gol de Casillas, que defendeu com tranquilidade. Para dar ainda mais mobilidade e velocidade nas suas equipes, Mourinho e Slutski colocaram Kaká e Honda, respectivamente, na partida.

Com 30min de segunda etapa, duas boas chegadas dos merengues. A primeira após cobrança de escanteio de Özil, Sergio Ramos cabeceou com perigo e o goleiro russo fez boa defesa. A outra foi, novamente, com Cristiano Ronaldo. O português recebeu bola na cara do gol, driblou o goleiro, finalizou e Chepchugov, recuperando-se no lance, fez grande defesa, mandando a bola pela linha de fundo. O Real Madrid continuou tentando o segundo gol para matar o jogo, e ele quase veio aos 38min. Cristiano Ronaldo recebeu a bola na entrada da área, livre, finalizou para o gol e a bola passou à direita da meta da equipe russa.

Quando tudo parecia perdido para o CSKA, a recompensa para o time que buscou o gol, sem muita eficiência, literalmente até o último minuto.  A bola foi alçada na área por Dzagoev, foi resvalada no segundo poste e sobrou para Wernbloom finalizar no canto esquerdo de Casillas, fechando o placar em Moscou.

Real Madrid e CSKA voltam à campo para disputar uma vaga nas quartas de final da UEFA Champions League no dia 14 de março, às 17h45 (horário de Brasília), no Santiago Bernabéu.

FICHA TÉCNICA – CSKA 1×1 REAL MADRID
Liga dos Campeões
Estádio: Luzhniki, em Moscou (RUS)
Data e hora: 21/02/2011, 15h
Gols: Cristiano Ronaldo (28’/1T), Wernbloom (48’/2T)
Cartões amarelos: Xabi Alonso (2’/2T), Wernbloom (22’/2T), Sergio Ramos (27’/2T), Fábio Coentrão (37’/2T)

CSKA – Chepchugov, Ignashevich, A. Berezutski, V Berezutski e Schennikon; Wernbloom, Dzagoev, Musa (Oliseh (19’/2T) e Tosic (Necid, 37’/2T); Aldonin (Honda, 23’/2T) e Doumbia

REAL MADRID – Casillas, Arbeloa, Pepe, Sergio Ramos e Fábio Coentrão; Xabi Alonso, Khedira, Özil e Callejón (Kaká, 29’/2T); Cristiano Ronaldo e Benzema e Benzema (Higuaín, 16’/1T)





Sob frio intenso, Real Madrid encara o CSKA pelas oitavas da Champions League

21 02 2012

Termômetros atingiram cerca de -10ºC na véspera da partida

Por Caio Martins

Com 100% de aproveitamento na primeira fase da UEFA Champions League, o Real Madrid terá dois adversários nesta terça-feira (21), às 15h (horário de Brasília): o CSKA e o frio congelante de Moscou, em partida válida pelas oitavas de final da competição continental. As baixas temperaturas, que fizeram os termômetros atingirem até –10ºC, o gramado, que será artificial, e a torcida russa também serão desafios para a equipe espanhola na partida, que será realizada no Estádio Luzhniki, lotado de 78 mil torcedores. Mas o treinador luso do Real sabe que o maior dos problemas será o time da casa.

– O CSKA é um time que passou muito tempo jogando junto e isso o torna muito perigoso. É um adversário que temos de respeitar. Um dos pontos fortes deles é a defesa, eu me lembro de como foi difícil para a Inter (quando o técnico estava na Internazionale) conseguir marcar gols. Não vamos brincar com o CSKA, vamos com tudo para essa partida – disse Mourinho.

A equipe liderada por José Mourinho e Cristiano Ronaldo terá um forte desfalque para este jogo. O argentino Ángel Di María, que vem desempenhando um papel importantíssimo no time, sofreu uma lesão muscular e está fora. Mas os espanhóis contam com o retorno de Arbeloa para a lateral direita e Sergio Ramos voltará à zaga. A força defensiva da equipe aumentará com a presença do alemão Sami Khedira, atuando como volante.

Mourinho deve continuar com suas apostas na dupla Kaká e Mesut Özil como meia-atacantes e Cristiano Ronaldo e Karim Benzema para o ataque. Higuaín começará no banco, por problemas físicos.

Mourinho orienta seus comandados no treino sob forte frio (Foto: Agência AP)

Os russos

O CSKA preparou-se para a partida jogando amistosos, vencendo sua maioria. O time, nas duas últimas temporadas, conseguiu chegar às quartas de final do torneio, mas o treinador Leonid Slutski acredita que apenas um milagre fará com que a sequência seja mantida.

– A fortaleza que o time deles representa não se limita à velocidade da sua linha ofensiva. Nos últimos jogos sofreram gols no começo e acabaram sendo vitoriosos. Jogam bem no ataque, têm as laterais fortes e também saber jogar em profundidade. Para ganharmos, precisamos de um milagre – cravou Slutski.

São desfalques certos na equipe russa: Keisuke Honda, Igor Akinfeev, Aleksandrs Cauna e Mark González. Mas a baixa mais sentida será a de Vágner Love, que foi negociado com o Flamengo e deixou o clube depois de oito anos.

O atacante marfinense Doumbia, artilheiro do Campeonato Russo, porém, reintegrou à equipe há poucos dias, após disputar a Copa Africana de Nações, vencida pela Zâmbia. Ele, que já marcou cinco na Liga dos Campeões, fará dupla com o nigeriano Moussa, que foi muito elogiado pelos próprios companheiros de equipe.

Doumbia é o artilheiro do CSKA na Champions (Foto: Getty Images)

O árbitro da partida será o holandês Bjorn Kuipers. Veja as prováveis escalações:

CSKA Moscou: Chepgurov, Shennikov, V.Berezutsky, Ignashevich e A.Berezutsky; Aldonin, Werlbloom, Dzagoev e Mamaev (Tosic); Moussa e Doumbia.

Real Madrid: Casillas, Arbeloa, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Khedira e Xabi Alonso, Cristiano Ronaldo, Kaká e Özil; Benzema.





Flamengo segue em busca de um atacante

13 07 2011

Após desistir de Kleber, clube trabalha com três nomes

Por Vanessa Rodrigues

Faltando uma semana para fechar a janela de transferências, o Flamengo corre para contratar com um atacante. Nesta terça-feira (12), o clube carioca publicou uma nota em seu site oficial confirmando a desistência de contar com o atacante Kleber, do Palmeiras.

Após o ‘gladiador’ não participar do clássico contra o Santos, se iniciou uma novela quanto ao seu futuro, devido ao interesse do Flamengo em tira-lo da equipe. Apesar das polêmicas declarações do atleta contra a diretoria do Palmeiras, o time não o liberou para negociar.

O resultado, foi que apesar de ficar, o atacante se desgastou com os dirigentes do Verdão, além de atrapalhar os planos do clube carioca. Sem Kleber, três nomes estão em pauta no rubro-negro: André, do Dínamo de Kiev, Vagner Love, que atua no CSKA e Nilmar, do Villareal.

Mesmo não tendo tido sucesso nas primeiras propostas por André e Love, o Flamengo segue tentando negociar. Para contar com André, que atua no Bordeaux, da França, mas pertence ao Dínamo, o atacante Diego Mauricio pode entrar na transferência.

Já para ter Love, o rubro-negro fez uma proposta muito menor do que exige o clube russo, o que emperrou a negociação. O jovem Nilmar é a bola da vez, cogitado pelo Fla,  o jogador perdeu espaço na Seleção, e ganharia visibilidade no futebol brasileiro.





Se Love não chegar, Flamengo partirá para o plano B

1 05 2011

Vagner Love está apalavrado com o Flamengo para o meio do ano

Por: @felipeflemos

Que o atacante Vagner Love já está apalavrado com o Flamengo não é novidade para o torcedor da Gávea. A presidente do clube, Patrícia Amorim, não esconde o interesse em contar com o atleta e inclusive admitiu que ele é prioridade no clube.

Assim como Love, o zagueiro Juan também deve desembarcar no Rio de Janeiro.

O CSKA enviou um emissário para a cidade maravilhosa, para tratar a negociação com os dirigentes do Rubro-Negro.

O emissário do time russo tinha até uma escala no Rio Grande do Sul, para demonstrar o interesse por  Leandro Damião, que pode ser o substituto do Love no CSKA.

Caso não haja negociação com o Love e o CSKA não o libere, o Flamengo já tem uma carta na manga: irá atrás de outras peças, ou seja,  jogadores consagrados.

O primeiro deles é o Fernandão, que está apalavrado com Vanderlei Luxemburgo, mas por enquanto sem uma negociação oficial.

O ex-santista André, que pertence ao Dinamo de Kiev, e está emprestado ao Bordeaux, da França, também é outro nome que despertou o interesse da diretoria. Porém, nem o jogador, nem seu empresário foram contatados.

O atacante Ricardo Oliveira é o terceiro da lista, mas ainda não demonstrou nada de oficial ao time do Al-Jazeera, que é o clube que detém os direitos federativos.

No entanto o Rubro-Negro só demonstrará o interesse oficialmente e publicamente caso não consiga fechar 100% com o Vagner Love.





Vagner Love se reapresenta ao CSKA na próxima quarta-feira

19 07 2010

Depois de atuar praticamente um ano no futebol brasileiro, o atacante Vagner Love se reapresenta ao CSKA Moscou, da Rússia, na próxima quarta-feira, dia 21. O centroavante, que defendeu Flamengo e Palmeiras nesta passagem pelo Brasil, deverá cumprir o seu contrato com o clube russo, que vai até o meio de 2014.

O Flamengo e os representantes de Vagner, o procurador Evandro Ferreira e o advogado Diogo Souza, tentaram viabilizar a permanência do atacante no clube carioca até os últimos dias, mas o CSKA não aceitou as propostas apresentadas e, dessa forma, Vagner retornará ao futebol russo.

Vagner Love realizou 183 jogos pelo CSKA, entre 2004 e 2009, e marcou 95 gols. O atacante é ídolo no clube e já conquistou nada menos que 11 títulos, sendo que o mais importante foi a Copa da Uefa 2004/2005.








%d blogueiros gostam disto: