Mercado de transferência na Argentina: Disputa pelo título do Torneio Inicial promete ser acirrada

10 09 2013

River Plate e Boca Juniors querem voltar a reinar, entretanto San Lorenzo, Vélez Sarsfield e Newell’s Old Boys aparecem como pedra no sapato dos dois grandes de Buenos Aires. Racing e Lanús brigam por vaga na Libertadores.

Por Michel Corbacho

O Torneio Inicial do Campeonato Argentino demonstra desde o início que será muito disputado, visto que, os grandes clubes se reforçaram para cada qual atingir o seu objetivo na competição. O Vélez Sarsfield, por ser o atual campeão da Superfinal, já garantiu vaga na Libertadores de 2014, assim como o Newell’s Old Boys, que obteve este êxito por conquistar o Torneio Final da temporada 2012/2013. River Plate, Boca Juniors, San Lorenzo, Racing e Lanús disputam as outras três vagas que restam para a principal competição internacional do continente. Garantem vaga o campeão da Copa da Argentina (San Lorenzo é o único grande que está na semifinal), o campeão deste Torneio Inicial e a equipe melhor classificada na Copa Sul-Americana (Lanús e River Plate ainda estão na disputa).

River Plate

River Plate apresenta seus reforços para a próxima temporada (Foto: Olé)

A equipe do River Plate dirigida pelo técnico Ramón Díaz foi ao mercado de passes em busca de jogadores para reforçar o seu elenco. Alguns desejos do treinador foram realizados pelo Presidente Daniel Passarela, que trouxe nomes como os de Jonathan Fabbro, ex-Cerro Porteño(PAR), Teo Gutierrez, Carbonerno, Ferreyra, além da renovação de empréstimo do atacante Rodrigo Mora junto ao Benfica(POR).

Time base: Barovero; Mercado, Maidana, Balanta, Vangioni; Carbonero, Ponzio, Ariel Rojas; Jonathan Fabbro (Lanzini); Rodrigo Mora e Teo Gutierrez.

Técnico: Ramón Díaz

Expectativa para o Torneio Inicial: Título

Boca Juniors

Fernando Gago é o principal reforço do Boca Juniors (Foto: Diario Xeneize)

Para garantir a vaga na próxima Libertadores, o Boca Juniors necessita conquistar o Torneio Inicial 2013 e para alcançar este objetivo, o mandatário ‘xeneize’, Daniel Angelici, contratou peças fundamentais para o elenco de Carlos Bianchi. O volante Fernando Gago, jogador de seleção Argentina e ex-Valencia(ESP), chega para ajudar a Riquelme no meio de campo. Além dele, chegaram para a equipe da Ribeira os atletas Daniel ‘Cata’ Díaz, Emanuel Gigliotti, Franco Cangele e Claudio Riaño. Um defensor, dois atacantes e um meia-atacante para suprir as ausências de Riquelme e/ou Juan Martínez.

Time base: Orion; Marín, Cata Díaz, Burdisso, Insúa; Erbes (Ledesma), Gago, Sanchéz Miño; Riquelme; Martínez e Blandi (Gigliotti).

Técnico: Carlos Bianchi

Expectativa para o Torneio Inicial: Título

San Lorenzo

Cauteruccio, Elizari, Más e Cristian Alvarez, alguns dos reforços do San Lorenzo (Foto: Clarín)

O San Lorenzo de Almagro foi o clube que mais se reforçou para a disputa do Torneio Inicial. As principais contratações foram dos atletas Cauteruccio e Elizari que se destacaram no Quilmes, Emanuel Más e Cristian Alvarez, goleiro ex-Espanyol(ESP). Com isto, a equipe de Boedo se candidata ao título da competição e vaga à próxima Libertadores, visto que, é um dos quatro clubes semifinalista da Copa Argentina, onde o campeão garante vaga na principal competição Sul-Americana.

Time base: Cristian Alvarez; Buffarini, Mauro Cetto, Gentiletti, Emanuel Más; Mercier, Kalinski; Ignacio Piatti (Romagnoli), Gonzalo Verón, Ángel Correa (Alan Ruíz); Cauteruccio.

Técnico: Juan A. Pizzi

Expectativa para o Torneio Inicial: Título

Vélez Sarsfield

Canteros e Zárate, os principais reforços do Vélez Sarsfield para o Torneio Inicial (Foto: Clarín)

O Vélez Sarsfield, atual campeão da Superfinal do Campeonato Argentino, é um dos clubes candidatos ao título do Inicial. A equipe segue dirigida por Ricardo Gareca, porém, perdeu o seu principal goleador para o futebol ucraniano, Facundo Ferreyra transferiu-se para o Shaktar (UCR). Para suprir a ausência de ‘Chucky’ Ferreyra, o Vélez conseguiu a repatriação do atacante Mauro Zárate, que estava na Lazio (ITA). Esta foi a principal contratação do ‘fortín’ para a temporada. Além de Zárate, outro que retornou ao clube de Liniers foi o volante Héctor Canteros, após uma temporada de empréstimo no Villarreal (ESP).

Time base: Sosa; Cubero, Tobio, Sebá Domínguez, Papa; Canteros, Cerro, Cabral; Insúa; Mauro Zárate (Rescaldani) e Pratto.

Técnico: Ricardo Gareca

Expectativa para o Torneio Inicial: Título

Newell’s Old Boys

Trezeguét é o nome para suprir a saída de Scocco no ataque do Newell’s (Foto: Olé)

O Newell’s Old Boys, campeão do último Torneio Final, apresentou o atacante David Trezeguét como o principal reforço para o setor ofensivo da equipe. Com a saída de Ignacio Scocco para o Internacional, os dirigentes dos ‘leprosos’ buscaram um substituto a altura para a equipe. Além de Trezeguét, os rubro-negros de Rosário conseguiram a repatriação do meia Damián Manso, que estava no Deportivo Cuenca (EQU). Apesar das saídas de Scocco e Gerardo Martino, o Newell’s Old Boys segue com a mesma base semifinalista da Libertadores, o que consagra o clube como um dos favoritos à conquista do Torneio Inicial.

Time base: Nahuel Guzmán; Cáceres, Víctor Lopez, Gabriel Heinze, Casco; Pablo Pérez, Diego Mateo, Lucas Bernardi (Cruzado); Maxi Rodríguez, Víctor Figueroa e David Trezeguét (Aquino).

Técnico: Alfredo Berti

Expectativa para o Torneio Inicial: Título

Racing Club

Valentín Viola retorna ao Racing Club (Foto: Canchallena)

O Racing Club de Avellaneda conseguiu a repatriação do atleta Valetín Viola, atacante que estava no Sporting (POR). Além dele, ‘la academia’ contratou Mario Regueiro, ex-Lanús, Rodrigo Bataglia e Nelson Ibañez. Em contra partida, o clube perdeu dois dos seus principais jogadores para o futebol europeu, trata-se do meia-atacante Ricardo Centurión, uma promessa do futebol argentino, que transferiu-se para o Genoa (ITA) e do meia Luis Fariña que reforçou o Benfica (POR).

Time base: Saja; Pillud, Ortíz, Cahais, Corvallán (Ibañez); Villar, Pelletieri, Zuculini; De Paul; Valentín Viola e Luciano Vietto.

Expectativa para o Torneio Inicial: Vaga na Libertadores

Lanús

Santiago Silva e Lautaro Acosta saíram do Boca Juniors para reforçar o Lanús (Foto: Olé)

Outra equipe que a cada temporada realiza boas campanhas é o Lanús. Atualmente dirigido por Guillermo Schelotto, os ‘granates’ buscam vaga na próxima edição da Libertadores, e para isto, reforçaram a equipe com a dupla de ataque que estava na reserva do Boca Juniors. Santiago Silva e Lautaro Acosta chegam para formar o setor ofensivo do Lanús. Além deles, os dirigentes ainda trouxeram o atacante Lucas Melano, ex-Belgrano, o volante Leandro Somoza e os defensores Jorge Ortíz e Matías Martínez.

Time base: Marchesín; Araújo, Paolo Goltz, Izquierdoz, Velázquez; González, Somoza, Barrientos; Ismael Blanco, Lautaro Acosta e Santiago Silva.

Técnico: Guillermo Schelotto

Expectativa para o Torneio Inicial: Vaga na Libertadores

Anúncios




Sergio Agüero oferece dinheiro ao Independiente para a contratação de jogadores

6 08 2013

O atacante demonstra amor ao clube pelo qual foi revelado e tenta ajudar financeiramente na busca por reforços

Por Michel Corbacho

O Independiente foi rebaixado na última temporada do Campeonato Argentino e a crise pelo lado “rojo” de Avellaneda parece não ter fim. Miguel Brandisi assumiu o comando técnico da equipe para colocar o clube no seu devido lugar. Historicamente, são sete Copas Libertadores, duas Copas Intercontinentais, além de 14 títulos nacionais, conhecido como “Rei de Copas”, o Independiente é um dos cinco grandes da Argentina.

Agüero foi escolhido para apresentar a nova camisa do Independiente (Foto: Reprodução/Clarín)

Sergio Agüero, revelado pelo Independiente, demonstra mais uma forma de amor ao clube de Avellaneda. O jogador ofereceu dinheiro aos diretores do clube para a compra de cinco jogadores, além de efetuar os pagamentos das transferências, “Kun” ficaria responsável também pelos salários destes jogadores, tudo isso para que a equipe retorne à divisão de elite do Campeonato Argentino.

Revoltado pelo fato de que os dirigentes do Independiente não demonstraram interesse, Leonel Agüero, pai do atacante do Manchester City, concedeu entrevista para uma rádio da Argentina.

– Kun (Agüero) ofereceu injetar dinheiro para a compra de cinco jogadores, pedimos a lista, porém nem Bransidi, nem os dirigentes do clube nos procuraram – Comentou.

Além disto, ele também se referiu ao mau começo do “rojo” na B Nacional do futebol argentino.

– Isso tudo que acontece é muito triste, uma tragédia. Só peço à torcida que apóiem – Apelou.

Poucas contratações e muitas despedidas marcam a janela de transferência do Independiente

Com a queda para a B Nacional na Argentina, os dirigentes do “rojo” evitaram muitas aquisições, porém, decidiram desfazer de muitos que esteve no elenco rebaixado. Jogadores considerados ídolos pela torcida deixaram Avellaneda, por exemplo, o defensor Eduardo Tuzzio, ex-capitão e um dos símbolos da equipe. Outros que também saíram do clube: Fabián Vargas, Fernando Godoy, Roberto Battión, Osmar Ferreyra, Leonel Galeano, Jonathan Santana, Adrián Gabbarini, Luciano Leguizamón, Victor Zapata, Hilario Navarro e Lucas Villafañez.

Em contra partida, a equipe contratou apenas Martín Zapata, Andrés Alderete, Franco Razzotti, Cristian Menéndez, Sebastián Penco e Matías Pisano. Outro jogador que está muito próximo do seu regresso é o atacante Facundo Parra, que já decidiu reduzir o salário para assim poder atuar no clube do coração.

Na Argentina, outros jogadores demonstram amor aos clubes pelos quais foram revelados

Por amo ao clube, Fernando Gago retorna para o Boca Juniors (Foto: Reprodução/Diarioxeneize)

Repatriação de jogadores não é uma característica exclusiva do Brasil, na Argentina muitos clubes também estão conseguindo repatriar alguns jogadores que estavam atuando fora do país, principalmente no futebol europeu, muitas vezes pelo afeto que estes atletas tem com as equipes portenhas. Para a disputa da Copa Libertadores da América, o zagueiro Gabriel Heinze e o meio-campista Maxi Rodríguez decidiram retornar ao Newell’s Old Boys, clube pelo qual eles foram revelados. Com a ajuda destes, além de Ignacio Scocco, outro que retornou por amor aos “leprosos”, a equipe de Rosário conseguiu nesta temporada o título do Torneio Final do Campeonato Argentino, além de chegar às semifinais da Copa Libertadores da América.

No Vélez Sarsfield, o atacante Mauro Zárate que estava atuando pela Lazio (ITA) também regressou à equipe pelo qual foi revelado, além destes, Fernando Gago voltou para o Boca Juniors, Mauro Cetto e Ignacio Piatti vestem novamente a camisa do San Lorenzo e o volante Juan Sebastián Verón decidiu voltar aos gramados após um ano de aposentadoria para ajudar o Estudiantes de La Plata.

Além dos jogadores, por afeto, técnicos também voltam a assumir alguns clubes no futebol argentino

Antonio Mohamed retorna ao Huracán para tentar o acesso à Primeira Divisão (Foto: Reprodução/Canchallena)

Os jogadores não são os únicos a regressarem aos clubes por amor que sentem à estes, os técnicos que também marcaram época em algumas equipes retornaram para uma nova tentativa de sucesso. O River Plate que foi rebaixado no ano anterior, após a conquista do acesso à divisão de elite com o ídolo Matías Almeyda no comando, a diretoria decidiu por contratar Ramón Díaz, técnico de muitas conquistas com a equipe “millonária”. No Boca Juniors, Carlos Bianchi, duas vezes campeão da Libertadores e uma Intercontinental com o clube, retornou em busca de novas conquistas pelos “xeneizes”.

O comandante Antonio Mohamed, decidiu sair do Tijuana (MEX), equipe que fez boa campanha na Libertadores, para regressar ao Huracán na B Nacional do Campeonato Argentino. Torcedor fanático do “globo”, seus gols concederam o acesso da equipe nos anos 90, além de conseguir o acesso dirigindo o Huracán em 2007. Ao assumir o clube dos seus amores em pleno auge de sua carreira como treinador, chorou e garantiu pela eternidade a idolatria dos torcedores do clube do Parque dos Patrícios.





Campeonato Argentino: Todos os detalhes sobre a primeira rodada da competição

5 08 2013

Retorno de clubes à Primeira Divisão e artilharia acirrada marcam a abertura do Torneio Inicial 2013

Por Michel Corbacho

O Campeonato Argentino teve início de temporada neste final de semana, com uma média de 2,4 gols nesta primeira rodada. Além disto, houve surpresas, retorno de clubes à Primeira Divisão e destaques que já brigam pela artilharia do Torneio Inicial.

A partida que abriu esta primeira rodada do Torneio Inicial foi realizada em Mendoza. O Godoy Cruz recebeu a visita do Argentinos Juniors e, com dois gols de Mauro Obolo, venceu por 3 a 1 na estreia diante da torcida. Logo aos sete da etapa inicial, Jorge Curbelo cobrou falta com violência, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Pablo Migliore, colocando o “tomba” em vantagem no placar. Na segunda etapa, aparece o goleador dos donos da casa para ampliar o marcador, cruzamento de Castillón da esquerda e Mauro Obolo finaliza de primeira, 2 a 0 Godoy Cruz aos 11 minutos. Quando parecia uma partida decidida, o “bicho” acordou e diminuiu o placar com Rodrigo Gómez, após uma cobrança de pênalti, porém, Obolo tratou de eliminar as chances do adversário, após cruzamento de Castro, o centro-avante se esticou para empurrar a bola ao fundo das redes e marcar começar o torneio na briga pela artilharia.

Mauro Obolo comemora vitória diante do Argentinos (Foto: Reprodução/Ole)

Na seqüência da rodada, o Arsenal recebeu o Estudiantes, que contou com o regresso de Verón aos gramados. A equipe visitante atuou melhor durante toda a primeira etapa e saiu na frente do marcador aos 31 minutos, quando Zapata aproveitou a jogada dentro da área e finalizou de esquerda. Os donos da casa tentaram de todas as maneiras o empate durante o segundo tempo, até que aos 45 minutos, Julio Furch, de pênalti, conseguiu igualar o marcador para o Arsenal de Sarandí.

No sábado, o All Boys não passou de um empate com o Atlético Rafaela. A equipe mandante, agora comandada por Júlio Falcione, abriu o placar com o goleador Mauro Matos, que marcou de cabeça aos 30 minutos do primeiro tempo, porém, aos 43 da etapa final, o Atlético de Rafaela conseguiu o empate, quando Diego Vera acertou um belo chute da entrada da área e evitou a derrota da “crema” na estreia. Em Victoria, o Tigre perdeu diante do Vélez Sarsfield de Ricardo Gareca. O técnico do Vélez foi expulso durante o jogo, em contra partida, assistiu ao show de Lucas Pratto. O atacante marcou os dois gols na vitória do “fortín”. O primeiro foi aos oito minutos do segundo tempo, quando ele acertou um belo chute de fora da área e marcou um golaço. Os donos da casa, comandado por Diego Cagna, empatou em cobrança de pênalti com Díaz, mas não foi páreo para segurar o goleador Pratto, que no apagar das luzes, aos 47 minutos de jogo, e também de pênalti, concedeu os três pontos para a equipe de Liniers.

Poder de Finalização: Pratto marca dois e concede vitória ao Vélez (Foto: Reprodução/Ole)

O Racing Club, um dos candidatos ao título do Torneio Inicial de 2013, foi até Santa Fé enfrentar a equipe do Colón. Os comandados de Zubeldía iniciaram a partida de maneira intensa e, logo aos dois minutos, Bruno Zuculini aproveitou o cruzamento de Pillud e de cabeça colocou a “academia” em vantagem no placar. Não demorou muito para o Colón conquistar o empate, Jacobo Mansilla também de cabeça marcou para a equipe de Santa Fé.

Outro clube candidato ao título do torneio é o San Lorenzo. Os “cuervos” iniciaram bem a sua campanha, vencendo o modesto Olimpo no novo Gasómetro. Aos 16 minutos, após jogada confusa dentro da área, a bola sobrou para o oportunista Cauteruccio abrir o marcador para o “ciclón”. Parecia que estaria por vir uma vitória fácil diante da equipe de Bahía Blanca, mas não, os visitantes conquistaram o empate aos 25 minutos com Nahuel Benítez. O San Lorenzo teve o comando da partida, criando diversas oportunidades ofensivas, até que aos 43 minutos da etapa final, Cauteruccio marcou o segundo no confronto, concedendo a vitória aos donos da casa.

Reforço de Seleção: Fernando Gago é apresentado no Boca Juniors para a disputa do Campeonato Argentino

Em La Plata, o River Plate visitou o Gimnasia, recém promovido à Primeira Divisão, que conseguiu um importante triunfo diante dos millonários. A partida foi equilibrada, mas Lucas Licht em uma cobrança de pênalti deu a vitória ao “lobo” no regresso à divisão principal do futebol argentino. O River Plate ainda tentou o empate, mas o goleiro Monetti salvou o Gimnasia e garantiu os três pontos à equipe de La Plata.

Outra equipe que começou bem e com o centro-avante também se destacando, foi o Lanús, dirigido pelos irmãos Schelotto. O clube recebeu a visita do Belgrano de Córdoba e não tomou conhecimento do adversário aplicando um sonoro 3 a 0, com dois gols de Santiago Silva, ex Boca Juniors. Aos 43 minutos do primeiro tempo, Silvio Romero fez boa jogada e cruzou, Olave saiu mal do gol e deixou a bola para Silva colocar no fundo das redes. O “pelado” aumentou a vantagem no segundo tempo, com muita qualidade, finalizou de fora da área acertando o ângulo do goleiro Olave. Para ampliar a diferença, aos 27 minutos, o defensor Izquierdoz, de cabeça, fez o terceiro do “granate”.

O Festejo dos Carecas: Silva e Luna estão na briga pela artilharia (Foto: Reprodução/Ole)

No jogo de encerramento da primeira rodada, o Rosário Central, outro clube que está de volta à Primeira Divisão, venceu o Quilmes no Gigante de Arroyito por 2 a 0. O atacante Carlos Luna, recém contratado pelo Central, marcou os dois gols da partida. O primeiro, ele dominou a bola no peito, passou pelos defensores do Quilmes e finalizou de esquerda sem chances para Peratta. O segundo, aos 35 da etapa final, após cobrança de falta, “Chino” Luna cabeceou firme para garantir a vitória dos “canallas” e entrar na luta pela artilharia da competição. Os únicos que não estrearam neste final de semana foram Boca Juniors e Newell’s Old Boys, o duelo entre eles está marcado para o próximo dia 13, na Bombonera.

O destaque desta primeira rodada fica por conta da artilharia. Mauro Obolo, Lucas Pratto, Martín Cauteruccio, Santiago Silva e Carlos Luna marcaram dois gols cada e lideram a tabela de goleadores do Torneio Inicial 2013.





Loco Abreu fecha com Rosario Central, 19ª time da carreira

2 08 2013

Após fraca passagem pelo Nacional, atacante de 39 anos acertou ida para a Argentina

Por Luiz Queiroga

Loco Abreu acertou com o Rosário Central por uma temporada (Foto: Divulgação/Rosário Central)

 O experiente e polêmico atacante Loco Abreu acertou nessa quinta-feira (1) a transferência para a Argentina, onde defenderá o Rosário Central. Com isso, o uruguaio de 36 anos atuará pelo 19ª time da carreira. O Nacional do Uruguai não dificultou o empréstimo do jogador, já que as expectativas do clube com o atacante foram frustradas na rápida passagem de Abreu pela equipe que o revelou.

– Foi tudo muito rápido e resolvemos a burocracia rapidamente. Não demorei até resolver tudo e rapidamente pude começar a desfrutar do que mais gosto, que é treinar. Tenho uma boa expectativa para esta temporada, na qual os desafios e as esperanças estão intactas – declarou o centroavante.

Mesmo com a idade avançada, Loco Abreu garante que está pronto para o desafio de disputar o Campeonato Argentino. Ao lado de Riquelme, Fernando Gago, que retornou ao Boca Juniors, e também de Verón, que voltou da aposentadoria, o uruguaio é uma das atrações do Nacional.

– A conversa com o técnico Miguel Ruso, as suas ideias sobre como aproveitar características para a equipe e a competitividade do Campeonato Argentino me levaram a tomar esta decisão – comentou o atacante.

Com passagem marcante pelo Botafogo, Abreu já passou por diversos clubes do mundo. No Brasil, defendeu em 1998 o Grêmio e o Figueirense em 2012, e também atuou por grandes de outros países, como River Plate-ARG, Deportivo La Coruña-ESP e América do México. Ao todo, viveu em sete países diferentes por causa do futebol. Esteve na Copa do Mundo de 2002 e também a de 2010, na África do Sul.








%d blogueiros gostam disto: