Copa das Confederações: História, torcida e Neymar, as esperanças do Brasil para conquistar a competição

13 06 2013

Atuando no próprio país, a seleção brasileira conta com o apoio da torcida fora de campo e com Neymar, destaque da equipe, dentro das quatro linhas

Por Michel Corbacho

Neymar, a principal esperança da seleção brasileira (Foto: CBF)

A nona edição da Copa das Confederações, sétima organizada pela FIFA, terá início no próximo sábado (15) e a sua grande decisão está marcada para um domingo (30), no estádio do Maracanã. A competição contará com a atual campeã mundial, a Espanha, além do país sede da próxima Copa do Mundo, o Brasil.

O Brasil será sede de sua primeira Copa das Confederações em 2013. O Brasil também sediou a Copa do Mundo de 1950 e voltará a sediar a Copa do Mundo em 2014. Além disto, o país também sediará os Jogos Olímpicos em 2016.

A seleção brasileira se classificou para a Copa das Confederações de 2013 por ser o país-sede da Copa do Mundo de 2014. O Brasil vai começar a competição de 2013 no grupo A da primeira fase que conta com o Japão, México e Itália. A estréia da seleção comandada por Felipão será diante do Japão, no próximo sábado (15), em Brasília a partir das 16h, que marcará a abertura da competição. Na sequência o Brasil enfrentará o México, quarta-feira (19), e encerra sua participação na primeira fase diante da Itália, no sábado (22).

Esta será a sétima participação da seleção brasileira em Copa das Confederações. Os canarinhos conquistaram por três vezes a competição, em 1997, 2005 e 2009. Além disto, foi vice-campeão em 1999 e ficou em quarto em 2001. Nesta edição, atuando dentro do próprio país e com as esperanças no jovem Neymar, o Brasil tentará a sua quarta conquista do torneio.

Felipão tenta encontrar a equipe ideal na seleção brasileira (Foto: UOL)

Confira abaixo a lista de convocados da seleção brasileira para as Confederações

Goleiros: Diego Cavalieri, Jefferson e Júlio César
Laterais: Daniel Alves, Filipe Luís, Jean e Marcelo
Zagueiros: Dante, David Luiz, Réver e Thiago Silva
Meio-campistas: Fernando, Hernanes, Luiz Gustavo, Paulinho, Bernard, Jádson, Lucas e Oscar
Atacantes: Fred, Hulk, Jô e Neymar

Como a nossa Seleção deverá atuar taticamente?

Em um dos seus piores momentos da história, a seleção brasileira aparece na 22ª colocação do Ranking da FIFA de Seleções. O técnico Luís Felipe Scolari foi chamado para tentar resolver a situação e levar a seleção ao título mundial como em 2002, porém desta vez em seus domínios. Ainda buscando uma equipe ideal, ‘Felipão’ oferece indícios de uma equipe titular de memória. Os prováveis titulares? Júlio César; Dani Alves, David Luiz, Thiago Silva, Marcelo; Fernando, Paulinho (Hernanes); Oscar, Hulk e Neymar; Fred.

Análise tática da seleção brasileira (Por Michel Corbacho)

Um ‘4-2-3-1’ bem definido, com intensa movimentação dos homens de frente, atuando em velocidade e com chegada do volante Paulinho como ‘homem surpresa’. Os laterais são muito forte no apoio, Dani Alves e Marcelo, o que faz com que Felipão prenda um pouco mais Fernando como praticamente um terceiro zagueiro, dando cobertura aos dois defensores da equipe. Paulinho ou Hernanes, que atua como segundo volante, tem mais liberdade para chegar ao ataque surpreendendo a marcação adversária. Pelos lados do campo, Hulk e Neymar. O atacante do Zenit, preterido pelo Chelsea, atua aberto pelo flanco direito, sempre chegando com força ao ataque e também recompondo taticamente para ajudar na marcação. Enquanto que a ‘jóia’ da seleção, Neymar, recém contratado pelo Barcelona, atua pelo flanco esquerdo do campo, tendo mais liberdade de chegar próximo a Fred. Oscar é o meia que tem como função criar as jogadas ofensivas da equipe, sempre assistindo à Neymar, Hulk, e principalmente Fred, o ‘centro-avante’ titular da seleção brasileira.

Análise tática da seleção brasileira (Por Michel Corbacho)

Outra opção que vem agradando a Felipão é o esquema tático de ‘3-5-2’. Como os seus laterais titulares avançam muito ao ataque, o comandante da seleção brasileira busca alternativas para que a sua defesa não fique exposta aos contra-ataques dos adversários. Uma zaga formada por Thiago Silva, David Luiz e Dante para oferecer mais segurança, além do volante Fernando atuando na frente dos três defensores para a proteção. Dani Alves e Marcelo com extrema liberdade para chegar ao ataque pelas laterais, porém, sempre recompondo na marcação. No meio de campo, as chegadas de Paulinho e Oscar sempre criando alternativas ofensivas para a equipe. Na frente, um ataque formado por Neymar e Fred. Hernanes, Lucas e Hulk também são alternativas para esta formação tática.

Cobertura completa da Copa das Confederações

A Copa das Confederações acontecerá entre os dias 15 e 30 de junho e contará com cobertura especial do Jornalismo Futebol Clube. Acompanhe de perto cada lance por meio do site e do Google Plus. Em parceria com o Google, divulgaremos nosso conteúdo na página do G+ dedicada à competição, busque pela hashtag #jornalismoFC e fique por dentro de tudo o que acontece nos gramados do Brasil.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

18 06 2013
Copa das Confederações: Em dia de vaias para Dilma e Blatter, Brasil estreia com vitória |

[…] História, torcida e Neymar, as esperanças do Brasil para conquistar a competição […]

13 06 2013
Copa das Confederações: Preterido em 2013, Ronaldinho Gaúcho foi a estrela da competição em 1999 |

[…] Copa das Confederações: História, torcida e Neymar, as esperanças do Brasil para conquistar a co… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: