Um argentino garantido: Newell’s e Boca decidem vaga para a semifinal

29 05 2013

Rivais argentinos se enfrentam por uma vaga na próxima fase da Libertadores

Por Michel Corbacho

No confronto de volta pelas quartas de final da Copa Libertadores, Newell’s Old Boys e Boca Juniors se enfrentarão novamente pela terceira vez consecutiva em apenas uma semana. A primeira partida entre as equipes, nesta sequência, foi na última quinta-feira (23), quando empataram por 0 a 0 na Bombonera. No domingo (26), Newell’s e Boca jogaram em Rosário, partida válida pelo Campeonato Argentino, com equipes ‘mistas’, e os rosarinos aplicaram uma sonora goleada por 4 a 0 diante dos xeneizes. Nesta quarta-feira (29), as equipes se enfrentarão em busca de uma vaga na semifinal da Competição Internacional.

No confronto de volta, pelas quartas de final da Copa Libertadores, Newell’s Old Boys e Boca Juniors se enfrentarão novamente pela terceira vez consecutiva em apenas uma semana. A primeira partida entre as equipes, nesta sequência, foi na última quinta-feira (23), quando empataram por 0 a 0, na Bombonera. No domingo (26), Newell’s e Boca jogaram em Rosário, na partida válida pelo Campeonato Argentino, com equipes ‘mistas’, e os rosarinos aplicaram uma sonora goleada por 4 a 0 diante dos xeneizes. Nesta quarta-feira (29), eles se enfrentarão em busca de uma vaga na semifinal da competição internacional.

Com estilos distintos de comando, Bianchi ou Martino, quem levará a melhor? Foto: (Reprodução/Radio Punto Cero – ARG)

 

Gerardo Martino repete a equipe titular para avançar de fase

Para este duelo com o Boca, o técnico Gerardo Martino trata como uma final antecipada e poderá contar com todos os titulares da equipe. O empate da primeira partida foi considerado pelos jogadores dos leprosos um bom resultado, porém terá que vencer em casa, sabendo que um empate com gols classifica o Boca Juniors e um novo empate sem gols levará a decisão para os pênaltis. O Newell’s atuará em um 4-3-3 com dois volantes que saem com qualidade para o setor ofensivo, Pérez e Cruzado, além de dois homens que jogam pelos lados do campo, Maxi Rodríguez e Figueroa. A equipe de Rosário ainda conta com o artilheiro do futebol argentino na temporada, o atacante Ignacio Scocco, que completa 28 anos neste exato dia de decisão. Assim, o Newell’s Old Boys deverá ir a campo com Guzmán; Cáceres, Vergini, Heinze, Casco; Pablo Pérez, Mateo, Cruzado (Bernardi); Maxi Rodríguez, Figueroa e Scocco.

Bianchi altera tática e a sua equipe jogará com apenas um atacante

O técnico Carlos Bianchi, mudará a formação para o próximo confronto com o Newell’s em Rosário. Voltará a utilizar a formação tática que empatou diante do Corinthians nas oitavas, um 4-4-1-1, com apenas um único atacante, Burrito Martínez ou Nicolás Blandi. Este último segue com um dedo do pé direito fraturado, porém deverá passar por algumas infiltrações e estar em campo como titular. Bianchi não poderá contar com Guillermo Burdisso, expulso na partida da Bombonera, e em seu lugar jogará Chiqui Pérez, que formará dupla de defesa com Caruzzo.  Assim, os prováveis titulares do Boca serão Orion; Marín, Caruzzo, Pérez, Clemente Rodríguez; Erbes, Somoza, Erviti, Sanchéz Miño; Riquelme; Blandi (Martínez). Com esta formação, a equipe terá os lados do campo com muita força, tanto no setor ofensivo como no defensivo, visto que, Erbes e Miño são os volantes que atuam pelos flancos e possuem qualidades técnicas para criar jogadas no ataque, além da boa recomposição ajudando os laterais na marcação. Riquelme terá a função de comandar o ritmo de jogo da equipe, e mais à frente Nicolás Blandi, que será de fato, o único atacante do Boca Juniors.

Riquelme ou Scocco, quem será mais decisivo?

Na partida da Bombonera, Riquelme e Scocco não atuaram bem, tiveram poucas oportunidades para definir a partida em favor das suas equipes, porém continuam sendo os principais jogadores de cada uma delas. A torcida do Boca deposita todas suas fichas no seu ‘camisa 10′, que além da sua qualidade técnica, conhece bem a competição a qual já conquistou por três oportunidades. Riquelme se demonstra bem fisicamente e com confiança para vencer a partida e garantir vaga na próxima fase da Libertadores. O ‘eterno dez’, como  conhecido pela torcida, é o maior artilheiro do Boca na história da competição com 24 gols marcados.

Riquelme e Scocco são as esperanças das equipes. Foto: (Reprodução/AFP)Se o Boca tem Riquelme, o 

Se o Boca tem Riquelme, o Newell’s conta com Ignacio Scocco, atacante que completa 28 anos exatamente neste dia, artilheiro do futebol argentino nesta temporada. Scocco sonha que o seu maior presente seja a classificação para a semifinal, de preferência, ele balançando as redes como fez por 28 vezes na temporada. ‘Nacho’ Scocco, como é chamado pelos ‘leprosos’, é o artilheiro do Newell’s Old Boys na competição sul-americana e principal esperança de gols da equipe rosarina.

 

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: