Amarelão? Que nada! Robben marca aos 44 e decide em Wembley

25 05 2013

Em uma final eletrizante, Bayern e Borussia travaram um grande duelo decidido no finalzinho do jogo

Por Gustavo Soler

Robben decide na final da Champions League (Foto: Sportsfile)

Neste sábado (25), a cidade de Londres sediou o jogo mais esperado da temporada: a final da UEFA Champions League, que pela primeira vez teve um confronto entre alemães. O palco do confronto foi o estádio de Wembley. Bayern de Munique e Borussia Dortmund se encararam uma única vez pela competição, na temporada 1997/98 e os Prussianos levaram a melhor, após um empate em 0 a 0 no primeiro jogo, o suíço Stéphane Chapuisat garantiu a vitória com um gol aos quatro minutos do segundo tempo da prorrogação no Westfalenstadion, atualmente chamado de Signal Iduna Park. No jogo deste sábado, a prorrogação estava por vir, mas Arjen Robben marcou aos 44 do segundo tempo.

Por conta de uma lesão na coxa, Mario Götze foi vetado da final e assistiu o jogo das tribunas (Foto: Divulgação)

Ambas as equipes dominam o cenário alemão nos últimos anos, com um bicampeonato em 2011 e 2012, o Borussia conseguiu terminar com a hegemonia dos bávaros no país, porém, nesta temporada, os vermelhos voltaram a ser protagonistas. Nos confrontos domésticos, as equipes ficaram em dois empates em 1 a 1, já na Copa da Alemanha e na Supercopa, o Bayern conseguiu a vitória. O ambiente da final tinha a curiosidade do caso Mario Götze, o camisa 10 dos aurinegros foi vendido aos vermelhos durante a temporada e uma lesão o tirou deste confronto.  No dia em que antecedeu a partida, um boato que o jovem meia não teria viajado para Londres por conta de uma consulta ao dentista rolava nos bastidores, no entanto, isso foi desmentido momentos antes do início do jogo.

A UEFA preparou um show antes do jogo, dois exércitos representando as duas equipes travou um duelo aos moldes da Idade Média, ao término do confronto, os escudos dos times e da própria UEFA foram estendidos no gramado. O jogo com ambos os times marcando pressão e indo para o ataque. Aos 12min, Reus tentou a tabela com Lewandowski, porém, o camisa 11 foi derrubado por Boateng, mas o centroavante polonês seguiu no lance e bateu para o gol. A redonda foi cheia de efeito e Neuer mandou para escanteio. Após a cobrança, a defesa bávara afastou, o rebote ficou com Gündogan, que rapidamente tocou para Reus. O meia achou Kuba dentro da área, que por sua vez arriscou de primeira, obrigando uma grande defesa de Neuer.

Novamente os aurinegros levaram perigo à meta de Neuer: Reus recebeu no contragolpe, escapou de três defensores do Bayern e arriscou de perna esquerda, no entanto, o chute foi encima do arqueiro alemão, que mandou para escanteio. Só dava Borussia na partida, aos 22min, Bender dominou na entrada da área, bateu colocado e mais uma vez o camisa 1 dos vermelhos fez a defesa. Em outra descida ao ataque do time de Klopp, o árbitro Nicola Rizzoli acabou atrapalhando a ação e quase armou um contra-ataque para o Bayern de Munique. A primeira chegada da equipe de Heynckes foi aos 26 min: bola cruzada para dentro da área, Mandzukic subiu mais que Bender e destou firme, no entanto, Weidenfeller realizou um milagre, mandando para escanteio. Na cobrança, Javi Maritnez ganhou da zaga, mas o cabeceio acabou passando sobre o gol.

Depois de achar duas grandes chances de gol, o Bayern melhorou e equilibrou o jogo. Com 30 minutos, Robben recebeu livre pela direita, arrancou em direção da área e tentou uma cavadinha, mas Weidenfeller saiu bem do gol e defendeu com o peito. Na resposta do Borussia, Lewandowski invadiu a área e Neuer saiu bem para fazer a defesa. Aos 44, Hummels falhou, a bola sobrou para Robben, o holandês bateu do jeito que deu e Weidenfeller salvou com o rosto. A etapa final começou com menos emoções, nenhuma equipe chegava ao ataque com grande perigo. Apenas aos 15 houve um ataque e ele foi fatal: Ribery, marcado por três, conseguiu um passe primoroso para Robben, o meia dominou e tocou para Mandzukic, o croata só empurrou para o gol vazio, abrindo o placar em Wembley.

Mandzukic abriu o placar em Wembley (Foto: Getty Images)

O Bayern era melhor na segunda etapa, mas após um contra-ataque, o zagueiro Dante acabou acertando o meia Reus dentro da área e o árbitro Nicola Rizzoli assinalou o pênalti. Na cobrança, Gündogan tirou do goleiro Neuer e empatou o jogo. Na base do contragolpe, os bávaros chegaram com Müller, que ganhou na jogada sobre Schmelzer, a bola passou por Weidenfeller, o camisa 25 bateu cruzado para a segunda trave com o gol aberto. Robben chegava na jogada para empurrar para o gol, porém, Subotic apareceu na raça para tirar a bola de cima da linha e salvar o Borussia. Aos 30 minutos, Alaba arriscou de fora da área e obrigou Weidenfeller a fazer uma grande defesa.

De pênalti, Gündogan empatou a partida (Foto: Getty Images)

Melhor novamente no jogo, o Bayern chegou com perigo com o meia Schweinsteiger, que mandou um petardo de fora da área, mas Weidenfeller fez mais uma defesa. Aos 44 minutos, Ribery recebe um lançamento que veio da defesa, domina e deixa de letra para Robben, o camisa 10 em um único drible passou por Piszczek e Hummels e tocou na saída do goleiro para marcar o segundo gol do Bayern e espantando a fama de amarelar nas decisões. O Borussia tentou lugar contra o relógio, no entanto não deu tempo e os bávaros, após três finais consecutivas conseguiu finalmente o título da Champions.

Momento do toquinho sutil de Robben para dar o título ao Bayern (Foto: Getty Images)

FICHA TÉCNICA

BORUSSIA DORTMUND x BAYERN DE MUNIQUE

Local: Estádio de Wembley, Londres (ING)
Data-Hora: 25/05/2013, às 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Auxiliares: Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)
Público: 86,298 presentes

Gols: Mandzukic (15’/2ºT), Gündogan (23’/2ºT), Robben (43’/2ºT)

Cartões amarelos: Dante, Ribéry (BAY), Grosskreutz (BOR)
Cartões vermelhos:

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek, Hümmels, Subotic e Schmelzer; Gündogan, Bender (Sahin, 44’/2ºT) e Reus; Blaszczykowski (Schieber, 44’/2ºT); Grosskreutz e Lewandowski. Técnico: Jürgen Klopp

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Lahm, Boateng, Dante e Alaba; Schweinsteiger e Martínez; Robben, Müller e Ribéry (Luiz Gustavo, 44’/2ºT); Mandzukic (Gómez, 46’/2ºT). Técnico: Jupp Heynckes

Anúncios

Ações

Information

3 responses

26 07 2013
Borussia e Bayern decidem a Supercopa da Alemanha neste sábado |

[…] Depois de estrelarem a primeira final alemã da história UEFA Champions League, há pouco mais de dois meses, Borussia Dortmund e Bayern de Munique decidem, nesse sábado (27), às 15h30 (horário de Brasília), a Supercopa da Alemanha. […]

26 07 2013
Após dispensar Ronaldinho do Barça, Guardiola pode reencontrar o meia no Mundial |

[…] CAMPEÃO EUROPEU: Bayern abre caminho para hegemonia com título da Champions League […]

16 07 2013
Thiago Alcântara é apresentado no Bayern e terá forte concorrência |

[…] equipe alemã, a concorrência no meio de campo é enorme. Para se ter ideia, se não fosse pelo gol marcado na final da UEFA Champions League diante do Borussia Dortmund que dec…, o meia Arjen Robben estava com a saída decretada. O holandês vivia má fase e estava […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: