Boca Juniors se prepara para o duelo da volta com o Corinthians

14 05 2013

Com Riquelme em campo, Boca Juniors buscará a classificação no Pacaembu

Por Michel Corbacho

O Boca Juniors enfrentará o Corinthians na partida de volta das oitavas-de-finais pela Copa Libertadores da América. No primeiro confronto, na Bombonera, o Boca venceu por 1 a 0 e vem com a vantagem de jogar por apenas um empate no Pacaembu. Para o confronto, Carlos Bianchi não contará com Franco Sosa e Ribair Rodríguez, ambos lesionados, e Pablo Ledesma, que foi expulso no primeiro jogo.

Por outro lado, o Boca terá a volta do seu grande maestro, o capitão Riquelme. O meia está recuperado de lesão que o deixou de fora do confronto da Bombonera. Román ainda não está 100% fisicamente, porém ainda assim entrará em campo como titular, muito devido à sua importância para a equipe e sua experiência em jogos decisivos. Riquelme é considerado o ‘senhor Libertadores’, pois já conquistou três Copas Libertadores vestindo a camisa da mesma equipe.

Riquelme treina e está confirmado contra o Corinthians.  (Foto/Reprodução: Diário Olé)

Riquelme treina e está confirmado contra o Corinthians. (Foto/Reprodução: Diário Olé)

O comandante Bianchi decidiu mudar a formação tática da equipe para este duelo com o Corinthians. Na partida de ida, Riquelme não pode estar em campo e Bianchi utilizou Sanchéz Miño como seu substituto. O garoto agradou tanto a comissão técnica e à torcida que garantiu sua vaga entre os titulares para o confronto da volta. O sacrificado da vez será Juan Manuel Martínez, conhecido como ‘Burrito’ Martínez – o atacante esteve no elenco campeão mundial do Corinthians no ano passado. O Boca vai à campo em um ‘4-4-1-1’, com variações a depender da dinâmica da partida para um ‘4-2-3-1’. A provável equipe será formada com Orion; Marín, Caruzzo, Burdisso, Clementre Rodríguez; Erbes, Somoza, Erviti, Sanchéz Miño e Riquelme; Blandi.

Com isso, o Boca Juniors deverá atuar com freqüência pelos lados do campo. Os jovens jogadores Erbes e Sanchéz Miño deverão ser de extrema importância para os ‘xeneizes’. O ponto forte ofensivo do Boca deverá novamente ser pelo flanco esquerdo, sempre com os avanços de Miño pelo setor e com Riquelme realizando a ligação entre o meio de campo e o ataque, formado apenas por Nicolás Blandi, único atacante de fato da equipe de Bianchi. A estratégia do técnico ‘xeneize’ é ocupar bem os lados do campo, setor por onde o Corinthians é muito forte ofensivamente.

Bianchi ensaiou um "4-4-1-1" no treino tático do Boca.  (Foto/Reprodução: Diário Olé)

Bianchi ensaiou um “4-4-1-1” no treino tático do Boca. (Foto/Reprodução: Diário Olé)

A última vez em que Carlos Bianchi esteve em São Paulo foi na conquista da Libertadores de 2003, diante do Santos de Diego e Robinho. Na primeira partida, o Boca venceu por 2 a 0 na Bombonera, e na volta, venceu por 3 a 1 o ‘peixe’ no Morumbi. Bianchi é o técnico recordista de Libertadores na história do Boca, foram três conquistas, além do Mundial Interclubes em 2000 diante do Real Madrid. O ‘Virrey’, como é conhecido, nunca foi eliminado por clubes brasileiros em confrontos pela Copa Libertadores da América.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: