“Mordido” com o confronto do ano passado, Boca Juniors vence Corinthians na La Bombonera

2 05 2013

Há quase um mês sem vencer, Boca Juniors bate o Corinthians e abre uma boa vantagem para o jogo da volta

Por Gustavo Soler

Jogadores do Boca comemoram o gol marcado por Blandi (Foto AFP)

 

Nesta quarta-feira (1º), Boca Juniors e Corinthians se reencontram após a final da Libertadores do ano passado. O time argentino tinha o desfalque de Riquelme e com um retrospecto terrível, desde o dia 4 de Abril o time não vencia nenhum jogo, sendo dez jogos sem vencer no Campeonato Argentino, uma delas por 6 a 1 contra o pequeno San Martin. Mas os Xeneizes contavam o caldeirão de La Bombonera, que estava lotada, para sair vitorioso do confronto. Já o alvinegro queria mais uma vez fazer história no mitológico estádio dos rivais, e contavam com Romarinho, Emerson e Cassio, heróis dos confrontos na última temporada.

O Boca começou o jogo tomando as primeiras ações ofensivas. Após cruzamento para dentro da área, Gil afastou e na sobra, Blandi acabou atingindo por acidente o nariz do árbitro Enrique Osses, que teve de receber atendimento médico. Aos nove minutos, Erviti recebeu na ponta direita, totalmente impedido, mas o bandeira não assinalou. O camisa 11 saiu da marcação de Fabio Santos e bateu firme de perna esquerda. A bola acabou saindo, mas assustou o goleiro Cássio. O primeiro lance de perigo do Timão veio com Emerson Sheik. Após uma boa jogada individual de Paulinho, o volante cruzou, a redonda passou por todo mundo e chegou no camisa 11, no entanto, a finalização passou sobre o gol de Orion.

Depois dos 15 minutos, o Corinthians conseguiu equilibrar o jogo. Em um contra-ataque puxado por Guerreiro, o peruano tentou cavar uma falta, mas o árbitro mandou seguir. Na sequencia do lance Emerson bateu boca Somoza e o seu principal atrito do último confronto: Caruzzo. Danilo tentou um chute colocado, mas mandou a bola no colo de Orion. Aos 20 min, Sanchez Miño fez uma boa jogada pela esquerda, porém, na hora do chute, o camisa 30 acabou furando de forma bizarra.

Em outra boa jogada de Paulinho, o camisa 8 achou Danilo, que bateu firme, mas mandou pra fora. O Boca quase chegou ao primeiro gol com o atacante Blandi. Após um passe primoroso de cavadinha de Erbes, Martinez ajeitou de cabeça para o camisa 25, porém, o goleiro alvinegro foi muito bem na leitura da jogada e evitou a assistência do seu ex-companheiro. Aos 35 minutos, Erviti cobrou escanteio e Guilhermo Burdisso subiu mais que a defesa do Corinthians, no entanto, o cabeceio passou sobre o gol de Cassio. Com 38, Emerson se livrou de Marin, que apelou e fez a falta. Na cobrança, Romarinho mandou na primeira trave e Caruzzo quase marcou o gol contra. No lance seguinte, Orion ficou com a bola e Guerreiro trombou nele, na sequencia, o arqueiro argentino trombou duas vezes com Paulo André, que foi empurrado por Burdisso e Somoza, mas o chileno Enrique Osses deu cartão para o zagueiro corintiano. Aos 42, Erviti cobrou mais um escanteio e desta vez Blandi quem subiu e assustou a meta de Cassio.

O segundo tempo começou com o mesmo desenho da etapa inicial, com o Boca buscando o ataque no começo. Logo com três minutos, Blandi sofre falta. Na cobrança, a bola foi ajeitada para Sanchez Miño, que saiu com perigo. Danilo, que havia sentido uma dor na panturrilha no final do primeiro tempo, não conseguiu seguir em campo e foi substituído. Aos dez minutos, Martinez se jogou na entrada da área e o árbitro foi na dele assinalando a falta do zagueiro Gil. Em um inicio de confusão, Guerreiro e Burdisso foram advertidos com cartão amarelo. Aos 13 min, Rodriguez tabelou com Sanchez Miño, Alessandro afastou parcialmente. A redonda se ofereceu para Erbes, que chutou errada na bola, no entanto, a jogada foi parar em Blandi em posição legal e livre de marcação para abrir o placar em La Bombonera. Com 18, Alessandro cruzou, Burdisso afastou e no rebote, Romarinho bateu de voleio, obrigando Orion a fazer um milagre.

Blandi comemora o gol marcado contra o Corinthians (Foto: AFP)

O Timão quase chegou ao empate com Guerreiro. O camisa 9 recebeu de Romarinho, ajeitou e bateu com extrema categoria, no entanto, a bola caprichosamente bateu na trave. No rebote, Paulinho pegou mal e isolou a chance do empate. Aos 28 minutos, Alessandro dormiu no lance e Sanchez Miño apareceu nas costas do lateral, para cruzar na segunda trave. A jogada chegou em Ledesma, que cabeceou para a defesa de Cassio. O arqueiro corintiano, que vinha passando segurança ao time acabou fazendo uma senhora trapalhada: saiu da área com a bola na mão e Enrique Osses marcou a falta. Na cobrança: Sanchez Miño arrumou para Ledesma, que bateu com a direita, levando muito perigo.

https://i1.wp.com/infograficos.estadao.com.br/uploads/galerias/6516/66708.JPG

Do camarote Riquelme acompanhou a vitória Xeneize (Foto: AFP)

O próprio Ledesma foi protagonista de dois lances em sequencia, que resultaram na sua expulsão. Aos 36 minutos, Sanchez Miño bateu cruzado, a bola atravessou toda extensão da área e se ofereceu para o camisa 8 empurrar para o gol. Mas o bandeira assinalou o impedimento, no entanto o meia não percebeu e saiu comemorando, tirou a camisa, fez a maior festa com a torcida. O árbitro chileno anulou o gol e deu o cartão amarelo para o jogador do Boca. No minuto seguinte, o Ledesma deu uma entrada violenta em Ralf e foi expulso de campo. Com inúmeros erros ofensivos e de posicionamento, o Corinthians não conseguiu chegar ao empate. Já o Boca, depois de quase um mês voltou a encontrar o caminho da vitória.

FICHA TÉCNICA:

BOCA JUNIORS 1 X 0 CORINTHIANS

Local: Bombonera, Buenos Aires (ARG)
Data/Hora: 1/5/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Carlos Astroza (CHI) e Sergio Roman (CHI)

Renda/Público: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Marín, Burdisso, Erbes, Somoza e Erviti (BOC); Paulo André, Guerrero e Emerson.
Cartões Vermelhos: Ledesma, aos 39’/2ºT (BOC)
GOL: Blandi, aos 13’/2ºT (1-0)

BOCA JUNIORS: Orión; Marín, Caruzzo, Burdisso y Clemente; Erbes (Bravo, 21’/2ºT), Somoza, Erviti (Ledesma, 18’/2ºT), Sánchez Miño; Blandi (Magallán, 43’/2ºT) e Martínez. Técnico: Carlos Blanchi.

CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf (Douglas, 43’/2ºT) e Paulinho; Danilo (Jorge Henrique, 6’/2ºT), Romarinho (Pato, 28’/2ºT) e Emerson Sheik; Guerrero. Técnico: Tite.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: