Forte e vingador! Atlético-MG vira para cima do São Paulo e coloca um pé nas quartas

2 05 2013

Fazendo valer o seu hino, Galo volta a demonstrar força em campo, vinga derrota para o São Paulo e bate a equipe paulista, de virada, por 2 a 1

Por Stéfano Bruno

No duelo dos grande talentos, Ganso (esquerda) e Ronaldinho (direita), o craque atleticano voltou a levar a melhor sobre o são paulino (Foto: Nelson Almeida/AFP)

Sem repetir a atuação que levou a equipe para as oitavas de final da Taça Libertadores, o São Paulo levou a virada dentro de casa para o Atlético e se complicou na competição continental.

Contando com uma jogada infeliz do experiente zagueiro Lúcio, que foi expulso no primeiro tempo, o Tricolor Paulista abriu o placar, mas levou a virada do Atlético, que voltou a repetir um brilhante futebol. Jadson fez o gol são paulino, enquanto Ronaldinho Gaúcho e Diego Tardelli viraram para o Galo.

Atlético e São Paulo voltam a se enfrentar pela Libertadores na próxima quarta-feira (8), na Arena Independência, às 22h (de Brasília).

Crônica da partida

Primeiro tempo, 35min… Talvez este tenha sido o minuto mais decisivo da partida. Em um lance isolado, Bernard recebeu a bola na intermediária e, sem medir força, o pentacampeão mundial Lúcio, chegou atropelando a jovem revelação atleticana. Jogada para cartão amarelo, como o defensor já tinha cartão, foi expulso. Lance que dividiu a partida.

O São Paulo dominou a partida até os 34min do primeiro tempo, quando teve chance para abrir e até mesmo ampliar o placar. Já o Atlético começou a partida de forma sonolenta, lembrando bastante a atuação da equipe no último duelo com o Tricolor Paulista, onde a equipe paulistana venceu por 2 a 0.

Dando pinta de que repetiria a atuação que levou o time para o mata-mata da Taça Libertadores da América 2013, o São Paulo começou pressionando muito o Galo, e não demorou a abrir o placar. Logo aos oito minutos, após uma jogada bem trabalhada pela direita, Ganso recebeu a bola dentro da área e deu bela assistência para Jadson. Tranquilo, o camisa 10 são paulino bateu consciente, no canto esquerdo de Victor, abrindo o placar no Morumbi.

O São Paulo dominava a partida, porém, a má sorte começava a rondar o Tricolor. Dois minutos após abrir o placar, o São Paulo perdeu o atacante Aloísio, que deixou o campo chorando muito, após sentir uma lesão muscular. No seu lugar entrou o jovem atacante Ademílson, de apenas 19 anos.

Talvez a ansiedade de se consagrar tenha atrapalhado o jovem atacante são paulino, que ficou 26min em campo, tempo suficiente para perder três chances claras de gol. Os gols perdidos pelo Ademílson foram acordando o Atlético que, aos poucos, crescia na partida.

Aos 35min aconteceu o lance que deu novo rumo a partida. Após uma entrada desnecessária em Bernard, o zagueiro Lúcio recebeu o segundo cartão amarelo, e consequentemente o vermelho. Foi aí que o Ademílson deixou o campo de jogo para dar lugar ao zagueiro Rhodolfo. Curiosamente, no segundo jogo da fase de grupos da Libertadores, o jovem atacante do Tricolor também entrou e foi substituído no decorrer da partida.

Lúcio é expulso, São Paulo x Atlético-MG (Foto: Leandro Martins/Agência Estado)

Expulsão do zagueiro Lúcio mudou completamente a partida (Foto: Leandro Martins/Agência Estado)

Após a expulsou de Lúcio, o Galo começou a dar indícios de que iria crescer na partida. Indícios estes que se confirmaram aos 41min, quando Ronaldinho empatou a partida. Após cobrança de escanteio de Bernard, o craque atleticano surpreendeu a defesa são paulina e cabeceou no contrapé de Rogério Ceni. 1 a 1.

A luz ascendeu para a estrela apagada

Temendo perder um jogador expulso, Cuca voltou para o segundo tempo com Josué na vaga do amarelado Leandro Donizete. Era evidente que o Atlético pressionaria o Tricolor.

Tocando bem a bola e esperando o momento certo para atacar, o Galo ditava o ritmo da segunda etapa, e não demorou muito para virar a partida. Aos 14min, após boa troca de passe na intermediária, Marcos Rocha deu linda assistência para Diego Tardelli que tocou na saída de Rogério Ceni, virando a partida no Estádio Morumbi. O camisa 9 atleticano estava apagado no jogo e, praticamente, foi a primeira vez que ele apareceu em campo.

Após o gol da virada o Galo continuou no mesmo ritmo, tocando a bola e esperando um espaço para golpear o São Paulo. Por outro lado, o Tricolor sentiu o segundo gol atleticano e passou a não contar com o apoio dos quase 60 mil torcedores presentes no Morumbi, que assistiam à partida sem acreditar no que estavam vendo.

Para complicar ainda mais, o técnico Ney Franco foi obrigado a fazer nova substituição. Aos 27min, Rhodolfo – que havia entrado no primeiro tempo no lugar do Ademílson, lembra? – deixou o campo lesionado. Douglas entrou no seu lugar.

Ronaldinho Jô gol Atlético-MG x São Paulo (Foto: José Patrício / Ag. Estado)

Para delírio dos atleticanos, Ronaldinho e Jô repetiram mais uma vez suas tradicional comemoração (Foto: José Patrício / Ag. Estado)

Sem demonstrar força para uma reação, o São Paulo ainda pode agradecer por não ter levado o terceiro gol. Já nos acréscimos, após contra-ataque rápido, Luan recebeu bom passe de Ronaldinho e, dentro da área, cruzou rasteiro para Rosinei. O volante atleticano apareceu livre de marcação, mas não conseguiu chegar a tempo de escorar a bola para o fundo do gol.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 ATLÉTICO-MG

LOCAL: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
DATA/HORÁRIO: 2/5/2013, às 20h15
ÁRBITRO: Antonio Arias (PAR)
ASSISTENTES: Carlos Cáceres e Darío Gaona (PAR)

Público e renda: 57.401 pagantes / R$ 2.971.070,00
Cartões amarelos: Marcos Rocha, Leandro Donizete, Bernard e Josué (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Lúcio, 35’/1°T (São Paulo)
GOLS: Jadson, aos 8’/1°T (1-0); Ronaldinho Gaúcho, 41’/1°T (1-1); Diego Tardelli, 14’/2°T (1-2)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Toloi e Carleto; Wellington, Denilson, Jadson e P.H.Ganso; Osvaldo e Aloísio (Ademilson, 11’/1°T; Rhodolfo, 37’/1°T; Douglas, 27’/2°T). Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete (Josué, intervalo), Diego Tardelli (Rosinei, 40’/2°T), Ronaldinho Gaúcho e Bernard (Luan, 33’/2°T); Jô. Técnico: Cuca

Anúncios

Ações

Information

One response

4 05 2013
Lúcio se diz triste por expulsão, mas não se abala: “Vou sempre fazer o meu melhor” |

[…] o grande responsável pela derrota do São Paulo no Morumbi frente ao Atlético Mineiro por 2 a 1, o pentacampeão Lúcio foi alvo de muitas críticas por parte dos torcedores são-paulinos que […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: