Melou? Justiça impede transferência de Dedé para o Cruzeiro

19 04 2013

Dívida na casa dos R$ 30 milhões com a Fazenda Nacional, impede a transferência dos direitos econômicosdo Dedé para o Cruzeiro

Por Stéfano Bruno

Dedé apresentação cruzeiro (Foto: Washington Alves/ Vipcomm)

Dedé em sua apresentação oficial pelo Cruzeiro (Foto: Washington Alves/ Vipcomm)

Antes de Cruzeiro e Vasco acertarem a transferência do zagueiro Dedé, o ex-atacante e hoje deputado Romário, tentou evitar a transferência do defensor para Minas Gerais, alegando uma dívida do Vasco com ele. Após acertarem essa pendência, Dedé foi finalmente anunciado oficialmente pela Raposa. Mas a contratação do defensor pode melar.

Enquanto Dedé era apresentado oficialmente pelo Cruzeiro, hoje a tarde, em um supermercado localizado na região centro-sul da capital mineira, um oficial de Justiça batia na porta do São Januário. Em mãos o oficial tinha uma ordem judicial comunicando que o “Mito”, como o Dedé é chamado, não poderia se transferir para o Cruzeiro. Após avisar ao Vasco, o oficial seguiu direto para a Ferj, onde informou que os direitos federativos do Dedé não poderiam ser repassados ao Cruzeiro.

O motivo desta ordem judicial ao Vasco é uma dívida de cerca de R$ 30 milhões com a Fazenda Nacional. Sem um acordo de renegociação da dívida, o clube cruz-maltino chegou a dever mais de R$ 50 milhões somente para a Fazenda. Para liberar a transferência, a ordem judicial informa que o clube carioca tem que quitar parte da dívida com a Fazenda. Mesmo com o Cruzeiro já tendo pagado parte dos R$ 14 milhões referentes aos 45% dos direitos econômicos do Dedé, o Vasco não dá sinais de um possível pagamento de parte desta dívida, já que o clube alega que já gastou a quantia paga pelo Cruzeiro.

Pegos de surpresa, os dois clubes preferiram não se pronunciar. A palavra oficial do Cruzeiro é de que o clube ainda não foi informado sobre a ordem judicial. Por outro lado, Roberto Dinamite, presidente do Vasco, não assinou o documento levado a ele pelo oficial de Justiça, pois espera que o seu departamento jurídico analise o mesmo primeiro.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: