Haja fé! São Paulo brilha no Morumbi, bate Galo e se classifica na Libertadores

17 04 2013

Tricolor faz o dever de casa, anula invicto Atlético Mineiro e conta com vitória de time argentino para assegurar vaga nas oitavas

Por Luiz Queiroga

Time da fé! Jogadores do São Paulo comemoram gol de Rogério Ceni, o primeiro da noite (Foto: Leonardo Soares/UOL)

O duelo entre São Paulo e Atlético Mineiro prometia ser mais um daqueles capítulos emocionantes da história do futebol. Num Morumbi lotado, o Tricolor começava às 22h (de Brasília) a batalha para conseguir a classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores da América. Terceiro lugar do Grupo 3, com três pontos, somente a vitória contra o líder e já classificado Galo servia para o objetivo do time paulista. Só que, para dar mais emoção à noite, era preciso o The Strongest, da Bolívia, perder para o argentino Arsenal de Sarandi.

E o capítulo foi escrito da melhor maneira possível, em vários detalhes. No suor e jogando com a torcida, o São Paulo conseguiu bater o até então invicto Galo por 2 a 0 e se classificou para as oitavas de final em função do resultado de 2 a 1 na Argentina, da vitória do Arsenal em cima do The Strongest.

O jogo começou bastante disputado, com as duas equipes cometendo muitas faltas. Mesmo com o cartão amarelo do árbitro Wilton Pereira aplicado em Richarlyson ainda com dez minutos, entradas duras eram maioria nos lances no Morumbi. Como precisava da vitória, o São Paulo lançou-se no ataque, apostando nas jogadas laterais, principalmente pela esquerda com Osvaldo. Foi com ele que o primeiro lance de perigo surgiu, logo aos cinco minutos: o atacante recebeu a bola, arrancou e cruzou para Aloísio, mas Victor acabou tirando pra fora.

Jogo pegado! Muitas faltas foram vistas no Morumbi no duelo entre São Paulo e Atlético Mineiro (Foto: AP Photo/Andre Penner)

O técnico Cuca percebeu as jogadas de Osvaldo nas costas do lateral-direito Marcos Rocha e o trocou de posição com Serginho, que conseguiu dar mais trabalho para o atacante. A primeira parte dos 45 minutos iniciais foi de poucos lances de perigo em função da tensão do jogo. Aos 26min, o Galo assustou em lance inusitado: Jô cruzou a bola para a área adversária, ela foi desviada pela zaga e encobriu Rogério Ceni, adiantado, mas acabou por tocar a rede por cima.

Aos 31min, a torcida comemorou o gol. Não do São Paulo, que seguia sem criar bons lances ofensivos, mas sim do Arsenal de Sarandi, que abria o placar na Argentina diante do The Strongest. O resultado fazia com que o Arsenal se classificasse para as oitavas, mas uma vitória simples do Tricolor o colocaria na próxima fase. Mas até o apito final, o placar não saiu do zero; o São Paulo buscava o resultado pelas jogadas individuais, enquanto o Atlético chamava faltas próximas à área do Tricolor para que Ronaldinho Gaúcho pudesse balançar as redes.

São Paulo buscava abrir o marcador pelo lado esquerdo, em descidas de Carleto (centro) e Osvaldo (Foto: LeandroMoraes/UOL)

A volta para a etapa complementar contou com Thiago Carleto mandando a bola para o ângulo esquerdo da meta do goleiro Victor, aos quatro minutos. O lateral tinha como intenção cruzar para a área, mas acabou errando e quase abriu o placar. A necessidade de vencer fez com que o São Paulo aumentasse o ritmo da partida. Tocando a bola rápido, o Tricolor conseguiu um pênalti após Aloísio ser puxado dentro da área por Leonardo Silva, aos nove minutos. Com calma e categoria, Rogério Ceni converteu a penalidade, para delírio da torcida. De quebra, o Arsenal aumentou logo depois o resultado na Argentina, elevando o clima no Morumbi.

Aos 21min, Denilson quase ampliou o resultado em chute de primeira de fora da área, mas a bola saiu pelo lado direito de Victor. A cada minuto que se passava, o drama da partida só aumentava. Cuca, que já havia colocado Alecsandro em campo, optou também por chamar o atacante Neto Berola para ter mais posse de bola na frente, mas o São Paulo seguia melhor.

O treinador Ney Franco optou por colocar Ademilson no lugar de Aloísio, que pediu para sair, e o jovem atacante foi iluminado para ampliar o resultado: Paulo Henrique Ganso enfiou para Osvaldo, que cruzou para o camisa 11 arrematar de primeira para o fundo das redes, dando números finais ao jogo e garantindo a classificação do São Paulo para a próxima fase da Taça Libertadores.  As duas equipes se enfrentarão nas oitavas de final, com data ainda a ser marcada.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

2 05 2013
Forte e vingador! Atlético-MG vira para cima do São Paulo e coloca uma pé nas quartas |

[…] O São Paulo dominou a partida até os 34min do primeiro tempo, quando teve chance para abrir e até mesmo ampliar o placar. Já o Atlético começou a partida de forma sonolenta, lembrando bastante a atuação da equipe no último duelo com o Tricolor Paulista, onde a equipe paulistana venceu por 2 a 0. […]

18 04 2013
Ceni agradece “50 mil vozes” no Morumbi como “combustível” pra classificação |

[…] noite dessa quarta-feira (17), contra o Atlético-MG, líder do grupo com quinze pontos, o São Paulo venceu a partida por 2 a 0, graças ao empenho dos jogadores e o empurrão dos torcedores que compareceram em peso para abrir […]

18 04 2013
Clipping: Notícias Sobre o São Paulo FC | Blog do Lina

[…] Haja fé! São Paulo brilha no Morumbi, bate Galo e se classifica na Libertadores […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: