Espanha mostra toda a sua força e volta a vencer nas eliminatórias

26 03 2013

Mesmo contestado no Barcelona, Pedro segue como artilheiro da Fúria e garante mais uma vitória

Por Gustavo Soler

BZqR8QBabyEb/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2013/03/26/pedrorodriguez_xabialonso_efe.jpg

Pedro (à esq.) marca e Espanha volta a vencer (Foto: Getty images)

Nesta terça-feira (26), a França recebeu a seleção espanhola no Stade de France, em Paris. Liderando o grupo, os Bleus venceram na última rodada a equipe da Georgia por 3 a 1 e jogavam por uma vitória para abrir vantagem de cinco pontos pelos atuais campeões mundiais. Já a Fúria, cedeu dois empates seguidos em casa. O primeiro contra a própria França. O segundo, uma zebra gigantesca contra a Finlândia. Com mais um gol de Pedro, os Rojos saíram vitoriosos. Ponto negativo da partida foi Pogba, o volante estava bem no jogo, mas acabou se exaltando ao ver sua seleção não conseguir o empate e acabou sendo expulso.

Logo com cinco minutos, Iniesta enfiou a bola atrás da zaga para Monreal. O camisa 19 cruzou na medida para Xavi, porém, o capitão perdeu um gol inacreditável no cara a cara com Lloris. No estilo Barcelona, os espanhóis trocavam passes, no entanto, um paredão azul estava montado e dificultada as ações. Aos 14 min, Jallet armou o contra-ataque com velocidade e cruzou na medida para Benzema. O atacante do Real Madrid bateu de primeira sobre o gol de Valdés.

Com 31 minutos, Iniesta lançou a redonda para Pedro. O camisa 11 dominou errado, mas conseguiu sair da marcação e depois se livrou do Lloris, no entanto, a bola acabou indo com muita velocidade e o atacante barcelonista tentou cavar um pênalti. O árbitro Viktor Kassai estava bem posicionado e mandou o lance seguir, irritando os jogadores espanhóis. Os mandantes tiveram a chance de abrir o placar com Ribery. Após uma bola longa de Valbuena, o camisa 7, aproveitou a vacilada de Pique, invadiu a área e bateu rasteiro, porém, Victor Valdés salvou com a perna, o que seria o primeiro gol do jogo.

A etapa final começou com a Espanha tentando furar o bloqueio francês. Após triangulação com Xavi e Xabi Alonso, Iniesta arriscou de primeira, mas mandou sobre o gol. Com doze minutos, Pedro virou o jogo para Monreal, o lateral do Arsenal se livrou de Jallet e bateu cruzado, o próprio camisa 11 chegou batendo. O goleiro Lloris ainda tentou, mas não evitou o tento do espanhol. Os Bleus quase empataram o jogo no minuto seguinte. Após uma cobrança de escanteio, a bola passou por todo mundo e Varane se esticou todo e mandou para fora, assustando a zaga visitante.

Ribery recebeu de costas para Piqué e Sério Ramos conseguiu fazer o pivô para Matuidi. O volante que usa o número que pertenceu a Henry, não conseguiu honrar a camisa e perdeu um gol incrível, chutando em cima do arqueiro espanhol. O nervosismo para empatar o jogo ficou visível em Pogba. O bom e jovem volante da Juventus levou dois cartões amarelos em dois minutos e acabou sendo expulso do confronto.

O meia era de longe o principal jogador francês. Aos 39 minutos, o craque recebeu na velocidade, trouxe para o meio e bateu com perigo ao gol de Victor Valdés. No ataque seguinte, uma falta cobrada pela direita, Evra escorou para o gol, mas o goleiro executou um verdadeiro milagre, defendendo a bola com muito reflexo. A brilhante defesa do espanhol de pouco adiantou, pois o lance estava parado por impedimento.

A Espanha, que não perde um jogo de eliminatórias de 1993, voltou a vencer nesta edição e reassumiu o primeiro lugar. Com isto, a vaga direta volta a ser da Fúria. Já a França precisa vencer seus próximos jogos e torcer por novos tropeços espanhóis para escapar da repescagem.

FICHA TÉCNICA

FRANÇA 0 X 1 ESPANHA

Local: Stade de France, em Paris (FRA)
Data/Hora: 26/3/2013, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Auxiliares: Gabor Eros e György Ring

Cartões Amarelos: Cabaye, Pogba e Matuidi (FRA) Xavi, Fàbregas e Arbeloa (ESP)
Cartões Vermelhos: Pogba, aos 32’/2ºT
GOLS: Pedro, aos 12’/1ºT (0-1)

FRANÇA: Lloris; Jallet, Koscielny, Varane e Evra; Matuidi, Cabaye (Menez – 24’/2ºT) e Pogba; Valbuena, Ribèry e Benzema (Sissoko – 37’/2ºT) . Técnico: Didier Deschamps

ESPANHA: Valdés; Arbeloa, Piqué, Sérgio Ramos e Monreal; Busquets, Xabi Alonso e Xavi; Iniesta, Villa (Navas – 16’/2ºT) e Pedro (Fàbregas – 31’/2ºT) . Técnico: Vicente Del Bosque

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: