Brasil abre vantagem mas cede empate para a Itália

22 03 2013

A Seleção Brasileira deixou escapar a vitória contra os italianos

 Por Camila Andrade

Seleções fazem um minuto, antes da partida (Foto: Getty Images)

A Seleção Brasileira foi à Genebra, na Suíça, disputar o segundo amistoso no comando do técnico Luiz Felipe Scolari. E nesta quinta-feira a partida terminou com um empate por 2 a 2 contra a Itália.

O resultado mantém um jejum brasileiro com mais de três anos sem vencer equipes do primeiro escalão do futebol mundial. O último triunfo foi em 14 de novembro de 2009, contra a Inglaterra, em Doha, no Catar.

Antes de iníciar a partida, os atletas das duas seleções exibiram uma faixa contra o racismo. Com participação de Kevin Prince Boateng, que em janeiro, foi alvo de insultos racistas de torcedores do Pro Patria, clube ques está na quarta divisão italiana. Ele desembarcou na Suíça para participar de uma ação da Organização das Nações Unidas (ONU) no Dia Internacional das Discriminações Raciais.

O técnico brasileiro optou em promover a entrada de um volante com melhor marcação, com Fernando, que ficou com a missão de conter a movimentação dos italianos. Hernanes, pouco utilizado por Mano Menezes, estreou sob seu comando de Felipão.

No ataque Neymar jogou mais recuado para auxiliar Oscar na armação de jogadas. Fred jogou mais a frente e foi eficiente ao aproveitar a oportunidade e abrir o placar. Pelas laterais, Filipe Luís incumbido de avançar pela esquerda, acabou ficando mais na marcação. Na direita, Daniel Alves tornou mais fácil a descida dos italianos por este lado do campo.

Nos minutos iniciais, a Itália foi mais ao ataque e só não abriu o placar porque Julio César conseguiu fazer uma, após Bonucci receber a bola nas costas de Daniel Alves e dar um corte em David Luiz, finalizando, mas o goleiro brasileiro conseguiu fazer a defesa.

O Brasil tropeçava na marcação quando tentava avançar e falhava em algumas trocas de passes, mas não demorou muito e em jogada que saiu dos pés de Neymar, arrancando da intermediária, chegando à entrada da área quando finalizou cruzado, mas Buffon espalmou e livrou a equipe de tomar o primeiro gol.

Fred abre o placar (Foto: Getty Images)

O Brasil estava com dificuldades para criar as jogadas. Mas aos 32 minutos, Filipe Luís acertou um cruzamento e a bola foi desviada. No meio do caminho encontrou Fred livre de marcação, que não hesitou chutando forte e mandando para o fundo do gol. Aos 41, o jogador do Santos correu pelo meio e acionou o meia Oscar, que finalizou no canto do goleiro, marcando o segundo para o time brasileiro.

Para o segundo tempo, a Itália voltou mais ofensiva e conseguiu descontar logo aos oito minutos, em cobrança de escanteio. O lateral do Barcelona, Daniel Alves, tentou cortar, mas acabou errando e deixou a sobra para De Rossi diminuir. Minutos depois, Balotelli viu que Júlio César estava adiantado e mandou a bola no ângulo e garantiu o empate, aos 12.

Após o gol,os técnicos das duas equipes fizeram alterações, mas o placar continuou igual. Bom para o técnico Felipão, que conseguiu testar os atletas e deve promover mudanças para a próxima partida da Seleção Brasileira contra a Rússia, na próxima segunda-feira, às 16h30, horário de Brasília, em Stamford Bridge, em Londres, na Inglaterra.

 

 

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2 X 2 ITÁLIA

Local: Estádio de Genebra, em Genebra (Suíça)

Data: 21 de março de 2013, quarta-feira

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Stephan Studer (Suíça)
Assistentes: Sandro Pozzi e Jean-Yves Wicht (ambos da Suíça)

Cartões amarelos: Fred, Hernanes e Filipe Luís (Brasil); Maggio e Poli (Itália)

Gols: : Fred, aos 32, e Oscar, aos 41 minutos do primeiro tempo (Brasil); De Rossi, aos 8, e Balotelli, aos 12 minutos do segundo tempo (Itália)

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, Dante, David Luiz e Filipe Luís (Marcelo); Fernando, Hernanes (Luiz Gustavo) e Oscar (Kaká); Hulk (Jean), Fred (Diego Costa) e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari

ITÁLIA: Buffon; Maggio, Barzagli, Bonucci e De Sciglio (Antonelli); De Rossi (Diamanti), Pirlo (Cerci), Giaccherini (Poli) e Montolivo; Balotelli (Gilardino) e Osvaldo (El Shaarawy) Técnico: Cesare Prandelli

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: