Grêmio perde para o Caracas fora de casa e continua em segundo lugar no grupo

12 03 2013

Mesmo saindo na frente do placar, o Grêmio levou a virada e agora vê a situação do grupo 8 se embolar de vez

Por Leonardo Perri

Vargas tentou, mas não impediu a virada (Foto: Flickr Grêmio)

Vargas tentou, mas não impediu a virada (Foto: Flickr Grêmio)

Um resultado inesperado. Assim pode ser definida a derrota do Grêmio para o Caracas fora de casa pelo placar de 2 a 1. Mesmo superior em algumas partes do jogo e saindo na frente do maracdor, o time brasileiro não conseguiu aproveitar as oportunidades e a vantagem e acabou deixando escapar um resultado que tinha tudo para ser positivo.

A derrota deixou a situação do grupo 8 totalmente indefinida. Com 7 pontos, o Fluminense é líder mas logo abaixo aparecem Grêmio e Caracas, ambos com 6 pontos. Em último lugar aparece o Huachipato com 4 pontos, mas com chances reais de se classificar. A derrota do Grêmio deu ares de decisão para a próxima partida contra o Fluminense no Rio Grande do Sul que pode deixar a situação de um brasileiro em risco.

A partida começou com o Caracas assustando com menos de um minuto de jogo. Aos 15s, Pará perdeu a bola para o adversário que chutou forte para boa defesa de Dida. O Grêmio tratou de responder com o argentino Barcos, que se livrou da marcação e chutou forte, muito próximo do gol.

O jogo era bom e o Caracas, jogando em casa, partia para cima em busca do resultado, arriscando bons chutes. Aos 9 min, em um desses, Jímenez emendou da entrada da área para defesa em dois tempos do goleiro gremista.

Passada a pressão inicial do time venezuelano, o Grêmio se acertou e passou a controlar as ações, rondando o gol adversário com perigo. E a vantagem no campo se traduziu em gol. Com 16 min, após roubada de bola, André Santos cruzou no meio da área onde apareceu em alta velocidade o meia Elano, que cabeceou no chão para abrir o marcador.

O time gaúcho voltou a assustar com Barcos. O atacante recebeu de Elano, mas não conseguiu alcançar a bola, que passou correndo na frente dos pés do argentino.

A partida se mostrava tranquila para o Grêmio, mas no final do primeiro tempo, em um lance de sorte, o Caracas chegou ao empate. Após falta cobrada perto da área, a bola bateu na barreira e sobrou para Peña, que na entrada da área, chutou com força para empatar a partida.

Barcos não conseguiu ajudar o Grêmio (Foto: AP)

Barcos não conseguiu ajudar o Grêmio (Foto: AP)

A segunda etapa começou com o time brasileiro adiantando a marcação como no começo da primeira etapa e tomava as rédeas da partida. Com 6 min, Zé Roberto chutou forte e quase contou com a ajuda do péssimo gramado para que a bola entrasse. No entanto, o goleiro Baroja conseguiu fazer a defesa com o peito. No rebote, Fernando mandou por cima.

O Caracas errava inúmeros passes em seu campo e proporcionava os contra-ataques para o Grêmio. Em duas chances, por detalhes o gol não saiu. Na primeira, Vargas sozinho tocou forte demais para Barcos que vinha livre para finalizar e a bola ficou com o goleiro. Na segunda, a bola chegou para Elano cruzar na cabeça de Barcos, que mandou à direita do gol.

Nas chances que teve, os brasileiros não aproveitaram. Mas na oportunidade que apareceu, o Caracas não perdoou. Em passe errado no meio, os anfitriões roubaram a bola e a bola foi para Cure, na esquerda, cruzar rasteiro para Farías que vinha de frente, só empurrar para o fundo das redes e virar a partida que parecia nas mãos gremistas.

A fim de recuperar o prejuízo, Luxemburgo sacou o volante Fernando e colocou o atacante Welliton, deixando sua equipe com três atacantes e bem ofensiva. Autor do gol, Elano deixou o gramado para a entrada de Marco Antônio. Por último, Vargas deu lugar a William José.

As alterações não surtiram efeito e muito nervoso, o Grêmio não conseguia criar as oportunidades de gol. Muito na base da vontade, o time tentava aplicar uma pressão mas não tinha organização para criar as jogadas. Com isso, o Caracas aproveitava para gastar o tempo e esperar o fim da partida.

FICHA TÉCNICA
CARACAS 2 X 1 GRÊMIO

Local: Olímpico de la UCV, Caracas (VEN)
Data/hora: 12/3/2013 – 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Óscar Maldonado (Fifa-BOL)
Auxiliares: Efrain Castro (Fifa-BOL) e Arol Valda (Fifa-BOL)

Renda/Público: Não divulgados
Cartões Amarelos: Peña, Amaral e Guerra (CAR), Vargas, Elano, Fernando e Werley (GRE)
Cartões Vermelhos: Não houve
GOLS: Elano, aos 16’/1ºT (0-1); Peña, aos 46’/1ºT (1-1) e Farías, aos 21’/2ºT (2-1)

CARACAS: Baroja, Amaral, Edwin Peraza, Sánchez e Carabalí; Juan Guerra, Jiménez (Quijada – 26’/2ºT), Peña (Vivas – 40’/2ºT), Meza e Otero; Cure (Febles – 34’/2ºT) – Técnico: Ceferino Bencomo.

GRÊMIO: Dida, Pará, Werley, Cris e André Santos; Fernando (Welliton – 26’/2ºT), Souza, Elano (Marco Antônio – 29’/2ºT) e Zé Roberto; Vargas (Willian José – 31’/2ºT)e Barcos – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: