Six Nations: Irlanda e França empatam em jogo emocionante

9 03 2013

Resultado, porém, não serve para nenhuma das equipes na tabela

Por Portal do Rugby

Six Nations

Irlanda e França se encontraram em Dublin para uma partida decisiva para ambos na luta contra a famigerada lanterna. O jogo teve um final emocionante, mas que terminou com um resultado decepcionante para os dois lados: 13 a 13. Com isso, a França se aproximou ainda mais da última posição e terá que vencer a Escócia na última rodada para sonhar em se livrar do fardo. Para a Irlanda, a partida pode ter marcado a despedida do ícone Brian O’Driscoll.

Os donos da casa começaram melhor a disputa, pressionando fortemente com o pack. Logo aos oito minutos, os verdes ganharam lateral, formaram um poderoso volante e Heaslip finalizou com o primeiro try da partida: 7 x 0. A Irlanda teve maior posse de bola no início da disputa, com Conor Murray e Paddy Jackson se entendendo muito bem. A vantagem, porém, não se converteu em pontos. Aos 16min, quem teve a chance de reduzir foi a França, mas Michalak desperdiçou penal. Aos 22min, foi a vez de Jackson perder um penal, mas do meio campo.

___________________________________________________________________________________________

TOPO DA TABELA: Gales bate Escócia e segue viva na briga pelo título
___________________________________________________________________________________________

Demorou mais quatro minutos para os Blues diminuírem o placar, com penal chutado desta vez certeiramente por Michalak. Entretanto, o pack irlandês seguiu atropelando os adversários e, aos 29min e aos 33min, Paddy Jackson chutou mais dois penais para o Trevo, ambos de longa distância e com muita atitude, fazendo merecidos 13 a 3 no intervalo.

Outro jovem valor, Luke Marshall, também mostrou a que veio, desferindo lindo chute para a lateral aos 34min, que quase virou mais um try irlandês. Antes do fim do primeiro tempo, Michalak teve um penal para chutar, mas não foi feliz no arremate.

O segundo tempo começou com a Irlanda tendo ótima chance de ampliar a vantagem, mas Jackson desperdiçou penal aos 43min. A equipe seguiu melhor na partida, fazendo boas fases no campo ofensivo, até Kearney chutar pessimamente um drop goal, aos 50min. Três minutos depois, foi a vez de Parra chutar para a França, e o penal foi perfeito, reduzindo a diferença para 13 a 6. Mas, aos 57min, Parra teve nova chance, porém não foi bem, perdendo a chance de a França encostar no marcador.

Os azuis reagiram tendo a posse de bola. O pack francês passou a levar certa vantagem sobre os irlandeses, mas a defesa verde seguiu implacável, mantendo o adversário distante da meta. A pressão aumentou, com os franceses enfim jogando com raça. Picamoles, o homem dos Blues na partida, liderou a reação e, aos 71min, os tricolores enfim levaram perigo, com boa ação de Dusautoir. Mas o penal ofensivo devolveu a posse de bola aos verdes que foram superados no scrum.

Empate amargo tanto para Irlanda como para a França (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)

A perda foi fatal, com Picamoles investindo decisivamente sobre a linha defensiva irlandesa, para romper a barreira e cravar o try francês, convertido por Michalak: 13 a 13, punindo a Irlanda pela apatia nos últimos minutos.

Os Blues jogaram os minutos finais com o coração. Quem teve a melhor chance de definir, porém, foi a Irlanda. Após o chute longo, Earls correu contra Debaty e Picamoles, mergulhou para o try, mas Picamoles chegou antes e livrou a França do desastre. O TMO atestou que não houve penal de Debaty sobre Earls. O final dramático ainda teve uma grande arrancada de Picamoles, mas que não teve sequência.

Ficha Técnica: Irlanda (13) x (13) França
Local: Aviva Stadium, Dublin
Árbitro: Steve Walsh (Australia)

Irlanda – Try: Heaslip (10), Conversão: Jackson (11), Penais: Jackson (29, 32)
Titulares: 15 Rob Kearney, 14 Fergus McFadden, 13 Brian O’Driscoll, 12 Luke Marshall, 11 Keith Earls, 10 Paddy Jackson, 9 Conor Murray, 8 Jamie Heaslip (c) 7 Sean O’Brien, 6 Peter O’Mahony, 5 Donnacha Ryan, 4 Mike McCarthy, 3 Mike Ross, 2 Rory Best, 1 Cian Healy.
Suplentes:
16 Sean Cronin, 17 David Kilcoyne, 18 Stephen Archer, 19 Iain Henderson, 20 Eoin Reddan, 21 TBC, 22 Luke Fitzgerald.
Técnico: Declan Kidney.

França – Try: Picamoles (73), Conversão: Michalak (74), Penais: Michalak (26), Parra (53)
Titulares: 15 Yoann Huget, 14 Vincent Clerc, 13 Florian Fritz, 12 Wesley Fofana, 11 Maxime Medard, 10 Frederic Michalak, 9 Morgan Parra, 8 Louis Picamoles, 7 Thierry Dusautoir, 6 Yannick Nyanga, 5 Yoann Maestri, 4 Christophe Samson, 3 Nicolas Mas, 2 Benjamin Kayser, 1 Thomas Domingo.
Suplentes: 16 Guilhem Guirado, 17 Vincent Debaty, 18 Luc Ducalcon, 19 Sebastien Vahaamahina, 20 Antonie Claassen, 21 Maxime Machenaud, 22 Francois Trinh-Duc, 23 Mathieu Bastareaud.
Técnico: Philippe Saint-André.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: