Sem dificuldades, Borussia passa pelo Shakhtar e retorna às quartas após longo jejum

5 03 2013

Equipe alemã foi superior do início ao fim da partida e contou com um gol do brasileiro Felipe Santana para carimbar o passaporte para as quartas de final após 15 anos

Por Leonardo Perri

Jogadores do Borussia comemoram o gol de Felipe Santana (Foto: Reuters)

Jogadores do Borussia comemoram o gol de Felipe Santana (Foto: Reuters)

Diferentemente do primeiro jogo realizado na Ucrânia onde o equilíbrio entre Shakhtar Donetsk e Borussia Dortmund imperou, o que se viu na segunda partida realizada na Alemanha foi um verdadeiro dos donos da casa. Com gols de Felipe Santana, Götze e Blaszczykowski o Dortmund venceu o Shakhtar pelo placar de 3 a 0 e após 15 anos voltou a figurar na fase de quartas de final da Champions League.

Champions League

O resultado manteve viva a chance dos alemães de conquistarem a competição europeia, classificado por todos no clube como prioridade desde o início da temporada. Já o Shakhtar não conseguiu dar sequência à última boa campanha que realizou na Champions de 2011 quando chegou às quartas de final.

Felipe Santana subiu alto para fazer o primeiro gol (Foto: Getty Images)

Felipe Santana subiu alto para fazer o primeiro gol (Foto: Getty Images)

A partida começou com a equipe do Dortmund mantendo as suas características sempre quando joga em casa que é de marcar em cima o adversário e pressionar a sua saída de bola. A pressão não resultou em chances criadas no começo da partida, mas deu ao time o total domínio da situação, já que jogavam por um empate sem gols.

O primeiro lance de perigo da partida veio com o time da casa aos 11 min em linda jogada de Götze pelo meio. O meia enfiou a bola para Lewandowski que finalizou rasteiro para a defesa do goleiro Piatov com a perna.

A pressão dos anfitriões durou por volta de 25 min quando o time chegou a ter 61% de posse de bola. A partir daí, o jogo fico mais equilibrado, com os ucranianos se soltando mais ao ataque. Mas justamente quando não pressionava tanto, o Borussia fez o seu gol.  Aos 25 min, em cobrança de escanteio de Götze, o brasileiro Felipe Santana subiu mais alto que toda a defesa e testou com força para abrir o placar no Signal Iduna Park.

Jogadores comemoram o gol de Götze (Foto: EFE)

Jogadores comemoram o gol de Götze (Foto: EFE)

O gol não acomodou os aurinegros que mantiveram o ímpeto ofensivo e demoraram apenas seis minutos para aumentarem a vantagem. O centroavante Lewandowski foi lançado na direita, e como um verdadeiro lateral, cruzou na medida para Götze dar um leve desvio na bola  após falha do zagueiro Kucher e fazer o segundo dos alemães.

Atordoado com os gols sofridos e entregue na partida, o Shakhtar ssó conseguiu levar perigo à meta defendida por Weindenfeler aos 46 min com Fernandinho. O brasileiro apareceu na linha de fundo e mandou um cruzamento que quase enganou o arqueiro alemão, que espalmou para escanteio.

Precisando de no mínimo dois gols,  os ucranianos vieram mais ofensivos para a segunda etapa chegaram com perigo em duas oportunidades em jogadas de brasileiros. Na primeira, Douglas Costa limpou Felipe Santana, invadiu a área, mas chutou fraco para a fácil defesa do goleiro. Depois, novamente Douglas Costa. O atacante chutou cruzado à direita da meta do Borussia na melhor chance dos visitantes na partida.

O Borussia mantinha seu estilo de jogo, controlando a partida no toque de bola e criando oportunidades. Em cobrança de falta, réus bateu rasteiro e obrigou Piatov a fazer uma boa defesa.

Mario Götze foi decisivo na vitória da sua equipe (Foto: Reuters)

Mario Götze foi decisivo na vitória da sua equipe (Foto: Reuters)

Melhor em campo, o terceiro gol dos donos da casa veio com naturalidade aos 14 min, em mais uma falha do Shakhtar, desta vez do goleiro. Em jogada de Blaszczykowski, o meia avançou pelo meio e tocou para Gündogan. O volante arriscou de fora da área e Piatov largou para o meio nos pés de  Blaszczykowski que driblou o arqueiro e só empurrou para fazer o terceiro gol do Dortmund.

Daí para frente o Borussia passou a controlar a partida e em alguns momentos largou mão um pouco da marcação fazendo com que os visitantes levassem perigo ao gol de Weindenfeler. No final, quase que Reus faz um gol de placa em um lance onde o meia passou por toda defesa adversária mas se enrolou na hora do chute. Gol que não fez falta mas que animou a sempre fanática torcida do Dortmund que pode novamente comemorar a classificação do seu time às quartas de final da Champions League.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: