Guerreiro, Palmeiras vence o Sporting Cristal-PER na estreia da Libertadores

14 02 2013

Verdão superou as adversidades e marcou com Henrique e Patrick Vieira

Por Caio Martins

Jogadores do Palmeiras comemoram o primeiro gol da equipe, marcado por Henrique (Foto: Leandro Moraes/UOL)

Jogadores do Palmeiras comemoram o primeiro gol da equipe, marcado por Henrique (Foto: Leandro Moraes/UOL)

Sob olhares de desconfiança, o Palmeiras estreou com vitória na Taça Libertadores 2013 ao derrotar o Sporting Cristal-PER por 2 a 1 na noite desta quinta-feira (14), no Pacaembu. Sem Valdivia no meio, o alviverde paulista não teve criatividade para criar jogadas e apostou nas subidas de seus volantes e nas bolas aéreas para marcar. O capitão Henrique e o meia Patrick Vieira marcaram e garantiram os primeiros três pontos verdes na competição. Lobatón fez de pênalti o gol de honra dos peruanos, que ensaiaram uma pressão no fim do jogo, mas não foram capazes de marcar. As equipes voltam a campo pela Libertadores daqui a duas semanas: o Verdão visita o Libertad-PAR no estádio Nicolás Leoz e o Sporting Cristal recebe o Tigre-ARG, no Alberto Gallardo.

O Verdão irregular neste início de temporada, começou o jogo aparentando querer ser um time diferente do Campeonato Paulista. Mas só aparentava. A única jogada de efeito na primeira metade dos 45min iniciais foi apenas aos cinco minutos, quando Patrick Vieira disparou, se livrou de dois marcadores e, ao invadir a área, bateu cruzado. A bola passou raspando a trave direita de Penny.

Nervoso, o meio-campo palmeirense não conseguia ligar a defesa ao ataque com qualidade, algo que deixava o time sem criatividade e sem muitas chances de gol. Foi apenas aos 24min que Souza conseguiu se desvencilhar de Sheput e arriscar um bom chute contra o gol peruano. A bola, no entanto, apenas serviu para animar a torcida do Palmeiras. Esta que, aliás, levou um susto logo na sequência, quando Lobáton experimentou de fora da área e assustou Fernando Prass.

Apesar da falta de criatividade, o que não faltava era vontade. E foi em um escanteio conquistado na raça que o Verdão conseguiu marcar seu primeiro gol na Taça Libertadores. Wesley levantou na área e Henrique testou com força para abrir o placar aos 39min: 1 a 0.

Depois do gol, o time alviverde se animou e emendou algumas chances de ampliar. Aos 43, Vinícius arrancou e deu bom passe para Souza, que encontrou Patrick Vieira dentro da área. O jovem meia bateu de primeira, mas viu Penny salvar o Sporting Cristal. Com 44min, Souza cobrou novo escanteio pela esquerda e Álvarez quase jogou contra o próprio patrimônio: a bola explodiu no travessão.

Segunda etapa tensa

O segundo tempo começou com um Palmeiras tranquilo por conta da vitória parcial. A tranquilidade, no entanto, sumiu aos seis minutos, quando o estreante Marcelo Oliveira marcou bobeira e derrubou Lobatón dentro da área: pênalti. Na cobrança, o próprio Lobatón bateu com maestria e igualou o marcador.

Patrick Vieira chuta para marcar o segundo gol do Verdão, após bom pivô do jovem Caio (Foto: Leandro Moraes/UOL)

Patrick Vieira chuta para marcar o segundo gol do Verdão, após bom pivô do jovem Caio (Foto: Leandro Moraes/UOL)

Os anfitriões sentiram o gol. A desorganização tomou conta do time de Gilson Kleina, que se mostrava ainda mais nervoso. Aos 14min, Vinícius venceu disputa dentro da área e finalizou. A bola desviou em um marcador no meio do caminho e quase enganou Penny, que jogou para escanteio.

A torcida palmeirense, porém, não parou de apoiar. E o incentivo deu resultado. Após bate-rebate na área, Caio, que havia acabado de entrar, fez o pivô para chegada de Patrick Vieira que, quase sem ângulo, chegou batendo com muita força, sem chances para o goleiro do Sporting Cristal: 2 a 1.

Após o segundo gol, o Verdão optou por se fechar um pouco mais na defesa e sair nos contra-ataques. A arriscada tática chamou os peruanos para seu campo de ataque. Os atuais campeões nacionais passaram a assustar muito o arqueiro Fernando Prass, que tentava, de todas as maneiras, afastar os perigos que chegavam à sua meta: bolas alçadas na área e infiltrações. Aos 44, por exemplo, Reginfo aproveitou um cruzamento para cabecear contra o gol paulista. Prass conseguiu fazer bela defesa e garantiu a vitória do Palmeiras na estreia da equipe na competição.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 2 X 1 SPORTING CRISTAL (PER)

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 14/2/2012, às 22h (horário de Brasília)
Árbitro: Martin Vázquez (URU)
Auxiliares: Maurício Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU)

Renda/público: R$ 680.550,47 / 17.744 pagantes
Cartões amarelos:  Vinícius e Wesley (PAL), Cazulo, Chiroque, Penny e Lobatón (SCR)
Cartões vermelhos: –

GOLS: Henrique, aos 39’/1T (1-0); Lobaton, aos 6’/2T (1-1); Patrick Vieira, aos 22’/2T (2-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Weldinho, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo (Caio – 15’2T), Vilson, Wesley e Souza; Patrick Vieira (João Denoni – 29’/2T) e Vinícius (Ronny – 23’/2T). Técnico: Gilson Kleina.

SPORTING CRISTAL: Penny, Revoredo (Uribe – 13’/2T), Ayr, Álvarez e Quina; Cazulo, Lobatón, Chiroque (Arroe – 27’/2T) e Sheput (Calcaterra – Intervalo); Rengifo e Ávila. Técnico: Roberto Mosquera.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: