Expulsão de Fabuloso complica, e São Paulo só empata diante do Tigre

5 12 2012

 Em jogo batante nervoso e de arbitragem confusa, Tricolor perde para catimba e leva decisão para o Morumbi

Por Luiz Queiroga

Deixou na mão: Expulsão de Luis Fabiano prejudicou o jogo do São Paulo (foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

Deixou na mão: Expulsão de Luis Fabiano prejudicou o jogo do São Paulo (foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

A maior rivalidade das Américas entrou em campo no místico estádio La Bombonera para o duelo entre Tigre e São Paulo, protagonizando mais uma final entre Brasil e Argentina no futebol.

E como era esperado pelo esquema tático das duas equipes, quem começou no ataque foi o São Paulo, logo aos dois minutos, numa tabela de Lucas com Luis Fabiano, mas o meia-atacante chutou em cima do goleiro. Não passado muito tempo, Jadson cobrou falta para dentro da área, mas a bola voltou aos seus pés após a zaga afastar. O meia percebeu a movimentação de Luis Fabiano por detrás da defesa argentina e lançou primorosamente para o centroavante, mas o arqueiro evitou o arremate.

Luis Fabiano tentou argumentar com o árbitro, mas não teve jeito (Foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

Luis Fabiano tentou argumentar com o árbitro, mas não teve jeito (Foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

O clima do jogo passou a esquentar, começando com a entrada dura de Paparatto em cima de Denilson por trás, o que fez com que os visitantes reclamassem com a atitude do árbitro de prosseguir com o jogo.

Aos 13min, o clímax se deu pela tentativa de agressão de Luis Fabiano a um atleta argentino durante uma confusão. O juiz acabou expulsando o centroavante e Donatti, que também se exaltou.

A saída de Luis Fabiano complicou as subidas ofensivas do Tricolor, já que a única referência na frente sumiu. Abusando da velocidade, Lucas e Osvaldo bem que tentavam criar oportunidades, mas paravam ou nas faltas do adversário ou por não ter para quem dar um passe final. Denilson, então, tentou arriscar de longa distância, aos 26min, mas o goleiro Albil se esticou todo para mandar para a linha de fundo. Enquanto isso, do outro lado, Rogério Ceni seguia sem ser exigido praticamente.

O duelo foi bastante duro do começo ao fim (Foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

O duelo foi bastante duro do começo ao fim (Foto: AFP PHOTO / DANIEL GARCIA)

O início da segunda etapa não teve muitas diferenças no cenário da partida, alguns jogadores continuaram a se estranhar, o que fez Rafael Tolói receber o primeiro cartão amarelo da noite após empurrar um argentino fora de lance. A situação estava  só piorando e o São Paulo se minava, já que o Rhodolfo e Denilson também foram advertidos por reclamação e entrada dura, respectivamente.

O Tigre passou a chegar com mais pressão percebendo a arbitragem confusa do paraguaio Antonio Arias, que distribuía cartões para os brasileiros mas limitou-se a amarelar apenas Botta por puxar a camisa de Lucas. O Tricolor, por sua vez, não sabia lidar com a catimba argentina.

Até o final do primeiro confronto da decisão da Copa Sul-Americana, poucos lances de perigo. Salvo uma falha de Rhodolfo diante de Ftacla já aos 43min dentro da área, mas o zagueiro recuperou-se logo em seguida e afastou a bola. Com o resultado de 0 a 0, mesmo que o Tigre empate por gols no Morumbi, a regra do gol de fora não é válida no torneio, obrigando um dos times a ganharem na capital paulista, dia 12.

FICHA TÉCNICA

TIGRE (ARG) 0 X 0 SÃO PAULO

Estádio: La Bombonera, em Buenos Aires (ARG)
Data/hora: 5/12/2012, às 21h50
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (PAR) e Dario Gaona (PAR)
Renda/público: não disponíveis
Cartões amarelos: Rafael Toloi, Rhodolfo e Denilson (SAO); Botta e Paparatto (TIG)
Cartões vermelhos: Luis Fabiano (SAO) e Donatti (TIG)

TIGRE (ARG): Albil; Paparatto, Etcheverría, Donatti, Orban; Galmarini, Ferreira, Díaz, Leone, Botta (Torassa 42’/2T) e Maggiolo (Ftacla 33’/2T) . Técnico: Néstor Raúl Gorosito.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo, Cortez, Wellington, Denilson, Jadson (Cícero 16’/2T), Lucas, Osvaldo, Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

Anúncios

Ações

Information

One response

6 12 2012
Luis Fabiano lamenta expulsão, mas admite não gostar “de tomar porrada” «

[…] partida da decisão da Copa Sul-Americana entre São Paulo e Tigre-ARG, nessa quarta-feira (5), que acabou empatada sem gols, teve como principal acontecimento a expulsão de Luis Fabiano, ainda aos 13min do primeiro tempo. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: