São Paulo pressiona, só empata com Universidad mas vai para final da Sul-Americana

28 11 2012

 Tricolor bombardeou meta chilena, mas o goleiro adversário foi um dos grandes nomes da noite

Por Luiz Queiroga

Luis Fabiano bem que tentou, mas parou nas mãos de Toselli (Foto: Leonardo Soares/UOL)

Na noite desta quarta-feira (28), São Paulo e Universidad Católica duelaram para definir quem será o primeiro finalista da Copa Sul-Americana, no estádio do Morumbi. Com o empate por 1 a 1 no Chile, semana passada, a classificação só foi decidida na capital paulista, com o Tricolor confirmando o favoritismo e empatando por um placar zerado, mas de muita emoção.

O jogo foi bastante disputado, obrigando o árbitro a trabalhar bastante (Foto: Julia Chequer/Folhapress)

O confronto iniciou de forma acelerada: com menos de um minuto de campo, Lucas avançou pela direita e tocou para Luis Fabiano. O atacante dominou entre dois marcadores e arrematou em cima do goleiro Toselli.

O atacante apareceu novamente após cabecear em escanteio de forma perigosa, aos seis minutos. Assim como nos primeiros minutos do duelo, o jogo seguiu bastante truncado, disputado. O árbitro não titubeou em acalmar os ânimos aplicando dois cartões amarelos, um para cada time, antes mesmo de completar cinco minutos.

O São Paulo passou então a tocar a bola a procura do melhor lance para finalizar, que veio aos 17min, com Osvaldo. A bola caiu nos pés do atacante, que chutou de fora da área e tirou tinta do travessão.

O time da casa seguia melhor, e três minutos depois desperdiçou uma incrível oportunidade: Lucas deixou Jadson na cara do gol para balançar as redes, mas o meia chutou rente à trave, elevando a torcida a loucura, aos 20min. No minuto seguinte, Denilson tentou um chute de fora da área, mas também foi para fora.

Jadson recebeu outra grande bola, novamente de Lucas, aos 25min, mas o forte chute foi em cima de Toselli. A redonda, porém, não queria entrar na meta chilena de forma alguma. Nem mesmo Rogério Ceni, que cobrou falta com categoria aos 28min, conseguiu estrear o placar, já que o arqueiro adversário conseguiu mandar pra fora o arremate. Enquanto o Tricolor bombardeava o gol de Toselli, a Universidad Católica apenas batia nos jogadores do São Paulo, não imprimiam nenhuma jogada ofensiva.

Assim como no jogo de ida, o Tricolor pecava nos lances ofensivos desperdiçados. Aos 40min, no meio de uma série de boas chegadas, Lucas tocou para Jadson, que encontrou Osvaldo no lado esquerdo da área. O atacante recebeu e já emendou um chute, mas Toselli defendeu. A bola caiu nos pés de Luis Fabiano que mandou em cima do arqueiro. Houve então um segundo rebote, mas o camisa 9 jogou na rede pelo lado de fora.

Osvaldo roubou a cena no Morumbi, mas não conseguiu balançar as redes (Foto: Julia Chequer/Folhapress)

Na volta para o segundo tempo, logo aos três minutos Jadson cobrou falta próxima da área com perigo, obrigando Toselli a dar um tapa para mandar para escanteio. A Universidad Católica, por sua vez, seguia dividindo forte.

Osvaldo seguia impossível no jogo: o camisa 17 avançou pela esquerda, deu um corte no marcador à frente e lançou a bola para Jadson. O meia, porém, mandou a bola por cima, enervando ainda mais a torcida por ter errado mais uma grande oportunidade.

Aos 17min, Rogério Ceni saiu novamente do gol para tentar abrir o marcador, mas não conseguiu converter a cobrança de falta. No minuto seguinte, Paulo Miranda lançou para Luis Fabiano dentro da área, mas o atacante se atrapalhou todo e facilitou para a defesa de Toselli. Osvaldo, aos 30min, fez fila e chutou da entrada da área, mas o arqueiro evitou o gol.

O técnico Ney Franco colocou Paulo Henrique Ganso no lugar de Jadson para tentar dar mais qualidade ao ataque, para assim as finalizações resultarem em gol. Mas quem deu a assistência para aquela que seria a melhor oportunidade de todo o jogo nos pés de Luis Fabiano foi Lucas. O camisa 7 lançou o centroavante na cara de Toselli, mas ele chutou em cima do arqueiro.

Mesmo com uma certa pressão na base do desespero da Universidad Católica, o São Paulo conseguiu a classificação em função do placar agregado de 1 a 1 obtido no Chile. Agora o Tricolor aguarda pelo ganhador do confronto entre Millionarios e Tigre.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 UNIVERSIDAD CATÓLICA (CHI)

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/horário: 28/11/2012, às 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Juan Soto (VEN)
Assistentes: Jorge Urrego (VEN) e Carlos Lopez (VEN)
Renda e Público: R$ 1.303.532,00 / 55.286 pagantes

Cartões Amarelos: Rogério Ceni, Wellington, Denilson (SPO); Andía, Peralta, Costa, Silva, Álvarez (UNI)
Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Não houve.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Wellington, Jadson (Ganso – 33’/2°T), Lucas e Osvaldo; Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

UNIVERSIDAD CATÓLICA (CHI): Toselli; Álvarez, Martinez, Andía e Parot; Costa, Silva (Obelar – 21’/2°T), Ríos (Mier – 35’/2°T) e Cordero; Peralta (Menezes – 13’/2°T) e Castillo. Técnico: Juan Martín Lasarte.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: