Internazionale vence a Juventus de virada e encerra a série invicta de 49 jogos da Velha Senhora

5 11 2012

Mesmo com a derrota, a Juve permanece líder, mas a diferença para a Inter caiu para um ponto; Milan, Fiorentina e Roma goleiam em casa; Lazio é goleada fora de casa; Napoli vacila e cede empate no San Paolo

Por Gustavo Soler

Neste final de semana, a Internazionale acabou com a série de 49 de invencibilidade da Juventus e o Jornalismo FC traz os principais resultados da 11ª rodada do Calcio.

Milan 5 x 1 Chievo Verona

Jogadores do Milan comemorando o quarto gol do jogo (Foto: Getty Images)

O Milan ainda tentava mostrar um futebol convincente nesta temporada para se recuperar. O clube Rossonero abriu a décima primeira rodada recebendo o Chievo, que estava um ponto atrás. Para a alegria da torcida do San Siro, que levou um susto no começo do jogo, o time de Massimiliano Allegri goleou e se recuperou bem na tabela.

As coisas não começaram bem para os milanistas. A torcida logo pensou que teria mais um daqueles jogos terríveis que a equipe vinha fazendo. Os jogadores não se entendiam em campo e o principal atleta, El Shaarawy, não estava em uma noite feliz. Porém, aos 15 minutos, Constant fez o lançamento para dentro da área, o zagueiro Marco Andreolli afastou mal e Emanuelson bateu de primeira para abrir o placar. Dois minutos depois, Luciano bateu escanteio pela esquerda e Pellissier subiu mais que El Shaarawy para empatar o jogo. Tentando voltar à frente do marcador, o Milan foi pra cima e, após um cruzamento de Abate, Emanuelson se jogou na bola, mas o holandês não conseguiu o arremate.

O Chievo quase virou o jogo em duas tentativas de longe com Hetemaj. Na primeira o finlandês bateu forte e a bola passou à direita do gol de Abbiati. Na segunda tentativa, o camisa 56 mandou rasteira, obrigando o arqueiro rossonero a se esticar e espalmar a bola no cantinho. O Milan fez uma boa trama com Pazzini e Emanuelson e o holandês ajeitou a bola para Montolivo, que arrumou a bola e bateu de fora da área, acertando o cantinho do goleiro para pôr o time da casa em vantagem. Com 40 min, Bojan recebeu de Emanuelson e bateu fraquinho de fora da área, porém, a bola desviou em Dainelli e saiu do alcance de Sorrentino, marcando o terceiro gol.

No começo do segundo tempo, Abate foi fazer o cruzamento pela ponta direita e acertou a nuca do meia Dramé, que foi a nocaute e saiu de campo desacordado. Ainda ofuscado na partida, El Shaarawy teve a chance de se isolar na artilharia do Calcio. Após a bola mal afastada pela zaga, o Pequeno Faraó bateu firme de pé esquerdo, mas a bola saiu. Aos 30 minutos, Abate cruzou, a bola foi desviada pela defesa e El Shaarawy conseguiu empurrar para o gol: 4 a 1 Milan. Os rossoneri não desistiram de marcar e, com 43 min, Pazzini fez o pivô para Bojan, que bateu para a grande defesa de Sorrentino. No último minuto de jogo, El Shaarawy tocou de três dedos para Pazzini fechar a goleada em 5 a 1.

Juventus 1 x 3 Internazionale

Destaque da Inter, Diego Milito (à esq.) marcou dois gol na vitória de virada contra a Juve (Foto: Getty Images)

Invicta desde maio de 2011, a Juventus tinha um jogo complicado contra a Inter para manter-se invicta em jogos válidos pelo Campeonato Italiano e se isolar ainda mais na liderança do Calcio. A torcida da Velha Senhora viu algo que não sabia o que era, desde a inauguração do Juventus Stadium, na última temporada: uma derrota. A vitória de virada foi um feito histórico do time de Stramaccioni, que agora está apenas um ponto atrás dos rivais de Turim.

Arturo Vidal abriu o placar antes do primeiro minuto no Juventus Stadium (Foto: Agência Reuters)

A partida começou com tudo. Logo no primeiro ataque, antes do primeiro minuto, Giovinco tocou para Vunicic que, de carrinho achou Asamoah. O ganês bateu cruzado e Vidal bateu para o gol aberto, inaugurando o marcador. A Juve parecia que teria mais uma noite normal, com uma vitória em clássico. Os indícios eram grandes. Aos sete minutos, Pirlo lançou de primeira por trás da zaga para Marchisio, o camisa 8 bateu de primeira e Handanovic fez uma defesa incrível. Aos 43, Asamoah cruzou, a bola foi desviada pela defesa e quase encobriu Handanovic, que ainda conseguiu mandar um tapa para escanteio. No último minuto do primeiro tempo, Samuel desarmou Vucinic, a bola atravessou toda a área, o brasileiro Juan e o japonês Nagatomo vacilaram, e Vidal ganhou na corrida e bateu de primeira para outra boa defesa de Handanovic. No rebote, o chileno mandou pra longe.

O atacante Vucinic sentiu uma lesão no lance contra Samuel e teve que sair. Aos oito minutos da segunda etapa, Milito puxou o contra-ataque e tocou para Palacio, o ex-atacante do Boca Jrs bateu forte, mas a bola acabou subindo. A Inter tentava o empate no começo do segundo tempo, aos 11, Nagatomo recebeu nas costas de Zanetti e bateu firme, mas Buffon fez a defesa. Com 12 min, Cassano cobrou falta ensaiada Cambiasso, que de letra ajeitou para Milito. O atacante foi tocado por Marchisio e Paolo Tagliavento marcou o pênalti. Na cobrança, Diego Milito bateu o famoso pênalti perfeito, empatando a partida.

Milito batendo o pênalti que resultou no gol de empate da Inter (Foto: Getty Images)

A Juve tentava sair para o ataque, mas a Inter se fechava bem e esperava pelos contra-ataques. Aos 30 minutos, Vidal errou feio e deu a bola de presente para Guarin, o colombiano avançou com muita velocidade e bateu com força da entrada da área, obrigando Buffon a fazer uma grande defesa. Porém, no rebote, Milito foi mais rápido que Barzagli e bateu de primeira virando o jogo no Juventus Stadium. O sofrimento da Velha Senhora aumentava: o time não conseguia chegar ao gol de Handanovic e, aos 44 min, Guarin puxou o contra golpe e lançou Nagatomo, o japonês partiu em direção ao gol, mas foi desarmado por Barzagli, o camisa 55 Nerazzurri insistiu na jogada, ganhou na dividida com Chiellini e tocou uma bola à la Pirlo para Palacio, que não perdoou e bateu para marcar o terceiro da Inter, dando ponto final a invencibilidade da Juventus.

Palacio no momento do último gol do jogo (Foto: Agência Reuters)

Catania 4 x 0 Lazio

Autor de dois gols, Gomez (à dir.) comemora o seu segundo gol (Foto: Agência Reuters)

Com uma boa campanha no começo do campeonato, o Catania tentava se aproximar da própria Lazio, que está na zona de Europa League. Por outro lado, o time Biancoazzurri buscava a recuperação no torneio, pois o clube não vencia a duas rodadas e já estava ficando distante do Napoli, primeiro time da faixa de Champions League. Porém, o resultado do jogo foi surpreendente, o time da casa emendou uma goleada de 4 a 0.

O Catania começou melhor no jogo, e com oito minutos, Gomez trouxe pela ponta esquerda, encarou a marcação de Biava e bateu forte por cima de Bizzarri, abrindo o placar. Na comemoração, o atacante dançou o famoso hit do sul-coreano PSY, o “Gangnam Style”. Aos 24 min, Izco fez a jogada pela direita e tentou o levantamento, a bola bateu na mão de André Dias e o árbitro Mazzoneli marcou o pênalti. Na cobrança, Lodi deslocou o arqueiro Bizzarri para marcar o segundo gol. Aos 27, Alvarez cruzou e Gomez bateu de primeira, o zagueiro Biava tirou, e no rebote Barrientos bateu para a boa defesa de Bizzarri, porém, o auxiliar comunicou o juiz que a bola havia passado no corte de Biava e o gol foi validado.

A segunda etapa começou com o Catania administrando o jogo. A Lazio não conseguia jogar e não oferecia riscos ao gol dos mandantes. Com 24 minutos veio o golpe final: Gomez ganhou na velocidade, invadiu a área e tocou para Barrientos livre para marcar o quarto. A Lazio ainda tentou o gol de honra, mas Marchese tomou e a bola foi de pé em pé até chegar em Lodi que bateu colocado, mas jogou por cima do gol.

Fiorentina 4 x 1 Cagliari

Principal jogador do time, Jovetic comemora o seu gol (Foto: AFP)

Com uma campanha respeitável neste começo de temporada, a Fiorentina recebeu o Cagliari em casa. Tentando se aproximar do Napoli, primeiro time da zona de Champions League, o time de Vicenzo Montella manteve a boa fase e goleou por 4 a 1, com direito a gol do veterano Luca Toni.

Os violas logo tomaram a iniciativa do jogo, e com 13 minutos, Gonzalo Rodriguez aproveitou a cobrança de escanteio para subir no último andar e testar pro fundo do gol. A Fiorentina continuou indo pra cima, porém, Jovetic e companhia não conseguiam chegar até a meta de Agazzi. Por outro lado, o Cagliari, que estava fechado na defesa, procura as oportunidades para o contra-ataque. Em uma dessas chegadas ao ataque, os visitantes tiveram uma falta pela esquerda. Na cobrança, Cossu bateu bem aberto para Cassarini, o camisa 32 bateu de primeira, a bola desviou no meio do caminho e entrou. Porém, o árbitro assinalou impedimento de Thiago Ribeiro. Depois de conversar com os seus auxiliares, Gianpaolo Calvarese confirmou o gol, pois a bola desviou em Roncaglia, zagueiro da Fiore, e não no atacante brasileiro.

Aos quatro minutos de segundo tempo, Pizarro cobrou escanteio e Jovetic bateu de primeira para colocar a Fiorentina de volta a frente do marcador. Com oito minutos, Jovetic puxou o contra-ataque e cruzou no meio para Luca Toni, o veterano atacante chegou com velocidade para bater de primeira e marcar mais um gol. O Cagliari tentava diminuir, mas com o bom sistema defensivo da Fiorentina, isso não foi possível, e aos 39 minutos, Agazzi saiu jogando com Dessena, o meia acabou tocando errado e mandou nos pés de Cuadrado, que percebeu o goleiro adiantado e mandou para fazer o quarto gol.

Napoli 1 x 1 Torino

Cavani marca e homenageia sua esposa que está esperando o filho do casal (Foto: Agência Reuters)

Aproveitando a derrota da líder Juventus, o Napoli precisava dos três pontos para se reaproximar dos dois líderes. O confronto desta rodada seria contra o Torino, clube que está tentando fugir da zona de rebaixamento. Os azzurris vacilaram e cederam um empate dentro do San Paolo para o time de Turim. Agora o time de Cavani está a quatro pontos da Inter.

Sabendo do seu dever, o Napoli se mandou para o ataque, e logo aos seis minutos, Campagnaro cobrou lateral para dentro da área, Hamsik bateu cruzado e Cavani abriu o placar. O uruguaio comemorou homenageando a sua mulher, que está grávida. Hamsik teve a chance do segundo, porém o eslovaco mandou por cima do gol. O Torino teve uma grande oportunidade para empatar. Depois de um cruzamento de Cerci, Bianchi testou firme, De Sanctis defendeu, e no rebote, Cannavaro se enrolou com a bola e defendeu para o goleiro De Sanctis que foi obrigado para mandar para escanteio.

Pandev armou um contra-ataque muito veloz pelo meio e bateu de entrada da área, a bola desviou em Glik e saiu rente a trave. O Napoli ficou reclamando de um pênalti sobre Maggio: o ala direito foi desarmado, por Rodriguez, porém, o defensor continuou com o movimento com o pé e deu uma “rapa” no jogador azzurri. Dzemaili aproveitou a bola mal afastada por Rodriguez e bateu forte de fora da área, mas mandou pra fora. Aos 46 min, Gazzi chegou de carrinho para bloquear um chute de Dzemaili, o volante do Torino acabou sentindo uma torção no pé, que ficou preso na grama após o carrinho. Aos nove minutos do segundo tempo, Cerci partiu pela direita e se jogou dentro da área, atento no lance, o auxiliar que fica atrás do gol avisou o juiz Paolo Valeri, que advertiu com o cartão amarelo o atacante.

Em um lance perdido, o Napoli quase marcou um gol sem querer. Após um bico pra frente de Cannavaro, Dossena evitou a saída de bola tentando um cruzamento para o meio da área, a bola quase encobriu o goleiro Gillet, porém, bateu no travessão e saiu. Aos 16 min, o Torino bateu uma falta rápida pelo meio, mas Sgrigna não conseguiu o arremate. Com 25, Cerci aproveitou a bola mal afastada e bateu de primeiro, porém, a bola subiu demais. Santana arriscou de longe, e De Sanctis agarrou firme.

Sansone marcou o gol salvador do Torino (Foto: Agência Reuters)

Darmian perdeu a bola pela direita, e Insigne partiu com velocidade pelo meio, o atacante tocou para Hamsik, que livre invadiu a área, driblou o goleiro e de forma incrível perdeu o gol aos 40 minutos. Aos 47 do segundo tempo, o experiente zagueiro Aronica foi recuar a bola para De Sanctis, mas o passe foi fraquinho, e Sansone aproveitou, driblou o goleiro e bateu com o gol livre para empatar.

Roma 4 x 1 Palermo

Perto de chegar a histórica marca de 216 gols, e ficar em terceiro lugar na artilharia geral do Calcio, Francesco Totti abriu o placar na goleada (Foto: Site Oficial do Roma)

Alternando bons e maus momentos no Calcio, o Roma de Zeman vinha de duas derrotas de virada contra a Udinese e Parma. Para fechar a décima primeira rodada, o time da capital recebeu o Palermo, que está sofrendo para sair da zona de rebaixamento. Com direito a gol de Francesco Totti, os giallorossi golearam e viram o seu ídolo ficar a um gol de Giuseppe Meazza e do brasileiro Mazzola, terceiros colocados na artilharia de todos os tempos do Calcio.

O Roma teve a primeira boa chance de gol aos dez minutos: Piris cruzou, Osvaldo furou e Totti tocou de cabeça, o goleiro Ujkani fez a defesa, a bola tocou na trave e no rebote, o Capitano mandou para o gol. Aos 25 min, Osvaldo levou uma entrada violenta de Muñoz e o árbitro Andrea de Marco nem cartão deu para o zagueiro, que era o último jogador antes do goleiro em frente à área. Com 30 min, De Rossi lançou, Muñoz e Ujkani trombaram e a bola sobrou para Osvaldo, que com o gol aberto marcou o segundo.

Por pouco o Capitano não se igualou a Giuseppe Meazza e Mazzola com 216 gols no Calcio. Após um cruzamento de Osvaldo, Totti chegou batendo de primeira e mandando a bola pra fora. Aos 41 min, Lamela gingou dentro da área e bateu de pé esquerdo, obrigando a boa defesa de Ujkani. A única chegada do Palermo foi aos 45, primeiro com Kurtic bateu forte e Goicoechea foi no cantinho para fazer a defesa. Na cobrança do escanteio, Garcia cabeceou de costas, mas a defesa afastou no rebote. No último minuto, Osvaldo cruzou, Lamela não alcançou e Muñoz afastou antes que a bola chegasse em Totti.

Aos 16 minutos, Totti tocou para Balzaretti, que de bico mandou para o gol, mas Ujkani fez a defesa. Aos 24, Tachtsidis cruzou, Ujkani se esticou todo para chegar na bola, mas não conseguiu, e Lamela chegou escorando de primeira para marcar o terceiro. Com o adversário rendido, Lamela lançou Mattia Destro, a jovem promessa italiana driblou o goleiro em alta velocidade e mandou para o gol, fazendo o quarto gol. Com 39 min, Miccoli roubou a bola e Iliic bateu por cima de Goicoechea para marcar o gol de honra.

Confira todos os resultados da 11ª rodada do Calcio:

Sábado (03/11)

Milan 5 x 1 Chievo Verona

Juventus 1 x 3 Internazionale

Domingo (04/11)

Pescara 2 x 0 Parma

Bologna 1 x 1 Udinese

Catania 4 x 0 Lazio

Fiorentina 4 x 1 Cagliari

Napoli 1 x 1 Torino

Sampdoria 1 x 2 Atalanta

Siena 1 x 0 Genoa

Roma 4 x 1 Palermo

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: