Atlético-MG pressiona, mas apenas empata com o Flamengo

31 10 2012

Torcida mineira empurra, time coloca duas bolas trave, mas resultado  complica luta pelo título

Por Felippe Rocha

Gonzáles não deixa Jô respirar. Rubro-negro marcou muito para conter o ímpeto mineiro (Foto: Lancenet)

  O Atlético Mineiro recebeu o Flamengo  no estádio Independência, com o objetivo de vencer e continuar na cola do Fluminense na briga pelo título nacional. Como tem sido comum neste campeonato, a torcida mandante transformou o estádio em um caldeirão desde antes do início da partida.

  Apesar do já esperado ritmo intenso no início de partida, a primeira chance clara foi somente aos nove minutos. Guilherme chutou de fora da área, mas a bola passou à direita  do gol de Felipe. Um minuto depois, Ronaldinho tocou para Marcos Rocha e recebeu de volta dentro da área. O meia sofreu toque por trás e caiu, mas o árbitro Sandro Meira Ricci mandou o jogo seguir. Estava consumado o domínio atleticano.

  A defesa rubro-negra conseguia evitar as muitas bolas cruzadas, principalmente por Ronaldinho. Porém, a equipe carioca praticamente não saía do campo de defesa. A posse de bola era superior aos atleticanos. Aos 20 min, Jô recebeu na entrada da área e acertou um chute no travessão. O jogo seguiu elétrico: com menos de 25 minutos, os dois treinadores já tinham sido advertidos pelo árbitro.

  Em um raro contra-ataque, aos 26 min,Vágner Love cruzou da esquerda e Richarlyson impediu que a bola chegasse em Liédson, mandando-a para escanteio. E no rebote do escanteio, Renato acertou seu fortíssimo chute de canhota no canto esquerdo baixo do goleiro Victor. Flamengo 1 a 0.

  Aos 33 min, o goleiro Felipe sentiu uma lesão no tornozelo esquerdo. O jogo ficou parado por três minutos e o camisa 1 ainda tentou voltar. Mas depois de encaixar um chute de Ronaldinho, o goleiro pediu substituição e Paulo Victor entrou em seu lugar.

  O Atlético pareceu ter sentido o gol e não conseguia penetrar na defesa. Mas o ânimo do torcedor foi renovado quando, aos 42 min, Wellington Silva foi expulso pelo segundo cartão amarelo. As duas faltas foram em cima do ligeiro Bernard, quem ele deveria marcar. O primeiro tempo terminou sem maiores chances.

Jô entre dois marcadores. Atacante passou em branco na partida (Foto: Lancenet).

  O segundo tempo começou com Dorival Júnior já expulso por reclamação e uma substituição de cada lado feita no intervalo. Estas alterações deram muita liberdade para o naturalmente ativo Marcos Rocha. Muito acionado no início da segunda etapa, o lateral quase marcou aos quatro minutos, quando passou por três adversários mas chutou fraco, nas mãos de Paulo Victor.

  A partida seguiu com o Atlético jogando inteiro no campo de defesa do Flamengo, mesmo trabalhando com mais paciência que no primeiro tempo. E assim, aos 12 min, Bernard cruzou na cabeça de Leonardo – que entrara no intervalo. O centro-avante, sozinho, cabeceou no pé da trave esquerda, sem chances para o goleiro. Empate mineiro: 1 a 1.

  Com um jogador a menos, o Flamengo ameaçava muito pouco, em raríssimos contra-ataques. Mesmo assim, a equipe carioca não conseguia finalizar. O Atlético continuava pressionando, mas pecava no último passe, diante da boa marcação rubro-negra na entrada da área. Poucas chances surgiram: aos 26 min, em escanteio cobrado por Ronaldinho na primeira trave, a zaga afastou. Em chute de Leandro Donizete, de fora da área, aos 36 min, Paulo Victor tirou para novo escanteio.

  Na última grande chance do jogo, Ronaldinho sofreu falta na meia-lua aos 43 min. Ele mesmo cobrou e a bola bateu na junção entre a trave o travessão. A distância do Atlético-MG para o líder Fluminense ficou em oito pontos. A torcida atleticana aplaudiu o time ao fim da partida. O Flamengo conquista mais um ponto importante na luta contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 1 FLAMENGO

Local: Arena Independência, Belo Horizonte

Data e hora: 31 de outubro de 2012, às 21h50 (horário de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci

Cartões amarelos: Leonardo Silva e Pierre (CAM), Wellington Silva, Amaral, Ibson e Renato (FLA),

Cartão vermelho: Wellington Silva (FLA)

Gols: Renato Abreu aos 27′ /1º T(0 a 1) e Leonardo, aos 12′ /2º T(1 a 1)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha (Neto Berola, 33/2ºT), Réver, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre (Serginho, 19/2ºT) e Leandro Donizete; Guilherme (Leonardo, intervalo), Ronaldinho e Bernard; Jô. Técnico: Cuca.

FLAMENGO: Felipe (Paulo Victor, 37/1ºT), Wellington Silva, Renato Santos, Marcos Gonzáles e Ramon; Amaral, Ibson, Renato Abreu e Cléber Santana (Wellington Bruno, 39/2ºT); Vágner Love e Liédson (Welinton, intervalo). Técnico: Dorival Júnior.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: