Em partida emocionante, Atlético-MG vira para cima do Sport e se mantem vivo na briga pelo título

14 10 2012

Com o gol da vitória marcado aos 46min do segundo tempo, o Galo venceu o Sport por 2 a 1. Após a partida, os jogadores do Sport tentaram agredir o árbitro, alegando que ele deixou de marcar um pênalti para o Leão da Ilha

Por Stéfano Bruno

Com dois gols, Leonardo foi o herói da vitória atleticana sobre o Sport (Foto: Bruno Cantini/Site Oficial do Atlético-MG)

Dramática! Essa seria a palavra para definir a vitória do Atlético sobre o Sport, na tarde deste domingo (14). Após desperdiçar muitas chances e ver o Giovanni salvar a equipe em várias oportunidades, o Galo conseguiu chegar a virada, aos 46min do segundo tempo.

Durante todo o tempo, o Atlético pressionou o Sport, que respondia com contra-ataques rápidos. Mas foi após uma jogada de bola parada que o Sport abriu o placar. Cicinho cobrou escanteio e Hugo cabeceou para o fundo do gol. Apesar de o Galo se manter por todo o tempo no ataque, quem aparecia com uma atuação em destaque era o goleiro da equipe alvinegra, Giovanni. Com grandes defesas, ele ia segurando o resultado de 1 a 0 para o Sport.

No segundo tempo o Atlético continuou pressionando o Sport e, de tanto insistir, empatou com Leonardo. A pressão que já era grande, ficou ainda maior. Já nos acréscimos, Bernard arrancou pela direita e tocou para o Leonardo fazer o seu segundo gol na partida.

Pouco depois os jogadores do Sport reclamaram muito de um possível pênalti não marcado pelo árbitro Flávio Rodrigues Guerra.

Próximos jogos

O Atlético volta a campo na próxima quarta-feira (17), onde vai a Vila Belmiro encarar o Santos, às 22h (de Brasília). O Sport volta a campo na próxima quinta-feira (18), onde recebe a Ponte Preta, às 21h (de Brasília).

Crônica da partida

O Atlético começou a partida pressionando o Sport e, logo aos cinco minutos, desperdiçou grande chance de abrir o placar. Leandro Donizete roubou a bola no meio-campo e deu ótima assistência para o Jô. O atacante entrou na área livre de marcação e bateu na saída de Magrão. A bola passou rente a trave esquerda, assustando o goleiro da equipe pernambucana.

Três minutos depois foi à vez de a equipe visitante desperdiçar boa oportunidade. Felipe Azevedo recebeu a bola na entrada da área e tentou bater para o gol. A bola pegou na defesa atleticana e sobrou limpa para o Rithely. Livre de marcação, o volante bateu na saída de Giovanni, que fez grande defesa.

A partida seguia movimentada, com o Sport tentando explorar os espaços deixados pelo Atlético. Mas foi em uma jogada de bola parada que o Leão abriu o placar. Aos 15min, Cicinho cobrou escanteio pela esquerda, Hugo subiu mais que a defesa atleticana e cabeceou para o fundo do gol. 1 a 0.

O Sport que já era melhor na partida cresceu ainda mais após o gol. Com jogadas bem trabalhadas e chutes de longa distância, a equipe de Recife assustava o Galo todas as vezes que chegava ao ataque.

Imagens da partida entre Atlético e Sport - Alexandre Guzanshe / EM DA Press

Ronaldinho dá bronca em Marcos Rocha, após o lateral desperdiçar grande oportunidade de marcar (Foto: Alexandre Guzanshe / EM DA Press)

Com o passar do tempo o Atlético foi se acertando na partida e, aos 28min, voltou a desperdiçar grande chance. Marcos Rocha recebeu bom passe pela direita e cruzou rasteiro. Na tentativa de empurrar a bola para a rede, Bernard não alcançou a bola e o Galo acabou perdendo mais uma chance clara de gol.

Dois minutos depois foi à vez de Marcos Rocha desperdiçar grande oportunidade. O lateral recebeu livre pela direita, invadiu a área e, na hora de finalizar, pegou mal na bola, que saiu fraquinha. A bola passou pelo Magrão, mas a defesa do Sport afastou o perigo.

Aos 34min, Marcos Rocha desperdiçou outra grande oportunidade. Após ótima troca de passes, Jô deixou o lateral atleticano novamente livre para marcar. Na frente do Magrão, o lateral optou por tocar a bola para o Ronaldinho, ao invés de bater para o gol. O passe saiu muito à frente do craque atleticano, que não conseguiu alcançar a bola. O meia da camisa 49 se irritou com o lateral alvinegro, sinalizando a ele que deveria ter finalizado para o gol.

A primeira etapa terminou com o Atlético pressionando o Sport.

Segundo tempo

A segunda etapa começou da mesma forma que terminou a primeira, com o Galo pressionando o Leão. Aos cinco minutos, Bernard fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o Jô. O atacante alvinegro subiu mais que a defesa rubro-negra e cabeceou por cima do gol, assustando o goleiro Magrão.

Aos 13min, o Sport perdeu uma chance incrível de ampliar o placar. Gilsinho pegou a bola no meio-campo e, a sua frente, tinha apenas o goleiro Giovanni. O atacante da equipe rubro-negra carregou a bola, invadiu a área e bateu na saída do goleiro atleticano, que fez uma defesa espetacular, evitando que o Leão da Ilha ampliasse o placar.

O goleiro atleticano voltou a salvar a equipe aos 18min. Cicinho recebeu a bola na entrada da área e bateu firme. A bola foi no ângulo do gol defendido por Giovanni, que fez mais uma defesa espetacular.

A resposta do Atlético aconteceu dois minutos depois. Após cruzamento pela direita, Jô subiu livre de marcação, mas na hora de cabecear, foi atrapalhado pelo Carlos César, seu companheiro de equipe, e acabou cabeceando para fora.

Enquanto o Atlético procurava pressionar o Sport em busca do empate, a equipe visitante tentava sair em velocidade, explorando os espaços deixados pelo Galo.

De tanto insistir, a equipe alvinegra conseguiu chegar ao empate. Aos 30min, Ronaldinho fez bom cruzamento pela direita, Leonardo subiu mais que a defesa rubro-negra e cabeceou para o fundo do gol. 1 a 1.

Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press

Leonardo comemora com o Ronaldinho o seu primeiro gol na partida (Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press)

Quatro minutos depois, Neto Berola recebeu ótimo passe e avançou livre de marcação. O atacante finalizou na saída do Magrão, mas pegou muito em baixo da bola, que saiu por cima do gol. Foi mais uma grande chance desperdiçada na partida.

Aos 36min, Ronaldinho cobrou falta pela esquerda e, mesmo sem ângulo, o craque cobrou direto. Magrão deu um leve toque na bola, que ainda pegou no travessão.

Após o gol de empate o Atlético aumentou ainda mais a pressão sobre o Sport. Os zagueiros Leonardo Silva e Rafael Marques viraram atacantes nos minutos finais. A pressão ficou ainda maior após o meia Hugo ser expulso. O jogadores fez uma falta dura em Leonardo Silva e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo e consequentemente o vermelho.

A pressão era muito forte e ficou insustentável, com isso, o Galo acabou chegando ao gol da virada, aos 46min. Bernard avançou pela direita, invadiu a área e tocou para Leonardo, que só teve o trabalho de empurrar a bola para a rede.

Apesar de a partida estar nos minutos finais, o lance mais polêmico o jogo ainda estava por vir. Aos 48min, após uma bola levantada na área, Giovanni falhou e a bola sobrou para Diego Ivo. O zagueiro da equipe rubro-negra tentou fazer o cruzamento, mas a bola pegou no braço do Carlos César. O árbitro da partida, Flávio Rodrigues Guerra, entendeu que o braço do lateral atleticano estava colado ao corpo. Os jogadores do Sport não entenderam assim e reclamaram muito com o árbitro.

Após o apito final, houve muita confusão em campo. Os jogadores do Sport partiram para cima do trio de arbitragem, que precisou da intervenção da polícia militar para evitarem que fossem agredidos.

ATLÉTICO-MG 2 X 1 SPORT

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data/hora: 14/10/2012 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (CBF-SP)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Corrêa (Asp. Fifa-RJ) e Nadine Schram Bastos (Asp. Fifa-SC)

Renda/público: R$ 385.950,00 / 14.365 pagantes

Cartões amarelos: Hugo (43’/1ºT); Renê (43’/1ºT); Magrão (12’/2ºT); Leonardo Silva (48’/2ºT)
Cartões vermelhos: Hugo (37’/2ºT)

Gols: Hugo, 16′/1ºT (0-1); Leonardo, 30’/2ºT (1-1); Bernard, 47’/2ºT (2-1)

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Marcos Rocha (Carlos Cesar, 16’/2ºT), Rafael Marques, Leonardo Silva e Junior Cesar; Leandro Donizete, Pierre, Escudero (Neto Berola, 34’/1ºT), Ronaldinho e Bernard; Jô (Leonardo, 23’/2ºT) – Técnico: Cuca.

SPORT: Magrão, Cicinho (Renato, 33’/2ºT), Ailson, Bruno Aguiar e Renê; Reinaldo, Rithelly (Willians, 33’/2ºT), Tobi e Hugo; Felipe Azevedo e Gilsinho- Técnico: Sergio Guedes.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: