Em dia histórico no Palmeiras, eleições diretas são aprovadas por conselheiros do clube

1 10 2012

Torcida palmeirense fez o movimento “Diretas Já” do lado de fora do ambiente onde estavam os conselheiros

Por Caio Martins

Eleições diretas é um desejo dos palmeirenses há tempos (Foto: Blog Zumbi Verde)

O dia 1º de outubro de 2012 pode ser considerado um marco histórico na Sociedade Esportiva Palmeiras a partir de hoje. Os conselheiros do clube aprovaram, na noite de hoje, por unanimidade, eleições diretas para presidente. Falta, no entanto, a etapa em que os sócios também votarão pelas diretas. Os torcedores palmeirenses, porém, não tem muito o que temer. Para que as eleições sejam efetivadas de fato, 50% e mais um sócio devem aprovar o projeto. As emendas, ou seja, os detalhes que definirão tempo de mandato, formação de chapas, quem pode concorrer, dentre outras regulamentações, só serão votadas numa nova reunião, que já está marcada para o dia 22 deste mês.

O processo de votação começou com a primeira vitória para o Palmeiras. Dos conselheiros presentes, que foram 191, 189 votaram por uma votação aberta, sem voto secreto. Até o ex-presidente Mustafá Contursi, nome constantemente vaiado pelos palmeirenses, escolheu o voto aberto. Os outros dois, o diretor jurídico Piraci e Eduardo Rubeiro de Melo, foram pelo caminho contrário. Piraci, aliás, foi alvo de polêmicas quando seu voto foi anunciado: apesar de criticar o projeto apresentado, disse que não votaria pelo voto fechado. Após sua escolha ser anunciada, uma enxurrada de xingamentos veio à sua conta no twitter.

Piraci se contradisse ao falar que votaria pela votação aberta (Foto: Reprodução)

Os conselheiros pareceram se sentir pressionados com a votação aberta e com os palmeirenses com desejo de “democracia verde” do lado de fora. O conselho, tantas vezes criticado por estagnação e retrocesso, aprovou, por unanimidade, as eleições diretas na Sociedade Esportiva Palmeiras.

Torcida compareceu em peso ao local da reunião dos conselheiros. Manifesto contra a atual diretoria pode ter influenciado na decisão do conselho (Foto: Evelson de Freitas/Agência Estado)

Muitos conselheiros pressionaram pelas diretas já nas próximas eleições, em 2013. Essa medida, no entanto, já foi impedida por argumentos jurídicos, segundo o perfil oficial do movimento Diretas Já Palmeiras. O direito dos sócios do clube votarem já está garantido para 2014. Após bate-boca entre conselheiros, houve um princípio de confusão com trocas de empurrões. A situação logo foi apaziguada. Devido a divergências entre as pessoas presentes, com ideias diferentes e vontades distintas, a votação das emendas, que definirão pendências, como o início da “era das diretas” e o número de candidatos por chapa, por exemplo, foi adiada para o dia 22. Será nessa próxima reunião que tudo será praticamente definido.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: