Em noite de Seedorf, Botafogo vira para cima do Cruzeiro e volta a pensar em G4

6 09 2012

Com dois gols e uma assistência do craque holandês, o Botafogo conseguiu um resultado importante para voltar a sonhar com o G4

Por Stéfano Bruno

Cruzeiro x Botafogo - Campeonato Brasileiro - Gol do Seedorf (Foto: Gil Leonardi)

Com dois gols e uma assistência, Seedorf foi o grande nome da vitória do Botafogo sobre o Cruzeiro (Foto: Gil Leonardi/Lancenet!)

Na melhor partida de Seedorf com a camisa do Botafogo, que jogava fora de casa, a equipe carioca virou para cima do Cruzeiro e voltou a falar em G4. Os gols da partida foram marcados por Tinga, para o Cruzeiro e Seedorf, duas vezes, e Jádson.

O Cruzeiro volta a campo no domingo (09), aonde vai a Recife enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, às 18:30 (de Brasília). Também no domingo (09), o Botafogo recebe o Náutico, às 16h (de Brasília), no Engenhão.

Crônica da partida

A partida começou muito equilibrada e como era de se esperar, com o Cruzeiro buscando mais as jogadas ofensivas que a equipe carioca.

Entretanto, a primeira finalização só foi acontecer aos 17min, e foi da equipe visitante. Elkeson recebeu bom passe na entrada da área, driblou o seu marcador e finalizou por cima gol, assustando o goleiro Fábio.

Um minuto depois, o Cruzeiro respondeu abrindo o placar. Borges recebeu ótimo lançamento do Souza e livre de marcação, invadiu a área e finalizou firme. Renan fez uma defesa espetacular. No rebote, Tinga pegou de primeira, da entrada da área, e abriu o placar no Independência. 1 a 0.

Imagens de Cruzeiro x Botafogo, no Independência  - Washington Alves/VIPCOMM

Tinga marcou o seu primeiro gol com a camisa do Cruzeiro, mas não foi o suficiente para ajudar a equipe a sair de campo com a vitória (Foto: Washington Alves/VIPCOMM)

Exercendo uma enorme pressão, o Cruzeiro quase ampliou o placar quatro minutos depois. Everton recebeu bom passe de Souza, driblou o marcador, invadiu a área e bateu cruzado. A bola passou rente a trave esquerda de Renan, que já estava batido no lance.

O Botafogo sentiu o gol do Cruzeiro e recuou para evitar o segundo gol da equipe celeste. Mas em um lance de rara beleza, chegou ao empate com um belo gol de Seedorf. Aos 34min, Fellype Gabriel deu ótima assistência para o craque holandês, que pegou de primeira, sem chances para Fábio. 1 a 1.

Um minuto depois o Botafogo chegou à virada. Fellype Gabriel recebeu a bola na área, girou e escorou para Seedorf bater, novamente de primeira, no canto direito do Fábio. 2 a 1.

Desta vez foi o Cruzeiro que sentiu os gols. A equipe celeste que tocava tranquilamente a bola, passou a errar passes curtos, demonstrando nervosismo na partida.

Após a virada o Botafogo voltou a recuar e esperava o Cruzeiro atacar para sair em velocidade. Mas o primeiro tempo não teve mais oportunidades para nenhum dos lados.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou mais ofensivo para a segunda etapa. Élber e Wellington Paulista entraram nos lugares de Wallyson e Sandro Silva, respectivamente.

Imagens de Cruzeiro x Botafogo, no Independência  - Rodrigo Clemente/EM/D.A Press

Seedorf comemorando um de seus gols (Foto: Rodrigo Clemente/EM/D.A Press)

Apesar do bom início da Raposa na segunda etapa, quem voltou a marcar foi o Botafogo. Em um contra-ataque rápido, Elkeson tocou para Seedorf, que fez um excelente lançamento para Jádson, que livre de marcação, driblou Fábio e tocou para o fundo do gol. 3 a 1.

Procurando se defender e sair em velocidade, o Botafogo levava mais perigo ao Cruzeiro, que tinha muitas dificuldades para entrar na defesa carioca.

Aos 24min, o Cruzeiro teve uma grande chance de diminuir o placar, mas desperdiçou uma chance incrível. Wellington Paulista fez boa jogada pela direita, invadiu a área e na saída do goleiro Renan ele tocou para o Everton, que tinha o apenas o gol em sua frente. Mas o lateral celeste finalizou mal, em cima do goleiro botafoguense.

O tempo ia passando e o Cruzeiro ia aumentando a pressão sobre o rival carioca. Aos 31min, Léo tabelou com Tinga e finalizou bem. A bola passou próxima a trave direita do goleiro Renan.

A resposta do Botafogo aconteceu cinco minutos depois. Após um contra-ataque rápido, Seedorf recebeu livre, na entrada da área. O meia invadiu a área mas na hora de finalizar, William Magrão apareceu e afastou o perigo.

Com o resultado garantido, o Botafogo apenas administrou o bom resultado nos minutos finais da partida.

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 05/09/2012 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Asp. FIFA – SP)
Auxiliares: Altemir Hausmann (RS) e Rafael da Silva Alves (RS).
Cartões Amarelos: Everton (CRU); Fábio Ferreira, Márcio Azevedo e Gabriel (BOT)

Público/Renda: 13.957 / R$ 395.880,00

GOLS: Tinga, aos 19’/1°T (1-0); Seedorf, aos 34’/1°T (1-1); Seedorf, aos 35’/1°T (1-2); Jadson, aos 10’/2°T (1-3);
Cruzeiro: Fábio; Léo, Rafael Donato, Mateus e Everton; Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Wellington Paulista, intervalo), Tinga e Souza (William Magrão, aos 15´/2ºT); Wallyson (Élber, intervalo) e Borges. Técnico: Celso Roth.

Botafogo: Renan; Lucas, Dória, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Gilberto, 40´/2ºT); Gabriel, Jadson, Fellype Gabriel (William, intervalo) (Brinner, aos 27´/2ºT) , Andrezinho e Seedorf; Elkeson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: