Neymar volta na hora certa e ajuda o Santos na vitória de virada sobre o Figueirense

16 08 2012

Em um jogo muito aberto, o Santos conseguiu virar pra cima do Figueira e fica mais aliviado na tabela. Por outro lado, os catarinenses ficam distantes de sair da zona

Por Gustavo Soler

Neymar voltou em tempo recorde e ajudou o Santos contra o Figueirense (Foto: Rubens Flores/Agência do Estado)

Nesta quinta-feira, Figueirense e Santos realizaram um jogo da antepenúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. O time catarinense precisava muito da vitória, pois o time era o 19º colocado da competição. Com o triunfo, a equipe de Hélio dos Anjos ficaria a dois pontos de sair da zona. Por outro lado, o Santos também precisava dos três pontos, pois o time da Vila Belmiro não vinha jogando bem e preocupava a torcida. Esses três pontos vieram para os visitantes, que venceram por 3 a 1, de virada.

O Figueira começou o jogo pressionando muito a equipe santista. Com cruzamentos para dentro da área e nas bolas paradas, os mandantes exigiam o trabalho da equipe adversária. O Peixe teve a sua primeira chance aos sete minutos, com Neymar. O camisa 11 bateu uma falta de longe e o goleiro Wilson quase foi surpreendido pela queda da bola, mas conseguiu fazer a defesa. Aos nove, a zaga do alvinegro catarinense afastou uma bola vinda do escanteio, a joga chegou em Caio, que se livrou da marcação e partiu com muita velocidade, porém, antes de invadir a área, Juan chegou de carrinho e atingiu o atacante. Por ser o último homem em um lance de gol, o lateral do Santos foi expulso de campo.

Melhor no jogo, o Figueirense teve uma grande chance de abrir o placar com 11 minutos. O lateral Léo arrumou um lançamento para dentro da área, o atacante Aloisio subiu com David Braz e, na dividida, o zagueiro quase marcou contra. Por sorte, Rafael se esticou todo e evitou o gol. A dupla Léo e Aloisio estava entrosada. O camisa 2 descolou um cruzamento na medida, mas o artilheiro do time acabou cabeceando no travessão. A pressão do Figueira crescia cada vez mais. Aos 25, Caio carregou pela ponta esquerda, puxou para o meio e bateu do meio da rua, mas novamente Rafael conseguiu defender.

Com um a menos e levando muita pressão, o time do Santos criou a melhor chance de gol do jogo. Depois de uma boa jogada individual de Gerson Magrão, o volante cruzou rasteiro para Neymar. O craque do Santos ganhou na velocidade do zagueiro, mas na hora de finalizar o camisa 11 tentou um toque para tirar do goleiro e acabou tirando do gol e mandando pra fora. Quando a joia santista recebeu pela ponta esquerda, Tulio chegou em um carrinho violento pra cima de Neymar e também foi expulso de campo. Depois do cartão vermelho, o time da Vila Belmiro começou a crescer no jogo. Aos 40, Ganso tocou de calcanhar para Neymar, que achou André livre dentro da área. O camisa 9 finalizou e exigiu uma grande defesa de Wilson, porém o bandeira havia assinalado o impedimento.

Quando o árbitro apitou o início do segundo tempo, o time do Figueirense já se mandou para o ataque. Com dois minutos de jogo, Aloisio recebeu na ponta, deu um drible desconcertante pra cima de David Braz e cruzou na medida para Fernandes. O camisa 10 chegou livre para testar para o fundo das redes, abrindo o placar. A torcida do Figueira mal teve tempo de comemorar, pois, do outro lado, Neymar passou por dois zagueiros e bateu no ângulo de Wilson, empatando o jogo.

O Figueira quase voltou à frente do marcador antes dos dez minutos. Depois de uma cobrança de falta, a bola sobrou para Aloisio, que finalizou pra fora. Assim como no primeiro tempo, a dupla Léo e Aloisio voltou a atacar. O lateral cruzou na cabeça do artilheiro, que testou firme, obrigando Rafael fazer uma boa defesa. Na reestreia de André, o atacante santista não foi bem e foi substituído por Miralles. Depois de uma grande jogada de Neymar, o argentino recebeu dentro da área, mas na hora da finalização, Wilson saiu bem do gol para defender. Aos 31 minutos, Brunos Peres carregou a bola da direita para o meio, fez fila na defesa e bateu na saída do goleiro, marcando um golaço para o Santos.

Após um chute com força de Almir, Rafael espalmou, porém a bola foi pra trás e, quando ela estava quase entrando, o goleiro santista conseguiu chegar na bola e mandou pra fora. Depois do segundo gol, o Santos já estava com o controle do jogo, mas, aos 39 minutos, Miralles deu uma passe milimétrico para Neymar, o camisa 11 ficou cara a cara com o goleiro e rolou de lado para Paulo Henrique Ganso marcar o terceiro dos visitantes. Com 41 min, Fernandes recebeu livre dentro da área, mas Rafael fez boa defesa.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 1 X 3 SANTOS

Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data/hora: 16/8/2012 – 21h
Árbitro: Emerson de A. Ferreira (MG)
Auxiliares: Marcos V. Gomes (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Renda/Público: Não disponíveis
Cartões amarelos:  Aloísio; Gérson Magrão e Ganso
Cartões vermelhos: Juan (9’/1ºT) e Túlio (30’/1ºT)

Gols: Fernades 2’/2°T(1-0); Neymar 6’/2°T(1-1); Bruno Peres  31’/2°T(1-2); Ganso 39’/2ºT (1-3)

FIGUEIRENSE: Wilson; Léo (Elsinho 22’/2ºT) , Fred, Anderson Conceição e Guilherme Santos; Túlio, Jackson, Claudinei e Fernandes; Caio e Aloísio (Julio Cesar 19’/2ºT) (Almir 29’/2ºT). Técnico: Hélio dos Anjos.

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, David Braz e Léo; Adriano, Arouca, Patito (Gérson Magrão 12’/1ºT) e P.H.Ganso; Neymar e André (Miralles 21’/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: