Soberano, Náutico atropela o São Paulo nos Aflitos

15 08 2012

Equipe pernambucana passou por cima do Tricolor com grande atuação de Araújo; torcida gritou “Olé” no fim do jogo

Por Luiz Queiroga

Náutico não teve conhecimento do São Paulo jogando em casa (Foto: Antônio Carneiro)

Na noite desta quarta-feira (15), o São Paulo viajou até Recife para espantar a má fase e seguir em busca do G4, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enfrentando o Náutico, porém, mais uma derrota, e de goleada: 3 a 0. Crise no Morumbi.

O time da casa começou o confronto com muita determinação e pressionando, tanto que em menos de dez minutos deu bastante dor de cabeça para o Tricolor. Primeiro com Souza, aos quatro minutos, que arrematou de longa distância para o rebote de Rogério Ceni, a zaga afastou o perigo logo em seguida.

Passados três minutos, Souza apareceu novamente, agora lançando a bola na área. A defesa tirou mal, Araújo pegou a sobra e chutou com bastante força para grande defesa de Ceni. No rebote, com o goleiro no chão, o próprio Araújo apareceu, mas abusou da força e mandou por cima do travessão.

Aos dez minutos, o técnico Ney Franco tirou João Filipe, que levou o cartão amarelo, para colocar Casemiro. No minuto seguinte, a situação dos visitantes se complicava ainda mais quando o árbitro José de Caldas Souza assinalou mão de Rafael Tolói na bola dentro da área. Na cobrança, Kieza abriu o marcador.

O susto inicial foi aos poucos sendo controlado pelo São Paulo, que passava a trabalhar mais com a bola nos pés e chegava com perigo em cobranças de falta ou escanteio. Cícero foi que conseguiu a melhor oportunidade tricolor, quando recebeu cruzamento de Douglas e cabeceou nas mãos de Gideão, aos 20min.

Quando parecia que o empate estava próximo, o Náutico finalmente acertou um contra-ataque com Rhayner, aos 28min, que deixou no chão o último marcador e bateu para grande defesa de Ceni. No rebote, porém, Araújo não desperdiçou e balançou as redes.

Aos 36min, o capitão Martinez criou boa oportunidade ao chutar da entrada da área, mas a bola desviou na zaga e saiu pelo lado esquerdo do arqueiro. Como era decisivo atrás, Ceni resolveu fazer o mesmo na frente: aos 42min, o goleiro-artilheiro cobrou falta próxima da área e acertou a rede pelo lado de fora, arrancando o grito de boa parte da torcida nos Aflitos.

Na volta para a etapa complementar, o São Paulo assustou em lance de bola alçada de Jadson para a área, mas Casemiro chegou atrasado no lance. O time tentava a todo custo consertar o prejuízo do primeiro tempo, mas o desastre já estava feito. Aos 10min, Rhayner chutou por cima do gol.

Aos 15min, Rogério Ceni mandou para escanteio uma bomba de Souza. No lance seguinte, porém, o arqueiro desviou a bola para as próprias redes: 3 a 0. O time de Ney Franco seguia desorientado em campo, enquanto o Náutico ditava o ritmo do jogo. Aos 29min, Rogério salvou mais uma, agora excelente cabeçada de Araújo no canto direito do gol.

Fim de partida, o Timbu conseguiu um grande resultado, mas permaneceu em 13º lugar, com 18 pontos. Já o São Paulo permaneceu em sétimo, com cinco pontos de diferença do primeiro time que ocupa a zona de classificação para a Libertadores, o Grêmio.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 3 X 0 SÃO PAULO

Local: Aflitos, Recife (PE)
Data/hora: 15/8/2012 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: José de Caldas Souza (TO)
Auxiliares: Carlos Emanuel Manzolillo (TO) e Lúcio da Silva de Mattos (PA)
Renda/Público: Não divulgada/ 14.022 (total)
Cartões amarelos: Kieza, Ronaldo Alves, Souza e Martinez (NAU); João Filipe, Douglas e Rhodolfo (SPO)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Kieza, 12’/1°T(1-0); Araújo, 28’/1ºT(2-0) e Rogério Ceni (contra), 16’/2ºT(3-0).

NÁUTICO: Gideão, Patric, Marlon, Ronaldo Alves e Douglas Santos (Lúcio, 28’/2ºT); Elicarlos (Ramirez, 7’/2ºT), Martinez, Souza e Rhayner; Araújo e Kieza – Técnico: Alexandre Gallo.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, João Filipe (Casemiro, 10’/1ºT), Rafael Toloi e Rhodolfo; Douglas (Paulo Assunção, 11’/2ºT), Denilson, Maicon, Jadson  (Willian José, 20’/2ºT) e Cortez; Ademilson e Cícero – Técnico: Ney Franco.

Anúncios

Ações

Information

One response

16 08 2012
São Paulo “joga a toalha” e agora mira Sul-Americana «

[…] Brasileiro se distancia a cada rodada para o São Paulo. Após perder pela terceira vez seguida, agora em goleada sofrida diante do Náutico, nessa quarta-feira (15), o planejamento da temporada foi rediscutido pela cúpula tricolor junto […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: